Brasil

Grêmio confirma locais para treinos e jogos da Libertadores fora do Rio Grande do Sul

Tricolor Gaúcho treinará de 17 a 26 de maio em São Paulo, e enfrentará o The Strongest, no dia 28 de maio, e o Estudiantes, no dia 8 de junho, em Curitiba

Com o CT Luiz Carvalho e a Arena do Grêmio ainda alagados por conta das enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul, o Grêmio definiu na noite nessa quarta-feira (15) a logística para a retomada das atividades. De 17 a 26 de maio, o Tricolor Gaúcho treinará no CT Joaquim Grava, do Corinthians, em São Paulo, e jogará suas duas próximas partidas como mandante na Libertadores no Estádio Couto Pereira, em Curitiba.

Em comunicado oficial, o Grêmio afirma que a necessidade da retomada das atividades do futebol, mesmo diante da tragédia climática no Rio Grande do Sul, “atinge e penaliza duplamente” o clube. O Tricolor Gaúcho diz que gostaria de realizar os trabalhos Porto Alegre, com os atletas em suas casas e os jogos na Arena, mas “as circunstâncias, contudo, exigem outra solução”.

Grêmio justifica escolhas do CT do Corinthians e do Couto Pereira

De acordo com o Grêmio, além da ampla estrutura, a decisão de treinar no CT do Corinthians é estratégica pela localização. Por conta das enchentes, os atletas do elenco gremista foram instruídos a retornarem para suas casas em outros estados e países, onde se encontram atualmente. É o caso, também, do técnico Renato Portaluppi, que está no Rio de Janeiro.

Grêmio treinará no CT Joaquim Grava, do Corinthians, em São Paulo. Foto: Reprodução/Corinthians TV

Já a escolha do Couto Pereira para receber os jogos da Libertadores contra o The Strongest, no dia 29 de maio, e Estudiantes, no dia 8 de junho, “considera a exigência da Conmebol por estádios que estejam a até 150 quilômetros de distância de um aeroporto internacional em operação, entre outras obrigações que nesse momento somente estádios de outros estados e mais distantes atendem”, segundo o clube.

Grêmio conta com apoio da torcida para superar os desafios impostos

Embora a nota oficial não diga, também pesou o fato de que muitos gremistas moram no Paraná, o que garantirá apoio nessas partidas que são decisivas para o Grêmio. Com três pontos em três jogos, o Tricolor Gaúcho está na lanterna do Grupo C da Libertadores, e precisa de resultados positivos no returno para conseguir a classificação.

Além o aspecto esportivo, o sucesso na principal competição do continente é considerado fundamental pelo Grêmio pelo caráter financeiro. O clube enfatiza que isso auxiliará “na sequência do trabalho de reconstrução das suas estruturas danificadas pela enchente e no auxílio aos colaboradores atingidos diretamente por esse trágico evento climático”.

Por fim, o Grêmio agradece a ajuda de todos e conclama o apoio da torcida para a sequência de temporada. De acordo com o clube, “a situação ficou mais complexa e desafiadora”, mas o Tricolor Gaúcho vai “prosseguir com a garra e a força” que o trouxe até aqui em sua história “vitoriosa e de conquistas”.

Confira o comunicado oficial do Grêmio

“Diante da maior tragédia da história do RS nos vemos obrigados a retomar as atividades relacionadas ao futebol, fato que atinge e penaliza duplamente o Grêmio. É certo que preferiríamos manter os trabalhos em Porto Alegre, com os atletas em casa, mandando os jogos na Arena e com a força da nossa torcida, ao lado dos gaúchos. As circunstâncias, contudo, exigem outra solução. Por isso informamos que as duas próximas partidas do Grêmio como mandante na Copa Libertadores da América serão disputadas no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

A decisão considera a exigência da Conmebol por estádios que estejam a até 150 quilômetros de distância de um aeroporto internacional em operação, entre outras obrigações que nesse momento somente estádios de outros estados e mais distantes atendem. Os treinos da equipe serão realizados até o dia 26 no CT do Corinthians, em São Paulo, local que reúne todas as condições necessárias e oferece uma ampla estrutura. Cabe destacar também que SP está numa posição estratégica para receber nesse momento os atletas, que estão em suas cidades.

Todas as medidas têm como foco obter a melhor condição técnica possível para disputar as partidas da Libertadores e conquistar a classificação para a fase eliminatória, fato que sempre foi a prioridade e vai, entre outras coisas, ajudar o Grêmio na sequência do trabalho de reconstrução das suas estruturas danificadas pela enchente e no auxílio aos colaboradores atingidos diretamente por esse trágico evento climático.

A comissão técnica viaja nesta quinta para Florianópolis e de lá segue para SP, onde encontrará a delegação para recomeçar a preparação na sexta, dia 17. Por fim, o Grêmio agradece a todos pela ajuda e conclama os torcedores a seguirem apoiando e acreditando nos nossos objetivos para 2024. A situação ficou mais complexa e desafiadora, é verdade, mas vamos prosseguir com a garra e a força que nos trouxeram até aqui na nossa história vitoriosa e de conquistas.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo