Brasileirão Série A

Pênalti nos acréscimos salva Santos e derruba jejum em jogo dramático de 7 gols

Em jogo nervoso, Santos fez duelo desesperado diante do Goiás na Vila Belmiro vazia e quebrou o jejum de vitórias de quase dois meses

Isso não é um teste: o Santos finalmente venceu. Depois de quase dois meses e do maior jejum de vitórias das quatro divisões do futebol brasileiro, fez 4 a 3 no Goiás em um jogo nervoso, um dos melhores do Brasileirão. Marcos Leonardo (2) e Mendoza (2) fizeram os gols na Vila Belmiro sem torcida; Guilherme Marques (2) e João Magno diminuíram. Tudo foi decidido com um pênalti nos acréscimos.

Santos vence jogo nervoso com sustos demais

Por mais cedo que seja neste Brasileirão, o jogo na Vila foi um prefácio dos tradicionais “duelos dos desesperados” que todo ano marcam a luta contra o rebaixamento. Nesta rodada mesmo já havia tido outro, o Coritiba 3 x 1 América-MG do sábado (8). Um pouco mais acima na classificação, Santos e Goiás jogaram para evitar entrar na zona de rebaixamento, no caso de um, ou para sair dela, no caso do outro. A tensão apareceu em campo.

Foram quinze minutos de jogo de quietude, quase silêncio, na Vila Belmiro sem torcida por causa das bombas jogadas no gramado no mês passado. A saída de bola toda atrapalhada do Goiás e o gol de Marcos Leonardo deram confiança ao Santos, que passou a falar mais, com um jogador incentivando o outro, algo perceptível até mesmo na transmissão da TV.

Marcos Leonardo fez outro, e o Santos desfrutou de uma tranquilidade que não tinha há muito tempo: vantagem no placar, time organizado em campo e quase o terceiro com Lucas Lima. Mas aí Kevyson cometeu um pênalti incompreensível, o Goiás diminuiu com Guilherme Marques e voltou para o jogo. Foram oito minutos de tensão e pressão adversária até Marcos Leonardo aparecer de novo, desta vez com passe em profundidade para deixar Mendoza na cara do gol. O camisa 9 do Peixe quase fez o quarto ainda no primeiro tempo, mas foi atrapalhado dentro da pequena área. O lance fez falta.

“Calma!”, gritou o goleiro João Paulo aos cinco minutos do segundo tempo, depois de dois lances de perigo na bola aérea esmeraldina. O Santos já estava sob tensão de novo e desobedeceu. Apesar da vantagem, não conseguiu segurar a bola na frente e cedeu ataques rápidos desnecessários. A pressão do Goiás cresceu, e aos 15 minutos Guilherme Marques achou um chutaço de longe que o mesmo João Paulo demorou demais para reagir. Calma, nada. 3 a 2.

A reta final ameaçou ser um pesadelo para o Santos, que foi recuando e se complicando. Marcos Leonardo já tinha gastado tudo no primeiro tempo e saiu com dores. Lucas Lima também saiu, e faltou alguém para segurar a bola. Aos 35 o Goiás empatou e cumpriu o que vinha prometendo: um drama digno de luta contra o rebaixamento. 3 a 3.

Seria um castigo quase inacreditável para o Peixe, que foi salvo nos acréscimos por um pênalti polêmico que o VAR sugeriu desmarcar, mas o árbitro Bruno Arleu de Araújo confirmou. Mendoza converteu e fechou o placar do jogo com mais gols do Brasileirão 2023 até aqui.

Santos reage na crise e evita Z-4

O resultado é uma bênção na vida do Santos, que não vencia há 12 jogos. Nenhum outro time, da Série A à Série D, estava há tanto tempo sem ganhar. Foi o maior jejum dos últimos 41 anos do clube, segundo levantamento do jornalista PVC. Agora, o Peixe chega a 16 pontos no Brasileirão e abre cinco do próprio Goiás, o primeiro da zona de rebaixamento. Agora há um clássico pela frente, contra o São Paulo, no domingo (16), no Morumbi.

Goiás herda a crise santista

O Goiás volta da Vila Belmiro como sócio da crise que era maior no Santos. O time está vivo na Sul-Americana, é verdade, mas no Brasileirão tem só três vitórias e amarga a zona de rebaixamento há sete rodadas –metade do campeonato até aqui. Com 11 pontos, tem oito dias antes de voltar a campo contra o Atlético-MG, em casa, na segunda-feira que vem (17).

Estatísticas de Santos 4 x 3 Goiás – Brasileirão 2023

Posse de bola: Santos 34% x 66% Goiás
Chutes: Santos 15 x 19 Goiás
Chutes a gol: Santos 6 x 5 Goiás
Gols: Santos – Marcos Leonardo (15’ e 29’) e Mendoza (45‘ e 90+4′); Goiás – Guilherme Marques (39’ e 60’) e João Magno (81′)

Foto de Arthur Sandes

Arthur Sandes

Arthur Sandes é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e um dos vencedores do Troféu Aceesp em 2021, na categoria Matéria do Ano. Passou por Gazeta Esportiva, UOL e atualmente está na cobertura diária do Corinthians na Trivela.
Botão Voltar ao topo