Brasileirão Série A

Rayan, a maior promessa do Vasco, não jogará Copinha — mas é por um ótimo motivo

Depois de ter perdido espaço com a chegada de Ramón Díaz, o atacante Rayan volta aos planos do técnico argentino para 2024

Principal promessa do Vasco na atualidade, Rayan não disputará a Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha. O jogador de 17 anos vai iniciar a pré-temporada de 2024 junto com o elenco principal do Cruzmaltino em janeiro e por isso não fará parte da equipe comandada por William Batista no principal torneio sub-20 do Brasil.

Em 2023, Rayan disputou oito partidas pelo time principal do Vasco, sendo três delas como titular. Sua estreia foi em janeiro, no empate em 1 a 1 com o Audax pelo Campeonato Carioca, no Estádio Luso-Brasileiro. Em junho, ainda com 16 anos, fez seu primeiro jogo como titular na derrota por 2 a 1 para o Internacional no Beira-Rio, pela 10ª rodada do Brasileirão, e marcou seu primeiro e único gol como profissional até aqui.

Sua última atuação entre os profissionais cruzmaltinos foi em julho, na derrota por 2 a 0 para o Athletico-PR pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. O revés em São Januário foi marcado pela estreia do técnico Ramón Díaz, que recebeu boas recomendações e gostou de Rayan. O argentino, no entanto, acreditava que a equipe precisava de mais experiência para lidar com a briga contra o rebaixamento e não utilizou mais o garoto.

Agora, com o Vasco garantindo na Série A em 2024 e em uma situação bem mais tranquila, Rayan deve receber oportunidades com Ramón. A estreia no Campeonato Carioca será no dia 17 de janeiro, às 21h30 (de Brasília), contra o Boavista em São Januário.

Destaque na base, multa milionária e parentesco no futebol

Rayan está no Vasco desde os cinco anos de idade e é filho do ex-zagueiro Valkmar, que jogou pelo clube de 1995 a 2000 e fez parte do grupo que consquistou Libertadores, Mercosul e Campeonato Brasileiro. O garoto sempre fez sucesso nas categorias de base, tendo conquistado o Campeonato Carioca e a Recopa Carioca sub-17 em 2021; a Copa Rio, o Campeonato Carioca e a Recopa Carioca sub-17 em 2022; e a Taça Guanabara e o Campeonato Carioca sub-20 em 2023. Mesmo sem ter estreado profissionalmente, assinou contrato profissional com o Cruzmaltino até 2025 no fim do ano passado.

As seleções de base também fizeram parte da vida do atacante desde cedo. Em julho de 2021, quando tinha acabado de completar 15 anos, foi convocado para um período de treinos com a equipe sub-15 do Brasil. Já em fevereiro de 2022, foi chamado pela primeira vez pela Seleção Sub-17. Ainda com 16 anos, Rayan foi campeão e artilheiro do Sul-Americano sub-17, marcando cinco gols e dando três assistências na vitoriosa campanha, e disputou a Copa do Mundo da categoria em 2023, anotando três gols.

Rayan marcou cinco gols e foi o artilheiro do Sul-Americano sub-17 de 2023, vencido pelo Brasil (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

A promessa vascaína, inclusive, retornou do Mundial na Indonésia com uma inflamação na patela. A lesão, não entanto, não foi grave, e ele já está recuperado. Sem ser utilizado por Ramón Díaz, voltou para o sub-20 do Cruzmaltino e disputou o Brasileirão da categoria neste ano, mas não foi capaz de evitar a eliminação para o Fluminense nas oitavas de final.

Com tanto destaque na base, o assédio de clubes europeus foi inevitável. Rayan é monitorado pelo Barcelona desde os 15 anos de idade e tem multa rescisória de €80 milhões para clubes do exterior estipulado em seu contrato. O garoto ainda detém os recordes de jogador mais jovem a atuar e marcar pelo Vasco neste século, respectivamente com 16 anos, 5 meses e 16 dias e 16 anos, 10 meses e 8 dias.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo