Copa do Brasil

Internacional se aproveita de escanteios para bater o ASA e avançar na Copa do Brasil

Com gols de Lucas Alario e Vitão após cobranças de escanteio, Internacional venceu o ASA por 2 a 0, em Arapiraca/AL, em sua estreia na Copa do Brasil

O Internacional foi efetivo em sua estreia na Copa do Brasil. Diante do ASA, no Fumeirão, em Arapiraca/AL, na noite desta quarta-feira (28), o Colorado se aproveitou de cobranças de escanteio e, com gols de Lucas Alario e Vitão, venceu por 2 a 0.

Agora, o Inter terá pela frente o Nova Iguaçu, que goleou o Itabuna por 8 a 0, também na noite desta quarta-feira (28), na Bahia. Antes, o Colorado volta suas atenções para o Campeonato Gaúcho. Já com a liderança da fase classificatória garantida, no sábado (2), às 16h30min, entra em campo contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Já o ASA foca no Campeonato Alagoano, em que é vice-líder.

Internacional sofre no início do jogo, mas é efetivo com Alario

Os primeiros minutos de jogo foram de dificuldade para o Internacional. Empurrado pela torcida alvinegra, que lotou o Fumeirão, o ASA perdeu gol incrível com Didira, logo aos dois minutos, após recuo errado de Igor Gomes, novidade no lugar de Robert Renan, para Anthoni. É o pecado que não se pode cometer contra time grande. Como quem não faz leva, Alario, substituto do lesionado Enner Valencia, foi oportunista aos seis minutos, quando a bola sobrou para ele após cobrança de escanteio baixa de Maurício e desvio de Renê na primeira trave.

Mas o ASA não sentiu o gol, e criou novas oportunidades de marcar pouco depois, com Gabriel e Didira. O capitão parou em Igor Gomes e no impedimento, quando chegou a balançar as redes após chute cruzado do lateral, que também obrigou Anthoni a trabalhar em outro chute cruzado pouco antes do gol anulado.

Diante da intensidade do adversário, o Inter não tinha conforto para executar seu jogo de aproximação e troca de passes. Quando conseguiu, levou perigo em chute rasteiro de Bruno Henrique, defendido por Bruno Pianissola, aos 12, e em cabeçada de Maurício, para fora, aos 23.

Anthoni sai mal do gol, mas se redime ao defender cobrança de falta

Mas o ASA voltou a assustar em lances de bola parada. Inseguro na saída de gol, Anthoni não encontrou nada após cobrança de escanteio, aos 25, e Flávio Souza cabeceou para fora. O goleiro colorado se redimiu cinco minutos depois. Depois de Renê cometer falta próximo ao bico direito da grande área e receber cartão amarelo, Gabriel cobrou falta no ângulo esquerdo, e Anthoni espalmou pela linha de fundo.

O Inter finalmente conseguiu ter o controle do jogo na reta final do primeiro tempo. E quase ampliou com Bruno Henrique, aos 37, em chute na rede pelo lado de fora, e Wanderson, que aos 41 desviou à direita do gol cruzamento de Maurício.

Após cobrança de escanteio curta, Vitão amplia no início do segundo tempo

Na volta do intervalo, Coudet trocou Alario por Lucca, sabedor de que o ASA teria que se atirar para o ataque em busca da virada, já que nem o empate serviria para a equipe alagoana. E o placar ficou mais tranquilo para o Inter a partir dos nove minutos. Em cobrança de escanteio curta após Bruno Henrique bater falta desviada na barreira, Maurício cruzou na segunda trave, Wanderson escorou e Vitão concluiu para o gol. Sem razão, os jogadores alvinegros reclamaram de impedimento.

Aos 16 minutos, Anthoni fez a defesa mais difícil em sua trajetória que chegou a 11 jogos pelo profissional do Inter. Depois de cruzamento na área, a bola sobrou para Didira, que chutou forte. O goleiro Colorado se agigantou e, com o peito, evitou o gol de desconto do ASA.

Com sangue novo, Inter aposta nos contra-ataques e quase chega ao terceiro gol no final

O lance foi o estopim para Coudet reforçar a marcação no meio de campo com a entrada de Rômulo no lugar de Bruno Henrique. Depois, Bruno Gomes, Wesley e Gustavo Prado também ingressaram para dar mais perna à equipe, ainda desgastada do Gre-Nal do último domingo (25). Ao baixar as linhas e apostar nos contra-ataques, o Colorado quase marcou o terceiro com Lucca, de calcanhar, aos 24, e Bruno Gomes, que chutou para fora, aos 29.

Sem muita criatividade, o ASA tentava jogadas pelos lados e cruzamentos na grande área. Em um deles, vindo da esquerda, aos 34, Vitão afastou para trás, onde estava Paulinho. Sozinho na segunda trave, o atacante alvinegro chutou de primeira, na rede pelo lado de fora.

Com o adversário cansado, o Inter esteve perto de transformar o placar em goleada nos minutos finais. Aos 41, Bruno Gomes soltou a bomba da entrada da área, mas em cima da marcação. Aos 45, Wesley finalizou rasteiro, perto da trave direita. Um minuto depois, Alan Patrick, o único titular do meio para a frente ainda em campo, chutou cruzado, também perto da trave direita.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo