Brasil

CBF adia todos os jogos de equipes gaúchas por conta de temporais no estado

Ao todo, dez partidas de clubes gaúchos em competições da CBF serão remarcadas por conta das chuvas que assolam o estado

O futebol não ficou alheio à crise climática no Rio Grande do Sul, que sofre com temporais desde a última segunda-feira (29). Depois da transferência do jogo entre Internacional e Juventude, que aconteceria nesta quarta-feira (1º), às 21h30min, pela Copa do Brasil, a CBF decidiu adiar todos os jogos envolvendo equipes gaúchas até a próxima segunda-feira (6).

De acordo com a CBF, a decisão é “baseada no notório cenário de emergência em todo o Estado, ratificado em ofícios enviados pelo Governador e pelo Chefe da Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul. A CBF entende que a prioridade de momento é o atendimento à população e de solidariedade”, conforme diz a nota. A entidade ainda reitera que tem “compromisso com o apoio às autoridades e à população Gaúcha, e manifesta toda a sua solidariedade”.

Com a decisão, os jogos do Internacional diante do Cruzeiro, do Grêmio contra o Criciúma, e do Juventude frente ao Atlético-GO, pela Série A do Campeonato Brasileiro, serão remarcados. O mesmo vale para outras três partidas da Série C, três confrontos da Série D, e um duelo do Brasileirão Feminino Série A-1.

Jogos de times gaúchos adiados pela CBF

  • Cruzeiro x Internacional — 04/05 (sáb) — 21h — Série A
  • Grêmio x Criciúma — 05/05 (dom) — 16h — Série A
  • Juventude x Atlético-GO — 06/05 (seg) — 20h — Série A
  • Náutico x Ypiranga — 04/05 (sáb) — 17h — Série C
  • São José x Volta Redonda — 04/05 (sáb) — 19h30min – Série C
  • Sampaio Corrêa x Caxias — 05/05 (dom) — 19h — Série C
  • Novo Hamburgo x Concórdia — 04/05 (sáb) — 16h — Série D
  • Hercilio Luz x Avenida — 04/05 (sáb) — 17h30min — Série D
  • Brasil-Pel x Barra — 05/05 (dom) — 16h — Série D
  • Internacional x Ferroviária — 05/05 (dom) — 18h — Feminino Série A-1

Temporais são recorrentes no Rio Grande do Sul

A crise climática que forçou o adiamento das partidas das equipes gaúchas é a terceira que assola o Rio Grande do Sul em apenas oito meses. Em setembro do ano passado, na mais grave delas, 46 pessoas morreram, 46 desapareceram, 924 ficaram feridas e 340 mil pessoas foram afetadas de alguma forma. Na ocasião, a Trivela mostrou que clubes gaúchos se mobilizaram em corrente solidária.

Em novembro, mesmo com chuvas mais esparsas, cinco pessoas morreram. Agora, em cenário considerado parecido por especialistas, já foram contabilizadas dez mortes, além de 21 desaparecidos, 11 feridos e 4,4 mil desalojados e desabrigados, de acordo com a Defesa Civil do Rio Grande do Sul.

Dupla Gre-Nal se solidariza com vítimas e promove campanhas de arrecadação

Após o empate em 0 a 0 com o Operário, na última terça-feira (30), pela Copa do Brasil, o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, se solidarizou às vítimas das tempestades. Ele também colocou o clube à disposição do Governo do Estado do Rio Grande do Sul para colaborar com o que for possível.

— Me solidarizar ao povo gaúcho pelas vítimas, pela chuva. Falar para o nosso governador, Eduardo Leite, que o que ele precisar lá, da parte do Grêmio, a gente está acessível para podermos, de uma forma ou de outra, ajudar nosso povo. Infelizmente, mais uma vez, algumas vítimas — lamentou Renato.

O Grêmio disponibilizou quatro pontos de coleta de roupas, alimentos não perecíveis, materias de limpeza e higinieze. Ele estão localizados no portão 6 da Arena do Grêmio, no CT Cristal e no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, e no CTF Hélio Dourado, em Eldorado do Sul, de segunda a sexta-feira. Já o Internacional promoverá arrecadação de donativos de quinta-feira (2) até sexta-feira da próxima semana (11), no portão 1 do Gigantinho.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo