Brasil

Corinthians até tem feito boas propostas no mercado da bola, mas coleciona sequência de ‘nãos’

Corinthians recebeu dois "nãos", foi atrás do terceiro, e agora precisa mudar alvo das contratações

Pode não parecer, mas o Corinthians está se movimentando nos bastidores do mercado do bola. A diretoria monitora alguns nomes pedidos pelo treinador Mano Menezes, e também outras peças que poderiam ajudar o time no próximo ano. Sem dar muitos sinais de chegadas de atletas ao clube, o torcedor corintiano se preocupada com os números das saídas.

Até agora o Corinthians só teve uma chegada confirmada, a do lateral-esquerdo Hugo, que defendeu o Goiás em 2023, apesar do pré-contrato assinado, o clube ainda não anunciou o reforço oficialmente.

O motivo da falta de contratações não é a mudança da diretoria alvinegra. Isso porque apesar do presidente eleito Augusto Mello só assumir oficialmente a cadeira alvinegra em 2 de janeiro, ele e Duílio Monteiro Alves firmaram um acordo no qual o futuro ex-presidente se comprometeu a assinar as negociações que forem acontecendo até o final de seu mandato em 31 de dezembro.

Corinthians ofereceu valor alto por Erick, do Athletico-PR, mas não foi o suficiente para convencer o clube

Na semana passada o Corinthians entrou em contato com o Athletico-PR por desejar o volante Erick, de 26 anos. Na primeira trativa a diretoria alvinegra tentou envolver o argentino Fausto Vera, mas Celso Petraglia, presidente do Furacão, recusou logo de cara. Alguns dias depois o Timão optou por colocar grana na negociação, e fez uma proposta de 5 milhões de euros (R$ 27 milhões), e mais uma vez recebeu um não.

Recusado duas vezes, e empenhando em ter o jogador, o Corinthians foi buscar o terceiro ‘não’, aumentou o valor da proposta e do salário que Erick receberia, segundo a reportagem do Meu Timão,  quatro vezes mais do que ele recebe atualmente. Porém na tarde desta terça-feira (19) as tratativas foram encerradas de uma vez, após a recusa oficial do staff e do atleta, que teria sido convencido pela diretoria do Athletico que uma permanência seria mais saudável para sua carreira.

Isso porque, ao ver que o volante estava cogitando sua transferência para o Corinthians, Petraglia ligou para o Erick, e aproveitando que o jogador gosta da cidade, o convenceu a continuar em Curitiba defendendo as cores do Athletico-PR. O presidente teria explicado ao jogador que para 2024 a equipe estará bem estruturada para disputar todos os campeonatos no ano do seu centenário, e que ele seria peça fundamental dentro do time. Além disso, o dirigente reforçou que ele poderá ser negociado no futuro por um valor bem maior do que o Corinthians pretendia pagar agora.

Corinthians monitora mais dois jogadores e aguarda reposta dos seus respectivos clubes

Faltando praticamente um mês para a estreia no Campeonato Paulista, a reformulação proposta pela diretoria e pela comissão técnica do treinador Mano Menezes começou apenas com as dispensas, e por enquanto as recusas são um problema diante ao tic-tac do relógio da temporada de 2024.

O Corinthians segue monitorando dois atletas que estão no cenário do futebol brasileiro, o volante Raniele, do Cuiabá, e Mauricio, do Internacional. A negociação mais avançada é a pelo jogador que estava no Dourado, o Timão já ter acertado os valores salariais com o jogador, e deve pagar ao Cuiabá, cerca de R$ 10 milhões por Raniele.

O caso do Mauricio, é mais complicado, isso por que o Timão ofereceu 8 milhões de euros (R$ 43,1 milhões) pela cotação atual, por 70% dos direitos do jogador, mas o Colorado além de achar o valor baixo, revelou que não pretende negociar o volante com um rival brasileiro.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo