Copa do Brasil

Botafogo mostra força do elenco e, com time misto, bate o Vitória pela Copa do Brasil

Com muitas mudanças no time titular, o Botafogo venceu o Vitória por 1 a 0 pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil

O Botafogo mostrou a força do seu elenco e, com um time misto, venceu o Vitória por 1 a 0, nesta quinta-feira (2), no Nilton Santos, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Com muitas mudanças no time titular, a atuação da equipe de Artur Jorge não foi das mais seguras. Mas as mexidas feitas no segundo tempo e o gol de Eduardo garantiram a vantagem do Botafogo para o jogo de volta, no Barradão.

Com a vitória desta quinta-feira, o Botafogo pode até empatar com o Vitória, no jogo de volta, no Barradão, no próximo dia 21 de maio, que avança para as oitavas de final da Copa do Brasil. O time baiano precisa vencer por dois gols de diferença para avançar direto.

Botafogo entra em campo com time misto

Em meio a uma maratona de jogos, que vai se intensificar durante o mês de maio, o técnico Artur Jorge usou o jogo desta quinta-feira para rodar o elenco do Botafogo. Em relação ao triunfo sobre o Flamengo, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o Glorioso entrou em campo com sete jogadores diferentes entre os titulares. Nomes como Júnior Santos, Bastos, Savarino e Marlon Freitas estavam entre os poupados. Por outro lado, jogadores que vinham recebendo poucos minutos, como Patrick de Paula, começaram atuando. Além disso, Cuiabano fez a sua estreia na lateral-esquerda.

Vitória é mais perigoso no primeiro tempo

Com um time muito modificado, o Botafogo teve dificuldades para se encontrar em campo no Nilton Santos. O quarteto ofensivo, com Eduardo, Diego Hernández, Jeffinho e Luiz Henrique praticamente não conseguiu construir nada. Jeffinho estava em uma noite pouco inspirada e errou quase tudo. Já Luiz Henrique até buscou o jogo e tentou criar algumas jogadas, mas, por vezes isolado do lado direito e na frente, também não conseguiu contribuir muito.

O Vitória, por sua vez, apostou nas transições rápidas e conseguiu ser mais perigoso. Matheuzinho, pelo meio, e Lepo, pela direita, deram muito trabalho para a defesa do Botafogo. Mas os visitantes tiveram dificuldades no famoso último passe. Dessa forma, o time baiano, assim como o Botafogo, também terminou o primeiro tempo sem nem sequer finalizar na direção do gol. A melhor chance desta parte do jogo, no entanto, foi mesmo do Vitória, com Alerrandro finalizando perto da trave.

Botafogo melhora após mudanças

Mesmo depois de um primeiro tempo abaixo do esperado, o Botafogo voltou do intervalo com o mesmo time. E o time da casa até assustou logo aos 6′, com Cuiabano finalizando de longe, quase da linha lateral, e obrigando o goleiro Lucas Arcanjo a fazer boa defesa. Mas foi um lance do Vitória que acabou mudando os rumos da partida. Em contra-ataque pela esquerda, aos 7′, Matheuzinho fez grande jogada e tocou para o meio da área. Mas Dudu, livre, passou da bola e escorregou ao tentar voltar, deixando a bola com a zaga do Botafogo. O lance de perigo fez uma parte da torcida alvinegra gritar o nome de Júnior Santos, que estava no banco de reservas.

Logo após a jogada do Vitória e os gritos da torcida, o técnico Artur Jorge fez três substituições. Além de atender os torcedores e colocar Júnior Santos, o português também promoveu as entradas de Danilo Barbosa e Óscar Romero. As mudanças melhoraram o time do Botafogo e foi justamente o paraguaio quem começou a jogada que terminou no gol da vitória do Botafogo. Aos 19′, o camisa 70 iniciou a jogada pela direita e tocou para Eduardo. O meia tabelou com Jeffinho e saiu na cara de Lucas Arcanjo, finalizando na saída do goleiro adversário e fazendo 1 a 0 para o Botafogo.

O gol deu mais tranquilidade ao Botafogo, que cresceu na partida e passou a criar mais oportunidades. Quatro minutos após abrir o placar, o time da casa até colocou mais uma bola na rede, com Júnior Santos, mas o gol foi anulado por impedimento. O jogo ficou aberto, mas era o Botafogo quem tinha as melhores chances. Cuiabano quase marcou de cabeça e, no fim, Óscar Romero também teve um gol anulado por impedimento, depois de aproveitar um rebote em finalização de Savarino.

Próximos jogos do Botafogo

  • Botafogo x Bahia – Campeonato Brasileiro – domingo, 5 de maio de 2024 – 18h30 (horário de Brasília);
  • Botafogo x LDU – Copa Libertadores – quarta-feira, 8 de maio de 2024 – 21h30 (horário de Brasília);
  • Fortaleza x Botafogo – Campeonato Brasileiro – domingo, 12 de maio de 2024 – 16h (horário de Brasília);
  • Universitario-PER x Botafogo – Copa Libertadores – quinta-feira, 16 de maio de 2024 – 23h (horário de Brasília);
Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo