BrasilLado B de Brasil

Grêmio Barueri levou 10 a 0 do Nacional, em meio a uma crise que parece não ter fim

O Nacional goleou o Barueri por 10 a 0 (Foto: Alexandre Giesbrecht)

Poucos clubes têm uma trajetória de decadência tão clara e acelerada quanto o Grêmio Barueri. Em 2010, estava na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, e desde então, foi acumulando rebaixamentos, tanto no nacional quanto no estadual. Está atualmente na Série A do Paulista, e nesta quarta-feira, sofreu a maior humilhação da sua campanha: perdeu por 10 a 0 para o Nacional, no Nicolau Alayon.

LEIA MAIS: Ídolo eterno, morte precoce: quando Leonardo assombrou o Atlético-MG no Mineirão

Isso mesmo: um simbólico e acachapante 10 a 0, a pior derrota do Grêmio Barueri em dez rodadas da Série A3. E olha que a concorrência é bem difícil. O clube da Grande São Paulo perdeu todos os seus jogos até aqui, com três goleadas por 4 a 0 e uma por 8 a 0 para o Grêmio Osasco. Tem dez derrotas, sofreu 35 gols e marcou apenas três: um no Guaratinguetá e dois no Comercial.

A partida contra o Guaratinguetá, aliás, é bem simbólica sobre a fase do clube, que foi barrado na Arena Barueri momentos antes da partida na semana passada e correu o risco de sofrer o segundo WO do campeonato, o que resultaria na sua desclassificação. Os funcionários do estádio só permitiram que o jogo fosse realizado por causa da intervenção do técnico do Guaratinguetá, João Telê.

O primeiro WO do Barueri, ou o terceiro em dois anos, porque os gestores da equipe não conseguiram inscrever os jogadores a tempo para a primeira rodada contra o Primavera. Isso nem é o pior erro administrativo do time. Sem dinheiro, jogadores ameaçaram greve por causa das péssimas condições estruturais do time. Não têm lugar decente para concentração, viajam apertados em vans e chegaram a jogar 90 minutos de futebol profissional sem comer.

Tudo isso culminou na partida desta quarta-feira contra o Nacional, que começou voando e marcou com Piter aos 35 segundos. O mesmo jogador ampliou, aos 8 minutos do primeiro tempo, que terminou apenas 2 a 0.  O atropelamento veio na etapa final: Piter, novamente, Anderson Gindre, Victor Sapo (duas vezes), Michel, Emerson Mi e Thiaguinho (também duas vezes) completaram a goleada.

Depois de cair para a Série B, em 2010, o Grêmio Barueri foi rebaixado duas vezes seguidas (2012 e 2013) e fez uma campanha bem ruim na Série D de 2014. Não disputou competição nacional ano passado. No Paulista, caiu da A1 em 2011, da A2 em 2014, depois de quase ser rebaixado novamente ano passado, desta vez está com o futuro praticamente selado.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo