Brasil

Como funciona o ranking da CBF?

Sistema de classificação dos clubes é utilizado para ranquear as federações estaduais

O Ranking Nacional de Clubes da CBF (RNC) é um sistema que estabelece uma classificação técnica entre 239 clubes do futebol nacional, conforme o desempenho dos times nas competições nacionais e internacionais. Até 2023, o sistema era utilizado para distribuição de dez vagas aos times mais bem posicionados para a disputa da Copa do Brasil. Contudo, após um problema envolvendo Guarani e Criciúma, o ranking parou de ser utilizado para ceder vagas ao torneio, contudo se manteve muito importante no cenário brasileiro.

O RNC é utilizado para formatar o Ranking Nacional de Federações (RNF), no qual os pontos de todos os clubes de todas as federações do futebol brasileiro são contabilizados. Por meio deste ranking, a CBF distribui vagas na Copa do Brasil, e nos demais torneios regionais, como a Copa do Nordeste e Copa Verde, além de vagas para o Campeonato Brasileiro da Série D. O RNF é utilizado na separação dos potes dos sorteios de todas as copas nacionais do futebol brasileiro.

Como funciona o sistema atual de ranqueamento da CBF?

  • Desde 2013, a CBF mudou os critérios para formação do seu ranking nacional, deixando de ser um ranking histórico, e passando a levar em consideração o desempenho dos clubes nos últimos cinco anos;
  • Para classificar as federações, a cada ano são feitas as contas para a atualização do número de pontos de cada clube no RNC. Sendo assim, somam-se os pontos dos clubes filiados a federação estadual, obtendo-se a pontuação de cada estado na RNF;
  • As federações com mais pontos têm direito a maior quantidade de vagas na Série D do Campeonato Brasileiro, e também na Copa do Brasil.

Critérios de pontuação do Ranking Nacional de Clubes da CBF (RNC)

  • Os campeões das Séries A, B, C e D recebem respectivamente 800, 400, 200 e 100 pontos;
  • O vice-campeão de cada divisão recebe o equivalente a 80% dos pontos, enquanto o terceiro recebe 75%, o quarto 70%, e do quinto em diante, subtrai-se um ponto percentual em relação ao colocado anterior;
  • Os participantes da Copa do Brasil são pontuados conforme a fase alcançada. O campeão recebe 600 pontos, o vice 480, semifinais 450 e 200 para quem alcançar as oitavas de final;

Ainda sobre os participantes da Copa do Brasil, os times eliminados na quarta fase, a partir de 2017, passaram a receber 100 pontos, enquanto os eliminados na terceira fase recebem 50 pontos, os que ficaram na segunda fase somam 25, e os clubes eliminados na primeira fase recebem apenas 15 pontos.

As pontuações conquistadas no ano vigente tem peso cinco, no ano anterior tem peso quatro e assim sucessivamente, considerando os últimos quatro anos.

Ranking Nacional de Clubes atualizado (primeiros dez colocados)

  1. Flamengo – RJ – 16.678 pontos;
  2. Palmeiras – SP – 15.372 pontos;
  3. São Paulo – SP – 14.828 pontos;
  4. Athletico – PR – 13.888 pontos;
  5. Atlético – MG – 13.282 pontos;
  6. Corinthians – SP – 12.926 pontos;
  7. Fluminense-RJ – 12.672 pontos;
  8. Grêmio– RS – 12.456 pontos;
  9. Fortaleza– CE – 12.350 pontos;
  10. América– MG – 11.533 pontos;

Ranking Nacional de Federações atualizado (dez primeiras colocações)

  1. São Paulo – Federação Paulista de Futebol (FPF)- 91.397 pontos;
  2. Rio de Janeiro – Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) – 52.969 pontos;
  3. Minas Gerais – Federação Mineira de Futebol (FMF) – 41.799 pontos;
  4. Rio Grande do Sul – Federação Gaúcha de Futebol (FGF) – 41.190 pontos;
  5. Paraná – Federação Paranaense de Futebol (FPF) – 34.154 – pontos;
  6. Ceará -Federação Cearense de Futebol (FCF) – 27.956 pontos;
  7. Goiás – Federação Goiana de Futebol (FGF) – 25.501 pontos;
  8. Santa Catarina – Federação Catarinense de Futebol (FCF) – 24.431 pontos;
  9. Bahia – Federação Baiana de Futebol (FBF) – 20.427 pontos;
  10. Pernambuco – Federação Pernambucana de Futebol (FPF) – 13.898 pontos.

(Fonte: rankingcbf.com – atualizado pela última vez em oito de dezembro de 2023)

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo