Brasileirão Série A

Lesões musculares castigam o Santos e tiram jogadores importantes do confronto direto contra o Goiás

No último mês o Santos perdeu três jogadores por problemas musculares e um com dores no joelho

Além de todas as dificuldades vividas diante dos rivais no Campeonato Brasileiro, o Santos, nas últimas rodadas, passou a sofrer com lesões de jogadores importantes. Depois do zagueiro João Basso, do lateral-esquerdo Dodô e do atacante Morelos, nesta terça-feira (7) foi a vez de Soteldo ter diagnosticado um problema muscular. O venezuelano, assim como Dodô e Basso, será desfalque no confronto da próxima quinta-feira (9), às 19 horas (horário de Brasília), contra o Goiás, no Hailé Pinheiro, pela 33ª rodada da competição.

Um dos principais jogadores do Santos nesta reta final de Brasileirão, Soteldo tem um edema no músculo adutor da coxa esquerda e ficará no CT Rei Pelé para tratamento. A delegação alvinegra viajou para Goiânia já nesta terça-feira (7).

Sem o camisa 10, a dúvida que fica é sobre como o técnico Marcelo Fernandes irá montar a equipe para o confronto direto com o Goiás contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O treinador pode optar por realizar a troca de Soteldo por Maxi Silvera, que é um jogador de velocidade pelos lados do campo, e manter o esquema 4-3-3.

Qual a lesão muscular de Dodô?

Com um desconforto no joelho esquerdo que vem sendo sentido desde o empate com o Corinthians, na Neo Química Arena, Dodô não esteve à disposição de Marcelo Fernandes contra o Cuiabá e não estará contra o Goiás.

Durante a sua entrevista coletiva após a partida, o treinador afirmou que esperava contar com o lateral-esquerdo em Goiânia para improvisá-lo na defesa ao lado de Joaquim e Messias e assim voltar a jogar no 3-5-2.

– A perda do João Basso e do Dodô são fortes porque a gente estava com um estilo de jogo encaixado. A gente espera que o Dodô volte contra o Goiás – falou o técnico.

João Basso ainda não tem data para voltar

Peça importante entre as poucas opções disponíveis para o setor, o zagueiro João Basso sofreu uma lesão muscular no bíceps femoral da coxa esquerda e corre o risco de não jogar mais nessa temporada, pois o tempo de recuperação pode passar de um mês.

Ao lado de Dodô e Joaquim, Basso, mesmo com o excesso de gols sofridos pelo Santos no Brasileirão, vinha contribuindo para a recuperação do Peixe na competição.

Opções disponíveis para a zaga do Santos

Sem Dodô improvisado, Basso e Alex Nascimento, que sofreu fratura do tornozelo direito e precisou ser operado, os únicos zagueiros de ofício no elenco são Joaquim, Messias e o jovem Jair. Mas o Menino da Vila ainda não deve receber uma sequência de Marcelo Fernandes.

– A torcida tem uma expectativa grande no Jair. Nós também, mas ele vem de uma lesão de ligamento cruzado anterior no joelho. Há treinamentos em que ele sente o joelho um pouco mais enrijecido. O Jair é um jogador que pode ajudar muito e não queremos prejudicá-lo. Temos que pensar direitinho para não prejudicar o time e muito menos o atleta – explicou o treinador após o empate com o Cuiabá.

Morelos segue em recuperação no CT Rei Pelé

Contratado sob muita expectativa, o atacante Morelos sofreu uma lesão muscular na panturrilha direita há pouco mais de um mês e segue em tratamento no clube.

Internamente se espera que o colombiano evolua nas próximas semanas e volte a treinar com o elenco após a data Fifa. Se isso ocorrer, Morelos poderá reforçar o Santos nas últimas rodadas do campeonato.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo