Copa do Brasil

O Cianorte é uma das surpresas na sequência da Copa do Brasil, ao eliminar o Santa Cruz

Pernambucanos foram prejudicados pela arbitragem, com uma expulsão no primeiro tempo, e cederam o resultado

O Cianorte disputou a Copa do Brasil pela primeira vez em 2005 e logo eternizou uma de suas vitórias mais marcantes. Treinados por Caio Júnior, os paranaenses venceram o Corinthians por 3 a 0 no primeiro encontro da segunda fase, com direito até a gol de bicicleta. A classificação não veio, com os 5 a 1 dos paulistas na volta, mas aquele jogo ficou na memória. Nesta terça, porém, o Cianorte registrou um triunfo ainda mais importante na Copa do Brasil. Afinal, o Leão do Vale garantiu a classificação à terceira fase, repetindo o desempenho de 2018. A equipe recebeu o Santa Cruz e ganhou por 1 a 0, garantindo R$1,7 milhão de premiação na sua conta. Os tricolores, contudo, têm motivos para se queixar de uma expulsão exagerada no primeiro tempo.

Algoz do Paraná na primeira fase da Copa do Brasil, o Cianorte desafiava outro clube tradicional ao receber o Santa Cruz no Estádio Albino Turbay. Os pernambucanos vinham de uma semana difícil, em que demitiram o técnico João Brigatti pela campanha ruim na Copa do Nordeste e contavam com o interino Roberto de Jesus no cargo. Para piorar, Augusto Potiguar foi expulso com extremo rigor no lado coral logo aos 31 minutos. O lateral acertou um tapa no pescoço de Grafite, que fez uma enorme cena e valorizou o contato. Um amarelo parecia de bom tamanho ao tricolor, com protestos justos de seus companheiros pelo cartão vermelho.

Com um a mais, o Cianorte passou a pressionar mais a meta defendida pelo promissor goleiro Jordan, que realizava boas intervenções. O gol da classificação, por fim, veio aos 20 do segundo tempo. A partir de uma cobrança de escanteio, Maurício completou de cabeça às redes. No fim, o Santinha tentou empatar, mas a inferioridade numérica pesou contra. De qualquer maneira, o Leão do Vale ainda criou melhores oportunidades para o segundo gol.

O Santa Cruz se sente prejudicado. O Cianorte, ainda assim, é quem avança e se coloca nos 16-avos de final da Copa do Brasil. Dos 26 times que se classificaram até o momento, os paranaenses têm a pior colocação no Ranking da CBF. Conseguem seu feito num ano em que fazem uma boa campanha no estadual, invictos até a paralisação do torneio, e quando também se preparam à Série D na sequência da temporada. A premiação gorda deve servir exatamente para melhorar o elenco rumo à quarta divisão. O adversário na terceira fase da Copa do Brasil, vale lembrar, será definido por sorteio.

Nos outros jogos da terça na Copa do Brasil, festa do lado azulino de Belém e do lado alvirrubro de Maceió. O CRB eliminou o Paysandu e depois comemorou o resultado do Remo, que retribuiu o favor ao despachar o CSA. Na Curuzu, o CRB ganhou de virada do Papão. Israel abriu o placar, mas Diego Torres e Hyuri definiram o triunfo do Galo por 2 a 1. A trave ainda frustrou os paraenses no fim. Foi o segundo ano consecutivo em que os alagoanos eliminam os bicolores no Pará. Já o Remo sofreria mais no Trapichão, com o empate por 1 a 1 e a classificação nos pênaltis. O CSA saiu em vantagem com Dellatorre, até que Anderson Uchoa igualasse aos remistas no segundo tempo. No fim, os alagoanos ainda ficariam com um a menos. Já nos pênaltis, o Leão consumou o triunfo por 6 a 5.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo