Brasil

Diniz convoca Seleção pela 1ª vez: Lista para a estreia tem volta de Neymar e mais do mesmo

Diniz estreia pela Seleção em em 8 de setembro, quando enfrenta a Bolívia no Mangueirão, em Belém; Paquetá deixou lista após denúncia

O técnico Fernando Diniz anunciou nesta sexta-feira (18) a sua primeira convocação como técnico da seleção brasileira. Em seu primeiro ato, o treinador manteve a base das listas anteriores, com algumas novidades. Neymar está de volta pela primeira vez após a Copa do Mundo de 2022. O goleiro Bento, do Athletico, e o lateral-esquerdo Caio Henrique, do Monaco, estão entre as caras novas.

Diniz estreia pela Seleção em em 8 de setembro, quando enfrenta a Bolívia no Mangueirão, em Belém, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Depois, o Brasil viaja a Lima para enfrentar o Peru no dia 12 de setembro.

O que disse Diniz:

  • Revelou conversa com Neymar;
  • disse que Paquetá foi cortado de última hora;
  • explicou os critérios para a convocação;
  • falou sobre as novidades na lista;
  • explicou por que o Botafogo não tem convocados.

Paquetá cortado de última hora

Honrado por sua primeira convocação, Diniz adotou tom sincero. Questionado sobre a ausência de Lucas Paquetá, do West Ham, que foi denunciado por supostas irregularidades envolvendo apostas na Inglaterra, ele admitiu que o meia estava na lista oficial. Só evitou confirmar quem é seu substituto na lista.

– Eu sou um cara que, o que me protege na minha vida inteira, é a verdade. Paquetá estava na lista. É um jogador que eu gosto muito. É uma questão de preservação, deixá-lo ele resolver essas questões, que excedem o jogo. Deixá-lo mais à vontade para resolver. Tivemos estes problemas aqui no Brasil. Isso precisa do fator tempo para que as coisas se esclareçam. É um jogador que eu adoro, embora nunca tenhamos trabalhado juntos. A CBF vai estar com as portas abertas para recebê-lo assim que ele resolver positivamente essas questões que tivemos de última hora – explicou.

Diniz teve conversa com Neymar

Durante a entrevista coletiva, o treinador confirmou a informação antecipada pela Trivela de que se preocupa com o nível de competitividade que Neymar encontrará na liga saudita pelo Al-Hilal. Mas Diniz garantiu que teve uma conversa com o camisa 10 e que ele está motivado para tentar cumprir pela Seleção o que falta: o título da Copa do Mundo.

– Eu conversei com ele e ele se mostrou muito disposto e feliz em construir uma história comigo aqui. E sobre ele, já falei, mas vou repetir: é um jogador que é difícil surgir um igual. E acho que ele, pelo nível dele, pode escrever um capítulo, um capítulo ainda mais bonito da história dele, que ainda não chegou – disse o treinador.

Critérios da convocação

Antes de anunciar os nomes, o técnico disse que levou em conta dois critérios: o histórico dos jogadores pela Seleção Brasileira e também o potencial para que eles possam atuar na Copa de 2026.

– Em relação à convocação, é sempre complexo. Difícil porque são muitos jogadores em condição de serem convocados. O critério técnico é preponderante. É sempre muito complexo. A gente procurou assistir a todos jogos. Todos os jogadores convocados foram observados por vídeo e também alguns em estádio. E a gente chegou, esperou. A lista foi se modificando ao longo desse tempo. Tem uma coerência de histórico de jogadores na Seleção, uma projeção visando à próxima Copa do Mundo – disse Diniz.

Bento e Caio Henrique: as novidades

O treinador também falou sobre os dois estreantes da lista: o goleiro Bento e o lateral-esquerdo Caio Henrique. O critério do técnico para convocar as duas caras novas tem a ver com o potencial de evolução de ambos de olho na Copa do Mundo de 2026.

– Bento tem a ver com idade, por ser um goleiro com grande destaque no Brasil. E imaginando a experiência de aproximar ele da Seleção. O Caio Henrique está há algum tempo no Monaco, já estava no radar como possível candidato. Continua performando muito bem. Por isso que foi convocado – explicou o treinador.

A primeira lista de convocados de Diniz:

  • Goleiros:
    Alisson (Liverpool)
    Bento (Athletico)
    Ederson (Manchester City)
  • Laterais:
    Caio Henrique (Monaco)
    Danilo (Juventus)
    Renan Lodi (Olympique de Marseille)
    Vanderson (Monaco)
  • Zagueiros:
    Gabriel Magalhaes (Arsenal)
    Ibañez (al-ahli)
    Marquinhos (PSG)
    Nino (Fluminense)
  • Meio-campistas:
    André (Fluminense)
    Bruno Guimarães (Newcastle)
    Casemiro (Manchester United)
    Joelinton (Newcastle)
    Raphael Veiga (Palmeiras)
  • Atacantes:
    Antony (Manchester United)
    Gabriel Martinelli (Arsenal)
    Matheus Cunha (Wolverhampton)
    Neymar (Al-Hilal)
    Richarlison (Tottenham)
    Rodrygo (Real Madrid)
    Vinicius Jr (Real Madrid)

Estreia da Seleção nas Eliminatórias

A Seleção estreia nas Eliminatórias da Copa de 2026 em 8 de setembro, quando enfrenta a Bolívia no Mangueirão, em Belém. Depois, o Brasil viaja a Lima para enfrentar o Peru no dia 12 de setembro.

A Copa do Mundo de 2026 será disputada em três países: Estados Unidos, Canadá e México. As Eliminatórias Sul-Americanas classificarão seis seleções de forma direta. Há ainda uma sétima vaga de repescagem em jogo, com um total de 10 países na briga.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo