Brasil

Flamengo trabalha com novas vendas de Garotos do Ninho para oxigenar elenco em 2024

Depois de Matheus França e João Gomes, outros nomes do Flamengo estão na mira de europeus para a próxima janela de transferências

Dentro de campo, o 2023 do Flamengo foi repleto de fracassos retumbantes, com quatro vices e algumas eliminações traumáticas, como na Libertadores e no Mundial. Pensando nas finanças, contudo, o clube apresentou excelentes números, especialmente nas vendas, impulsionadas pelos Garotos do Ninho. Já pensando na próxima temporada, o Rubro-Negro quer repetir a dose, no intuito de oxigenar seu elenco.

Ciente de que algumas peças deixarão o clube ao fim do ano, o Flamengo prepara uma janela quente para o sucessor de Jorge Sampaoli que, provavelmente, será Tite. Fora o dinheiro arrecadado em 2023, que está na beira dos R$ 300 milhões, o Rubro-Negro entende que novas vendas de Garotos do Ninho serão necessárias para sustentar os avanços do clube no mercado.

Os valores arrecadados pelo Flamengo em 2023

O ano do Flamengo no mercado trouxe diversas vendas interessantes de jovens promessas formadas na base. Ramon, Vítor Gabriel, Thuler e Otávio, jogadores que não vinham sendo utilizados, por exemplo, renderam mais de R$ 20 milhões ao Rubro-Negro nesta temporada. Os valores, contudo, ficaram concentrados entre duas grandes vendas: a de João Gomes, na primeira janela, e Matheus França, na última.

Ao todo, as negociações de volante e meia-atacante envolveram quase R$ 210 milhões, ou seja, mais de 80% dos valores totais de vendas do Flamengo em 2023. O destino, curiosamente, foi o mesmo: a Premier League, que já ameaça buscar outros nomes do Rubro-Negro na próxima janela de transferências. João Gomes veste a camisa do Wolverhampton, enquanto Matheus França está no Crystal Palace.

  • Matheus França – Crystal Palace (ING) – 20 milhões de euros (R$ 104 milhões)
  • João Gomes – Wolverhampton (ING) – 18,7 milhões de euros (R$ 103,2 milhões)
  • Mateusão – Shabab Al Ahli (EAU) – 2 milhões de euros (R$ 10 milhões)
  • Ramon – Olympiacos (GRE) – 1,5 milhão de euros (R$ 8 milhões)
  • Vítor Gabriel – Gangwon FC (COR) – 1,1 milhão de euros (R$ 5,8 milhões)
  • Thuler – Vissel Kobe (JAP) – 900 mil euros (R$ 5,3 milhões)
  • Otávio – Famalicão (POR) – 500 mil euros (R$ 2,6 milhões)
Matheus França foi a grande venda do Flamengo na última janela de transferências (Foto: Gilvan de Souza/CRF)

Vale destacar que o Flamengo ainda teve vendas de atletas que já não estavam mais no clube e, mesmo assim, renderam frutos aos cofres. Nesses casos, o Rubro-Negro ainda detinha porcentagens dos jogadores em questão e, por isso, tiveram valores a receber. O volante Vinicius Souza, por exemplo, trouxe R$ 26 milhões após ser vendido pelo Lommel, da Bélgica, ao Sheffield United, da Inglaterra.

Novas joias a serem vendidas

Depois da venda de Matheus França, o Flamengo se voltou a três Garotos do Ninho para evoluírem e, quem sabe, serem vendidos na próxima janela. Victor Hugo, Wesley e Matheus Cunha foram importantes para a equipe profissional na temporada, utilizados em diversas oportunidades por Sampaoli e, por isso, existe a expectativa de propostas chegaram. E não seria uma novidade para o Rubro-Negro.

Victor Hugo havia sido sondado por Lyon e Brighton, além de ter recebido uma oferta oficial do Wolverhampton, mas preferiu permanecer mais um pouco no Flamengo. Matheus Cunha foi procurado pelo Nottingham Forrest, enquanto Wesley, ainda no início do ano, recebeu proposta de empréstimo com opção de compra do Barcelona, porém as tratativas não avançaram.

Victor Hugo foi muito importante para o Flamengo em 2023 (Foto: Divulgação/CRF)

A Trivela apurou, no entanto, que nenhum dos clubes citados parece ter desistido das contratações. As jovens promessas do Flamengo estão em alta no mercado de 2017, quando Vinicius Júnior foi vendido ao Real Madrid por 45 milhões de euros, cerca de R$ 150 milhões na cotação da época, valor que parece ter sido baixo atualmente. A expectativa por novas, portanto, existe dentro do clube.

Outro nome do horizonte

Por mais que tenha apenas 17 anos, mais um nome da geração 2006, Lorran parece ser a próxima bola da vez no futuro. O meia-atacante já é visto como a principal joia do Flamengo para os próximos anos, especialmente por sua capacidade de gerar jogo e marcar gols. De acordo com o jornalista Fabrizio Romano, a procura pelos serviços do Garoto do Ninho entre os gigantes europeus já começou.

Lorran tem multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 264 milhões) e, caso seja vendido por esse valor, superaria Vinicius Júnior como a maior da história do clube. Como ainda não é maior de idade, no entanto, ele só poderia se mudar para a Europa em julho de 2024. Atualmente, a jovem promessa é camisa 10 do time sub-20 do Flamengo e ajudou a Seleção Brasileira a conquistar o Sul-Americano sub-17, no início do ano.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo