Brasileirão Série A

Nova esperança do Santos, Morelos inspira e cuida de mais de 200 crianças na Colômbia

Atacante de 27 anos, Morelos repassa um percentual do seu salário mensalmente para a fundação que mantém em Cerete, na Colômbia

Anunciado como novo reforço do Santos, o atacante Alfredo Morelos, de 27 anos, desembarca na Vila Belmiro após uma passagem de muito sucesso pelo Rangers, da Escócia. Foram cinco anos de muitos gols e respeito por parte dos torcedores. Apesar de todo o reconhecimento no Velho Continente, o novo reforço santista não se permite esquecer das suas raízes. Nascido em Cerete, na Colômbia, ele mantém uma fundação com o seu nome que há quatro anos atende crianças carentes da sua cidade, que tem cerca de 113 mil habitantes.

Atualmente, a Fundação Alfredo Morelos cuida de 210 meninas e meninos com idade entre 5 e 17 anos. A sede construída pelo jogador tem três campos de futebol, sendo um campo com medidas profissionais com grama natural e outros dois com medidas menores de grama natural e sintética.

Em entrevista à Trivela, Franklin González, responsável por gerenciar a fundação, explica tudo que Morelos oferece para as crianças da sua cidade.

– Temos escritórios, auditórios, cafeterias e áreas verdes. Tudo fica sob os cuidados de um estafe de 15 funcionários que proporcionam aulas de música, dança e teatro na parte cultural, aulas de futebol na parte esportiva e cuidados na parte psicossocial. Tudo em benefício das crianças, que não pagam absolutamente nada por tudo isso e se alimentam na fundação – fala o homem de confiança de Morelos em Cerete.

Fundação Alfredo Morelos
A Fundação Alfredo Morelos foi fundada há quatro anos e é mantida com um percentual do salário do novo atacante do Santos (Foto: Reprodução/Instagram)

Toda a parte econômica do projeto é custeada por Morelos, que mensalmente envia uma porcentagem do seu salário diretamente para a conta da fundação.

Inspiração de Morelos para criar a fundação

Amigo pessoal de Morelos, González conta que a inspiração do jogador para a construção da fundação foi o desejo de oferecer às crianças da sua cidade a oportunidade de realizarem sonhos.

– Morelos não quer que as crianças da sua terra passem pelas necessidades que ele passou para chegar onde está. Ele não quer que elas tenham os seus sonhos frustrados. Morelos gosta de oferecer um local para praticarem esportes, para terem recreação e uso do tempo livre. Tudo isso pode contribuir para elas terem muito mais oportunidades de progredir como homens e mulheres no futuro e assim sustentarem suas famílias – fala González.

Questionado se o projeto já revelou algum jovem jogador ou artista, González explica que esse não é o principal objetivo do atacante do Peixe.

– A preocupação de Morelos é formar o ser humano para a vida e depois, com todos os valores que podem existir na sociedade, que eles possam tentar se tornar um jogador de futebol ou uma estrela da música na Colômbia, por exemplo. A principal intenção de Morelos é afastar essas crianças do crime e das drogas, que existem no nosso país, para depois pensar algo além – acrescenta o amigo.

Cerete está cheio de torcedores dos Rangers

Ao longo da passagem pelo Rangers, Morelos realizou diversos jogos de caridade em Cerete com toda renda ou alimentos recebidos por meio de doações destinados à fundação. E nessas partidas festivas, era muito comum ver os moradores da cidade vestidos com uniformes da equipe escocesa. O respeito e o carinho por Morelos atinge adultos e crianças de Cerete.

Morales gosta de treinar com as crianças

Como não pode se fazer presente diariamente na sua fundação em razão da vida longe da Colômbia, Morelos, em períodos de férias, gosta de comparecer à sede do projeto para treinar com as crianças e assim conhecê-las. Desta forma ele tenta mostrar que todos podem chegar onde ele chegou profissionalmente.

Já à disposição do técnico Diego Aguirre, Morelos, que assinou contrato de dois anos, treina normalmente com os demais companheiros no CT Rei Pelé e deve fazer a sua estreia como jogador do Santos na próxima quinta-feira (14), às 19 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro, contra o Cruzeiro.

Com apenas 21 pontos conquistados e na 17ª colocação do Campeonato Brasileiro, o Peixe precisa dos três pontos para deixar a zona de rebaixamento.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo