Brasil

Torcedor do Corinthians se apega à mística dos títulos na Copinha para crer em bom ano do profissional

Nos últimos cinco títulos do Corinthians na Copinha, elenco profissional também foi campeão

Tradicionalmente a Copa São Paulo, sempre foi um campeonato que contou com presença do torcedor corintiano, e nesta edição não foi diferente. Só na grande final, realizada nesta quinta-feira (25) na Neo Química Arena, 43.495 pessoas estiveram presentes para comemorar o 11º título do Alvinegro. 

O fim do jejum do sub-20 fez a torcida voltar a comemorar um título com o time masculino. O Timãozinho estava há sete anos sem conquistar o título, dois anos a mais do elenco profissional, que desde o Paulistão de 2019 não consegue subir ao pódio, e uma coincidência faz com que as arquibancadas acreditem que 2024 pode, enfim, ser o ano em que o elenco vai, enfim, desencantar.

Nos últimos cinco títulos da Copinha, elenco profissional também foi campeão

A expectativa por um 2024 melhor – ainda que baseada em teorias – é fundada no histórico dos últimos cinco títulos das categorias de base do clube. Todas às vezes que a equipe conquistou a Copa São Paulo de Futebol Junior, o time profissional conseguiu ser campeão.

As coincidências que inflamam a teoria:

  • 2017: Sub-20 campeão da Copinha; Profissional campeão Paulista e Brasileiro;
  • 2015: Sub-20 campeão da Copinha; Profissional campeão Brasileiro;
  • 2012: Sub-20 campeão da Copinha; Profissional campeão da Libertadores e do Mundial;
  • 2009: Sub-20 campeão da Copinha; Profissional campeão do Paulista e da Copa do Brasil;
  • 2005: Sub-20 campeão da Copinha; Profissional campeão Brasileiro.

O atual treinador do sub-20 Corinthians, Danilo Andrade, que esteve presente em cinco destes campeonatos, falou sobre a coincidência após o título.

 — Essas coisas acontecem. Espero que isso aí possa continuar. A gente sendo campeão e o profissional também, que está em uma nova fase, reformulação. Que possa engrenar também. Futebol é assim, você faz um grande trabalho e não ganha nada, tudo que você fez não vale. – compartilhou o treinador 

Apesar da teoria, nesse período, o time principal alvinegro também levantou taças mesmo sem a categoria de base ser campeã: Campeão da Brasileiro (2011); Campeonato Paulista (2013), Recopa (2013); Campeonato Paulista (2018); Campeonato Paulista (2019) – esse o último da equipe.

Com o fim da Copinha, garotos devem ser utilizados no profissional

Agora, com o término da Copa São Paulo de Futebol Júnior, pelo menos três garotos devem subir para o time principal do Corinthians para compor o elenco que precisa de peças de reposição. Mano Menezes revelou que conta com esses jogadores, e que só tinha integrado eles ainda porque não queria atrapalhar a concentração para a disputa da Copinha.

Para o treinador do Timãozinho, os garotos estão preparados para ocupar a vaga no elenco principal, e fazer uma boa trajetória com a camisa do clube.

— O primeiro objetivo da base é colocar jogador no profissional, o dia que a base não revelar e não colocar jogador lá em cima, tem alguma coisa errada, né?. O principal é formar isso para o profissional, para chegar lá, e já estar pronto tecnicamente, cabeça boa, saber esperar oportunidade. É um futuro muito brilhante pela frente, isso eu não tenho dúvida, só que o futebol às vezes é momento, é tempo né, tem essa cobrança muito grande, principalmente num clube igual o Corinthians, mas eu tenho certeza que vários ali vão ter um futuro muito grande e oportunidade de jogar aqui no Corinthians ainda. – disse Danilo Andrade.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo