Copa do Brasil

‘Acredito muito’: presidente do Marcílio Dias ressalta importância de jogo contra o Vasco e crê em classificação

Tarcísio Guedim também avaliou seus primeiros meses à frente do Marcílio Dias e traçou os principais objetivos do clube catarinense

No dia 27 de fevereiro, às 21h30 (horário de Brasília), o Vasco enfrenta o Marcílio Dias fora de casa, no Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí, pela primeira fase da Copa do Brasil. Fundado em 1919, o adversário do Cruzmaltino no mata-mata nacional faz boa campanha na elite do Campeonato Catarinense e sonha com a classificação sobre os cariocas. Presidente do Marinheiro, Tarcísio Guedim concedeu entrevista exclusiva à Trivela e falou sobre a expectativa para o jogo contra o Gigante da Colina. Nas palavras do mandatário, a partida só trará benefícios ao clube e a cidade.

– É muito gratificante. Uma instituição como o Marcílio Dias, que tem 105 anos, poder neste ano estar jogando com o Vasco da Gama, difundindo cada vez mais a sua marca, o seu nome, é muito gratificante para nós poder enfrentá-los. E ainda mais poder enfrentá-los nas condições que nós estamos, com um time bem forte. Acredito que o estádio vai estar lotado, vamos ter uma força dos nossos torcedores. Mas poder jogar com um time tradicional é muito importante e muito benéfico, tanto para o Marcílio Dias quanto para cidade de Itajaí e região -, disse Tarcísio.

Tarcísio sabe que a tarefa do Marcílio Dias não é nada fácil. Afinal, para eliminar o Vasco é preciso vencer o jogo em Itajaí. Mesmo ciente das dificuldades, o presidente do Marinheiro se mostrou confiante e animado com a possibilidade de classificação. Ele disse acreditar no elenco e ressaltou a importância da premiação dada pela CBF ao clube que avançar de fase.

– Eu acredito muito no nosso elenco, no nosso potencial e na nossa classificação para próxima fase. E essa classificação, além de você ter o privilégio de jogar com o Vasco da Gama e poder se classificar em cima dele, tem também a questão da premiação, um valor muito bom. Esse jogo é muito importante e é muito importante que o torcedor esteja conosco.

O início da gestão Tarcísio

Formado em direito, o advogado Tarcício Guedim assumiu a presidência do Marcílio Dias no início deste ano. Eleito em outubro de 2023, Tarcísio fez parte da única chapa inscrita no pleito eleitoral do clube para o triênio 2024-2026. E a avaliação dos primeiros meses à frente do Marinheiro é positiva. O novo mandatário citou a vaga para Série D do Campeonato Brasileiro 2025 como o grande objetivo do Marcílio a curto prazo, já que a instituição se encontra sem divisão nacional

– Não poderia esperar nada melhor. Já estamos nesse grupo (político) desde o final de 2016, viemos travando uma batalha gigante com as contas do clube para voltar a credibilidade. E agora, graças a Deus, estamos conseguindo colher alguns frutos. E a perspectiva para o futuro é a gente conseguir a vaga rumo à Série D do ano que vem.

– Que em 2025 a gente tenha um calendário completo. Isso facilita muito a questão de patrocinador, sócio-torcedor, planejamento e principalmente a questão de contratações. Quando você não tem um calendário completo, encontra muita dificuldade nas contratações. Você acaba sendo preterido por outro time que tem um campeonato/calendário do ano todo, pois assim o atleta consegue se programar para temporada inteira.

A fase atual do Marcílio Dias

Com 16 pontos conquistados após sete rodadas, o Marcílio Dias é o vice-líder do Campeonato Catarinense, tendo desbancado equipes importantes do estado, como Criciúma e Chapecoense. Tarcísio acredita que a equipe está no caminho certo. O primeiro objetivo, que era eliminar a possibilidade de rebaixamento, já foi atingido. Agora, o Marinheiro vai em busca de voos mais altos e, como citado, a classificação rumo à Série D é o grande sonho do presidente e da instituição.

– Hoje, somos vice-líderes. Isso mostra que estamos com nossos objetivos bem traçados. Nós tivemos recentemente três jogos bem difíceis, uma sequência complicada. Primeiro o Criciúma, que conseguimos a vitória, depois o Avaí, onde por um tris, nos acréscimos tomamos o gol de empate. Mas na sequência, jogamos com a Chapecoense em casa e conseguimos mais uma vitória

– Sobre almejar o título, o primeiro objetivo já foi traçado, que era sair o quanto antes da zona da degola. Então, com 13 pontos a gente matematicamente não vai para o descenso, já é uma preocupação a menos. Vamos em busca de uma boa classificação para podermos ter a vaga garantida na Série D. Conseguindo a Série D, aí sim vamos buscar algo maior. O time está bem focado, bem coeso, todos por um objetivo só.

Vale destacar que no regulamento do Catarinense, os times representantes de Santa Catarina na quarta e última divisão nacional são os clubes que obtiverem as melhores colocações, excluindo as equipes que já disputam os Campeonatos Brasileiros das Séries A, B e C.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo