Copa do Brasil

Numa quarta de poucas surpresas, Retrô e Picos foram as duas grandes histórias da Copa do Brasil

A Copa do Brasil teve rodada cheia nesta quarta-feira, mas pouquíssimas surpresas. Das 13 partidas realizadas, em 11 o visitante se classificou. Graças ao regulamento contestável da competição, três times de melhor ranking se beneficiaram pela vantagem do empate nesta primeira fase. Porém, dois mandantes conseguiram reverter a situação desfavorável e avançam à próxima etapa do torneio nacional. O novato Retrô desbancou o Brusque, com o triunfo por 1 a 0 em Pernambuco. Já o Picos conseguiu um feito inédito ao despachar o Atlético Acreano, também por 1 a 0 no Piauí.

Não faz muito tempo, o próprio Brusque fazia barulho na Copa do Brasil. Os catarinenses, que quase eliminaram o Corinthians em 2017, vinham de uma campanha histórica em 2020. O Quadricolor superou Sport, Remo e Brasil de Pelotas, antes da eliminação para o Ceará. A boa temporada ainda tinha ficado em destaque pelo acesso à Série B. Porém, no momento em que o clube melhorou sua classificação no Ranking da CBF e se tornou visitante na primeira fase, sentiu o gosto da derrota diante do Retrô.

Fundado em 2016, voltado às categorias de base, o Retrô se profissionalizou em 2019 e tinha o aporte financeiro de um antigo dirigente do Sport. O clube-empresa estreou na elite do Campeonato Pernambucano em 2020 e protagonizou uma marcante campanha, ao terminar na quinta colocação. Conquistou o direito de disputar a Copa do Brasil e deixou ótimas impressões também em sua primeira partida a nível nacional, dentro da Arena Pernambuco.

O Retrô começou a partida marcando forte, desde o campo de ataque, e isso seria fundamental a seu triunfo. Kauê aproveitou um recuo errado dos adversários para abrir o placar aos 16 minutos. O Brusque pressionou em busca do empate e incomodou principalmente no segundo tempo, mas não conseguiu reverter o prejuízo. Mesmo dependendo apenas do empate, o Quadricolor parou na defesa adversária e desperdiçou uma série de gols feitos. Com o resultado, o Retrô fatura R$675 mil. Além disso, ganha o direito de desafiar o Corinthians na segunda fase, em Itaquera.

Já o Picos vinha para a sua quinta participação na Copa do Brasil. O maior feito do clube havia acontecido em 1998, ano também de sua maior derrota na competição. Os piauienses, afinal, seguraram o empate por 1 a 1 com um poderoso Vasco na primeira partida. Num impraticável campo alagado, Ramón até marcou para os cruzmaltinos, mas Brinquedo escreveu a história para o Zangão. Os auriverdes ganharam o direito de visitar São Januário, mas acabaram atropelados no reencontro: 8 a 0 para os vascaínos, com três de Luizão e três de Pedrinho.

O Picos não disputava a Copa do Brasil desde 2010, o que valorizava o retorno em 2021. O sorteio também ajudou, encarando o Atlético Acreano, segundo pior ranqueado entre os 40 visitantes desta primeira fase. Ainda assim, os piauienses precisariam fazer por merecer dentro de campo. Conseguiram, pelo placar mínimo. Os acreanos tentaram amarrar o jogo no Estádio Helvídio Nunes enquanto puderam, com a vantagem do empate, e viram seu goleiro também ser decisivo. Contudo, o Picos lutou até o fim e assegurou a classificação aos 45 do segundo tempo. Ídolo local, Raphael Freitas converteu o pênalti decisivo e carimbou a vaga.

O Picos também embolsa R$675 mil pela participação na segunda fase. E os piauienses se encontrarão com outra surpresa, o Boavista, que atropelou o Goiás na fase anterior. A partida acontece mais uma vez no Helvídio Nunes, agora sem mais a bisonha vantagem do empate ao visitante. Se quiser avançar, o Boavista precisará vencer, nem que seja nos pênaltis.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.