Copa do Brasil

Corinthians está na semi da Copa do Brasil e precisa agradecer Cássio (de novo)

Cássio chegou a 31 pênaltis defendidos com a camisa alvinegra na classificação contra o América-MG deste sábado (15)

O Corinthians venceu o América-MG por 3 a 2 no tempo regulamentar e por 3 a 1 no pênaltis neste sábado (15), na Neo Química Arena, e está na semifinal da Copa do Brasil. A equipe vai enfrentar o São Paulo, que já havia garantido se garantido na última quinta-feira ao bater o Palmeiras.

A classificação sofrida, “do jeito que o corintiano gosta”, como os próprios torcedores costumam dizer, passou pelas mãos de Cássio. Um dos maiores ídolos do clube, o goleiro pegou dois pênaltis e garantiu a vitória. Desde 2012 no clube e campeão de tudo, ele chegou a 31 pênaltis defendidos com a camisa alvinegra. Não à toa, teve seu nome muito gritado pelos quase 45 mil torcedores que compareceram à Neo Química Arena neste sábado.

Corinthians x América-MG tem golaços e disputa de pênaltis

A vantagem por ter vencido o duelo de ida por 1 a 0 não fez o América-MG ficar recuado, à espera do Corinthians para encaixar um contra-ataque. O Coelho até surpreendeu com sua postura ofensiva em campo, quase sempre buscando o jogo pelo lado esquerdo com Pedrinho em cima de Fagner.

O Corinthians teve a estreia do meia Matías Rojas, o principal jogador ofensivo da equipe durante o primeiro tempo. O paraguaio quase marcou um golaço de muito longe e deu um cruzamento de trivela, na medida para Róger Guedes, que cabeceou no travessão. Não foram as únicas boas chances do Corinthians no bom primeiro tempo. Os dois times, aliás, conseguiram criar as jogadas e ficaram perto de abrir o placar.

No segundo tempo, logo de cara, Pasinato largou uma bola fácil de ser defendida. Na sequência do lance, Fagner cruzou da direita e Renato Augusto marcou de cabeça aos dois minutos. A Neo Química Arena explodiu, e o Corinthians foi para cima. Em cinco minutos, quase ampliou em chute de fora de Moscardo e com Yuri Alberto, que recebeu lindo passe de Renato Augusto e finalizou em cima de Pasinato.

Yuri Alberto destoava, mas fez o segundo gol corintiano aos 19 minutos, ao completar cruzamento rasteiro de Ruan. Era o placar que o time precisava para se classificar, mas a vantagem durou apenas quatro minutos, até Benítez diminuir com um bonito gol aos 23. Só que o Corinthians voltou a marcar logo depois, aos 26, quando Matías Rojas cobrou escanteio, Gil desviou e Róger Guedes cabeceou para o fundo da rede.

Quando o jogo estava morno, e parecia sob controle do Corinthians, Benítez apareceu novamente. O meia fez fila, tabelou dentro da área com Martínez e cruzou para Mastriani marcar aos 38 minutos o segundo do América-MG, deixando o placar agregado novamente em igualdade.

Nos pênaltis, Marcinho mandou longe, e Cássio defendeu as cobranças de Paulinho Boia e Benítez. Do outro lado, Pasinato pegou a batida de Adson, só que foi insuficiente. No pênalti decisivo, Yuri Alberto fez o gol da classificação do Corinthians.

 

Corinthians pode se empolgar com “quarteto fantástico”

Matías Rojas estreou, Renato Augusto voltou a ser titular após mais de um mês, Róger Guedes se tornou o maior artilheiro da Neo Química Arena e Yuri Alberto voltou a marcar depois de quatro jogos. O quarteto ofensivo pode fazer a diferença ao Corinthians para o restante da temporada.

Rojas atuou com bastante liberdade para circular pela intermediária ofensiva, atrás de Róger Guedes e Yuri Alberto, enquanto Renato Augusto ficou aberto pela esquerda. O meio de campo também tinha Fausto Vera pela direita e Moscardo à frente da zaga, formando um losango. Com exceção de Fausto Vera, todos se destacaram.

Recém-chegado do Racing (ARG), Rojas nem parecia que fazia sua estreia pelo Corinthians, e logo num jogo decisivo. Ele não titubeou ao arriscar de muito (muito mesmo) longe. Quase marcou um golaço e ganhou aplausos dos torcedores. O paraguaio ainda mostrou habilidade (muita mesmo) ao meter um cruzamento de trivela, já sem ângulo colado à linha de fundo, na cabeça de Róger Guedes.

Róger Guedes em ação durante Corinthians x América-MG
Róger Guedes em ação durante Corinthians x América-MG (Foto: Iconsport)

Renato Augusto, todos sabemos, é craque. É verdade que vinha tendo atuação bem abaixo no primeiro tempo, numa função diferente do que a habitual, mais aberto pela esquerda. Na etapa final, porém, mostrou seu poder de decisão. Abriu o placar de cabeça, deixou Yuri Alberto na cara do gol com um passe espetacular e ajudou na criação de outras boas jogadas.

Róger Guedes é incansável e o jogador mais importante do Corinthians nesta temporada. Ele fez diversas funções ao longo da partida: foi ponta-esquerda, armou pelo meio, apareceu como centroavante… Com o gol marcado de cabeça, ele igualou Jô como o maior artilheiro do estádio inaugurado em 2014, com 30 gols.

Por fim, Yuri Alberto constantemente recebe críticas pelos poucos gols marcados (agora tem sete em 35 jogos em 2023). Contra o América-MG, desperdiçou chance incrível antes de marcar minutos depois. O centroavante realmente precisa melhorar a pontaria, mas tem sua importância no funcionamento do sistema ofensivo, fazendo pivô e abrindo espaço para os outros jogadores infiltrarem. E foi dele o pênalti final da classificação do Corinthians.

+ LEIA MAIS: Luan custa R$ 800 mil por jogo e prejuízo ainda pode aumentar

Estatísticas de Corinthians 3 x 2 América-MG – Copa do Brasil

  • Posse de bola: Corinthians 60% x 40% América-MG
  • Chutes: Corinthians 21 x 16 América-MG
  • Chutes a gol: Corinthians 8 x 7 América-MG
  • Gols: Renato Augusto 2'/2ºT, Yuri Alberto 19'º/T, Benítez 23'/2ºT, Róger Guedes 26'/2ºT e Mastriani 38'/2ºT
Foto de Guilherme Amaro

Guilherme Amaro

Guilherme Amaro é repórter da Trivela desde julho de 2023. Antes, passou por SBT, Estadão, LANCE! e Federação Paulista de Futebol.
Botão Voltar ao topo