Copa do Brasil

Tuntum, Azuriz e Glória de Vacaria: A quarta de Copa do Brasil foi espetacular a três estreantes

Três equipes novatas conseguiram a classificação, enquanto o Tocantinópolis teve o gosto de despachar o Náutico

A Copa do Brasil teve uma quarta-feira dos sonhos a clubes estreantes na competição. Foram três classificações de equipes novatas, que conseguiram prevalecer contra os adversários de melhor ranking. A história que mais chama atenção é a do Tuntum, clube da cidade homônima de 41 mil habitantes, no interior do Maranhão. Profissionalizado em 2021, o Leão dos Cocais venceu a Copa FMF em seu primeiro ano e também conquistou o inédito acesso à elite estadual. Já em sua primeira partida pela Copa do Brasil, não tomou conhecimento do Volta Redonda e emplacou um 4 a 2 dentro do Estádio Rafael Seabra, com capacidade para 7 mil torcedores. A equipe avança e ainda embolsa mais R$750 mil de premiação. O paranaense Azuriz (contra o Botafogo de Ribeirão Preto) e o gaúcho Glória de Vacaria (contra o Brasil de Pelotas) foram outros estreantes que passaram de fase, enquanto o Tocantinópolis conseguiu uma classificação inédita para deixar o Náutico pelo caminho. Ainda quase deu para o acreano Humaitá aprontar diante do Brasiliense.

No Maranhão, o Tuntum fez um primeiro tempo arrasador para abrir caminho contra o Volta Redonda. O primeiro gol saiu aos dez minutos, quando Vagalume bateu e Andrezinho marcou no rebote. Aos 30, Maicon ampliou de cabeça. E o terceiro viria oito minutos depois, com uma ótima jogada individual de Andrezinho. O Voltaço só descontou depois disso, com Pedrinho de pênalti. O Tuntum voltou implacável para o segundo tempo e, com assistência de Andrezinho, Vagalume já anotou o quarto, em tirambaço no cantinho. A partida ficaria mais aberta e o Volta Redonda diminuiu novamente aos 22, com Lelê, mas parou por aí. Dava até para os maranhenses anotarem o quinto e uma festa tremenda tomou o estádio ao apito final. Além do feito incrível para uma equipe com meses de existência, o dinheiro será muito bem-vindo. E a próxima fase já reserva o Cruzeiro pelo caminho, numa oportunidade única.

Outro estreante a brilhar foi o Azuriz. Em Pato Branco, o Azulão desbancou o Botafogo de Ribeirão Preto por 1 a 0. O time da casa impôs a pressão desde o primeiro tempo e buscou a necessária vitória, com uma postura retraída dos paulistas. Todavia, a situação pareceu se complicar aos 33 do segundo tempo, quando Fábio recebeu o vermelho direto e deixou o Azuriz com um a menos. Mesmo assim, os paranaenses seguiram em cima e marcaram o gol da vitória aos 44, numa cabeçada do colombiano Salazar. Fundado em 2018, o Azuriz estreou no Campeonato Paranaense em 2021, com a quinta colocação, e nesta temporada ainda jogará a Série D pela primeira vez. Entre os investidores da equipe está o lateral Marcelo, do Real Madrid.

Em duelo gaúcho, o Glória também inaugurou sua história na Copa do Brasil com vitória. O clube de Vacaria recebeu o Brasil de Pelotas no Estádio Altos da Glória e não se intimidou, garantindo o triunfo por 1 a 0. O Xavante ainda dominou o primeiro tempo, até que os anfitriões melhorassem na volta do intervalo. Nesta crescente, o gol do Leão da Serra saiu aos 32 do segundo tempo. Numa falta cobrada para a área, Léo se tornou o herói. Na reta final, os vacarienses precisaram resistir à pressão pelotense e conseguiram assegurar a classificação. Uma curiosidade é que o Glória, campeão da última Copa FGF, está na segunda divisão do Gauchão. Com isso, seu calendário no estadual só começará em abril.

Já o Tocantinópolis não era exatamente um estreante na Copa do Brasil, mas, em sua terceira participação, garantiu a inédita classificação para a segunda fase em grande estilo. O Verdão do Norte foi algoz do Náutico, com a vitória por 1 a 0. O Papagaio balançou as redes logo aos 18 minutos, com uma falta cobrada por Raí, que venceu Lucas Perri. O Timbu tentou buscar o empate, mas o goleiro Jefferson salvava os tocantinenses. No segundo tempo, o atacante Bilau (ele mesmo) atormentava os pernambucanos e o Tocantinópolis perdeu boas chances de ampliar. No fim, o Náutico ainda buscou uma pressão, mas a expulsão de Camutanga aos 42 tirou de vez as esperanças. O Cascavel será o oponente do Tocantinópolis na segunda fase.

O restante das partidas da Copa do Brasil viu os visitantes avançarem. O Humaitá foi outro estreante que deu trabalho, mas o regulamento contestável beneficiou o Brasiliense com o empate por 2 a 2 no Acre. O time da casa abriu o placar, tomou a virada e, mesmo com um a menos desde o primeiro tempo, buscou a igualdade aos 34 da segunda etapa. Até houve pressão dos acreanos sobre o Jacaré no fim, sem sucesso. O Atlético de Alagoinhas, por sua vez, viu o CSA festejar o empate por 1 a 1 na Bahia. Cruzeiro, Santos e Cuiabá foram os únicos times de mais peso que ganharam com placares confortáveis. O Peixe bateu o Salgueiro por 3 a 0 em Pernambuco, o Dourado saiu com os 2 a 0 de Arapiraca contra o ASA e a Raposa sapecou 5 a 0 diante do Sergipe em Aracaju.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo