Brasileirão Série A

Tiago Nunes coloca mais uma entregada do Botafogo na conta da falta de experiência do elenco

Técnico do Botafogo, Tiago Nunes também questionou os acréscimos dados pela arbitragem no frustrante empate em 1 a 1 com o Coritiba, nesta quarta, pelo Brasileiro

O Botafogo viveu um roteiro conhecido na noite desta quarta-feira (29). Depois de abrir o placar já nos minutos finais do jogo contra o Coritiba, no Couto Pereira, pelo Campeonato Brasileiro, o Glorioso sofreu o empate em 1 a 1 no último lance do jogo, em partida válida pela 36ª rodada da competição. O resulto até deixou o time carioca na vice-liderança, com 63 pontos, mas, agora, três pontos atrás do Palmeiras, ficando ainda mais distante da taça do Brasileirão.

Depois da partida, o técnico Tiago Nunes tentou explicar mais um gol sofrido no fim do jogo. Para o treinador, a falta de experiência do elenco do Botafogo tem feito a diferença nestes momentos da competição. De acordo com o técnico, o clube tem pouco atletas acostumados com disputa de títulos.

– Sentimento de bastante frustração. Eu vejo um grupo trabalhador. Se esforçam muito para conquistar os objetivos e resultados. É momento de assumir a responsabilidade total. Sabemos que temos que evoluir, não só dentro do campo, mas também saber fechar uma partida, conduzir um final de jogo. Experiência só se ganha vivendo – afirmou Tiago Nunes, antes de completar.

– Muitos jogadores estão disputando título pela primeira vez. Vivendo esse momento de protagonismo pela primeira vez. Esses momentos servem para ensinar para que não voltemos a viver isso no futuro. A curto prazo, no próximo jogo, e a longo, na próxima temporada. Não temos direito de ficar lamentando. Temos que procurar soluções rapidamente – completou o treinador do Botafogo.

Tiago Nunes questionou os acréscimos dados pela arbitragem no empate com o Coritiba (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Tiago Nunes questiona acréscimos depois do gol do Botafogo

Depois de um jogo ruim, o Botafogo conseguiu abrir o placar, de pênalti, aos 50′ do segundo tempo. O árbitro havia dado cinco minutos de acréscimos. Mas, depois, o jogo seguiu até os 53′, quando Coritiba conseguiu buscar o empate em 1 a 1, com gol de Edu, em uma falha coletiva do Glorioso.

Em coletiva, o técnico Tiago Nunes questionou o critério do árbitro Rodrigo José Pereira de Lima para aumentar os acréscimos depois do gol do Botafogo.

– Fico com dúvida em relação ao critério do acréscimo. O árbitro acrescentou cinco minutos e o pênalti foi aos 49 e 51, faltando nove segundos para acabar o jogo. Não entendi o critério para o acréscimo extra. Esse critério já não faz sentido em função da comemoração, porque se não ele teria que acrescentar depois do gol do Coritiba – afirmou Tiago Nunes.

– Isso não tira de nenhuma forma a nossa responsabilidade, mas, nesse critério, eu não entendi o acréscimo. Na minha ótica não tinha que acrescentar porque faltavam nove segundos para acabar. Ainda não vi o pênalti, mas quero que ele acertou porque temos a ferramenta do VAR – completou o treinador.

Tiago Nunes analisa motivos de mais um empate do Botafogo

Com o empate com o Coritiba, o Botafogo chegou a incríveis nove jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. Ao tentar explicar mais um resultado ruim do Glorioso nesta reta final do Brasileiro, o treinador elencou diversos motivos. E, inclusive, até citou que o time não estava preparado para a sequência do jogo após o gol de Tiquinho Soares.

– São todos os fatores. É emocional, é tático, é físico. Nós comemoramos tanto o gol e estávamos convictos de que ali acabaria o jogo, sem estar preparado para sofrer um ou dois ataques do Coritiba – disse Tiago Nunes.

– O time estava totalmente descaracterizado, totalmente ofensivo, Carlos Alberto de lateral, dois centroavantes. Se eu eleger só um ponto estarei me equivocando. Não nos preparamos para defender mais um ataque, achei que o jogo acabaria ali. Com ares de filme, levamos mais um gol – finalizou o treinador.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo