Brasil

Flamengo acaba com embalo do Nova Iguaçu em jogo seguro, de um Pedro goleador

Pedro marcou duas vezes e ajudou o Flamengo a vencer o Nova Iguaçu no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca

O Flamengo venceu o Nova Iguaçu por 3 a 0 na tarde deste sábado (30), no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca. Pedro marcou duas vezes, uma em cada tempo, e ainda viu Ronald, contra o próprio patrimônio, dar números finais à partida. O Rubro-Negro soube amarrar bem a embalada Laranja Mecânica da Baixada para sofrer pouco, fazer muito e sair com um resultado satisfatório.

O que de melhor aconteceu no jogo?

  • Pedro marcou dois e ainda teve gol anulado em impedimento duvidoso;
  • Nova Iguaçu teve seu pior desempenho em 2024;
  • Flamengo desperdiçou muitos gols;
  • O gol contra de Ronald, no fim, encaminhou o título ao Flamengo;
  • Mais um jogo sem tomar gol da excelente defesa do Flamengo.

Flamengo domina o primeiro tempo, mas não capitaliza

Os 45 minutos iniciais viram um Flamengo bem ao estilo do professor Tite. Ainda que atacasse, o Nova Iguaçu via suas jogadas pararem na forte e sólida defesa rubro-negra. Os chutes que passaram pelo domínio de Fabrício Bruno e Léo Pereira pararam em Rossi, mais uma vez em tarde segura. Esse fator abriu caminho para que o clube da Gávea atacasse em profusão, mas faltou pontaria.

Arrascaeta e De La Cruz até ajudaram, porém, o primeiro tempo não foi de muita inspiração. Cebolinha e Luiz Araújo falharam em diversas tomadas de decisão, que levaram ao desperdício de pelo menos duas chances claras. O destaque ficou por conta dos dois P's: Pulgar e Pedro. O volante guiou muito bem o time e foi o construtor, enquanto o centroavante marcou duas vezes, uma anulada em impedimento milimétrico.

Curiosamente, ou não, o destaque do primeiro tempo foi o goleiro Fabrício. Se o Nova Iguaçu continua vivo na decisão, o mérito é todo dele. Não à toa, o Internacional de Porto Alegre fechou a contratação do arqueiro, após boa performance, também, na Copa do Brasil.

Flamengo amplia e administra

Os 45 minutos derradeiros vieram e, com eles, uma demonstração de força do Flamengo. Luiz Araújo e Cebolinha, que erraram muito na etapa inicial, combinaram muito bem para deixar Pedro na boa. Grande lançamento do 7, assistência certeira do 11 e gol do 9. O tento, inclusive, foi o de número 13 mil na história do Rubro-Negro, que celebrou com homenagem à Zagallo.

Após ampliar a vantagem, o Flamengo voltou à marcha lenta para administrar o resultado positivo. Teve chances para melhorar o placar, mas acabou parando, mais uma vez, nas tomadas ruins de decisão. Faltava um pouco mais de genialidade de Arrascaeta e De La Cruz para chegar ao terceiro, mas, no geral, o Rubro-Negro estava muito bem no jogo.

Se a inspiração não veio pelo lado do Flamengo, o Nova Iguaçu tratou de dar uma ajudinha. Pedro tentou um chapéu dentro da área, e Ronald, na ânsia de afastar, acabou mandando contra o próprio patrimônio. O 3 a 0 é justo e encaminhou o título.

Falando da Laranja Mecânica, o time esteve bem mais apático do que nos grandes momentos do Estadual. A maioria das chances criadas vieram em chutes de fora da área e não assustaram a meta defendida por Rossi. Carlos Vitor encontrou um adversário de respeito em Tite, que soube explorar as deficiências defensivas do Nova Iguaçu para sair na frente na decisão.

O nome do jogo: Pedro!

Por mais que a atuação do goleiro Fabrício tenha sido destacada, o homem da partida foi Pedro. Ele marcou três vezes, sendo que apenas dois valeram, e aproveitou bem as oportunidades que chegaram. Até mesmo no pivô, algo que não vinha acontecendo nesse início de temporada, foi destaque. Ele ainda conseguiu participar diretamente do gol contra de Ronald, que deu números finais ao jogo.

Pedro é artilheiro do Campeonato Carioca, com 11 gols, e um dos principais goleadores do Brasil desde o início de 2024.

Pedro comemora um dos seus gols no primeiro jogo da final do Carioca (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Como fica a final do Carioca?

Com a vitória, Tite e companhia deram um passo gigante na decisão e encaminharam o título, mesmo sem a vantagem do empate no agregado. O segundo e decisivo confronto entre Flamengo e Nova Iguaçu será disputado no próximo domingo (07), às 17h (de Brasília), no Maracanã.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo