Brasil

Pablo Maia e Rafael são as novidades na 1ª convocação de Dorival

Pablo Maia, volante do São Paulo, que trabalhou com o treinador, ganhará sua primeira oportunidade com a Amarelinha

Dorival Júnior revelou enfim a sua primeira relação de convocados como novo técnico da seleção brasileira. O Brasil fará dois amistosos contra equipes de ponta do cenário europeu. No próximo dia 23 de março, a Canarinho enfrenta a Inglaterra e na sequência, no dia 26, duela diante da seleção da Espanha. Com algumas caras novas e muitas opções para o meio-campo, Dorival mesclou experiência e juventude em sua primeira convocatória.

Uma das maiores novidades desta primeira convocação foi o volante Pablo Maia, destaque do São Paulo e que já trabalhou com Dorival Júnior durante a passagem do treinador pelo Tricolor. Outro ponto a ser destacado na seleção dos jogadores que vão defender o Brasil nos dois amistosos foi a quantidade de jogadores que atuam no meio-campo, quase todos atuam como volantes ou meia-centrais. Foram oito jogadores selecionados para a posição com seis atletas que atuam na Premier League e dois que atuam no futebol brasileiro.

Além de Pablo Maia, Dorival Júnior convocou André, campeão da Libertadores e da Recopa Sul-Americana com o Fluminense. Douglas Luiz, destaque do Aston Villa de Unai Emery, Bruno Guimarães do Newcastle e João Gomes do Wolverhampton também foram convocados. O goleiro Rafael do São Paulo também terá a sua primeira oportunidade como jogador da seleção brasileira, sendo convocado junto ao goleiro Ederson do Manchester City e Bento do Athletico Paranaense.

Confira a lista da primeira convocação de Dorival Júnior à frente da seleção brasileira

Goleiros

Bento (Athletico-PR)
Rafael (São Paulo)
Ederson (Manchester City)

Laterais

Danilo (Juventus)
Yan Couto (Girona)
Ayrton Lucas (Flamengo)
Wendel (Porto)

Zagueiros

Beraldo (PSG)
Gabriel Magalhães (Arsenal)
Marquinhos (PSG)
Murilo (Palmeiras)

Meio-campistas

André (Fluminense)
Andreas Pereira (Fulham)
Bruno Guimarães (Newcastle)
Casemiro (Manchester United)
Douglas Luiz (Aston Villa)
João Gomes (Wolverhampton)
Paquetá (West Ham)
Pablo Maia (São Paulo)

Atacantes

Endrick (Palmeiras)
Gabriel Martinelli (Arsenal)
Raphinha (Barcelona)
Richarlison (Tottenham)
Rodrygo (Real Madrid)
Savinho (Girona)
Vinicius Junior (Real Madrid)

Opções no meio-campo e nas laterais geram preocupação

Em toda a convocação da seleção brasileira a mesma preocupação aflora em relação às opções disponíveis para o meio-campo e para as laterais, posições carentes no selecionado brasileiro há um bom tempo. Há quem conteste a convocação de Ayrton Lucas, questionado no Flamengo e que poderia facilmente dar lugar a Carlos Augusto, revelado no Corinthians e que está brilhando no futebol espanhol.

Na meia cancha, o único “armador” nesta primeira convocação de Dorival Júnior é Lucas Paquetá. Por mais que o restante dos meias convocados tenha boa qualidade no passe, não são criadores propriamente ditos, o que pode causar um desequilíbrio no processo de construção de jogadas. No ataque, Savinho do Girona terá a sua primeira chance de atuar vestindo a camisa da seleção brasileira e disputará vaga com Raphinha, outro jogador contestado nesta primeira convocação pela fase vivida no Barcelona.

Críticas a escolha de uns, elogios e comemoração para outros, a seleção brasileira segue em seu processo de reconstrução após a saída de Tite e a passagem de pouco brilho de Ramon Menezes e Fernando Diniz. Dorival Júnior é o terceiro treinador a assumir a Canarinho em um prazo de dois anos. O momento é de ter calma, mas também, de “correr contra o tempo” para tentar acertar a melhor formação à seleção brasileira, que vai mal nas Eliminatórias para a Copa de 2026 e tem a Copa América neste ano para disputar.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo