Brasileirão Série A

Paulo Autuori é sincero, projeta futuro e diz que Cruzeiro não vai mudar em dois jogos

Treinador do Cruzeiro, Paulo Autuori comentou ainda sobre discussão de Bruno Rodrigues com torcedores e expectativas para as próximas rodadas

O treinador interino Paulo Autuori concedeu entrevista coletiva após o empate em 1 a 1 entre Cruzeiro e Athletico-PR, na noite dessa quinta-feira (30), no Mineirão, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se vencesse a partida, o time celeste estaria praticamente livre do rebaixamento. Com o tropeço em casa, a Raposa segue muito ameaçada pelo rebaixamento e terá duas partidas difíceis — contra os postulantes ao título Botafogo e Palmeiras — para garantir a permanência na Série A.

Sincero, Paulo Autuori comentou sobre as expectativas para as rodadas finais do Campeonato Brasileiro e foi categórico: as coisas não vão mudar de agora até o fim da competição, na próxima quarta-feira (6). Essa resposta saiu após questionamentos sobre como o treinador pensava em corrigir os erros de finalização do time, que mais uma vez custaram a vitória à Raposa, como aconteceu em diversos momentos da competição.

— (O problema) Não é de agora, o Cruzeiro podia estar nadando de braçada. O que gera a continuidade? O processo, e ela permite entender as falências ao longo da competição. Saio daqui orgulhoso dos jogadores pela maneira com que jogaram. Não há ninguém que possa falar da nossa velocidade e das chances de gol, perdemos um pênalti. A leitura é fácil de fazer. Não falhamos na criação, temos velocidade e utilizamos bolas no espaço. Falhamos na finalização. Essa análise não vai mudar em dois jogos — disse Paulo Autuori.

— Em dois dias não se treina. Se tivéssemos sido mais eficazes, estaríamos em uma posição diferente no campeonato. Foi assim também com Pepa e Zé Ricardo. São coisas que impactam negativamente. No nosso caso, negativamente — completou o experiente treinador.

O treinador do Cruzeiro afirmou que o pouco tempo de treinamentos restante até o final do Brasileirão impossibilita que haja trabalhos específicos. Segundo Autuori, com jogos na quinta, domingo e quarta, sendo um deles fora de casa, o tempo disponível será focado apenas na recuperação dos atletas. Ele disse, ainda, que é improvável que repita a mesma equipe que jogou hoje na partida de domingo (3), contra o Botafogo.

— Nós disputamos 180 minutos em menos de três dias. Isso vai causar um impacto, sem dúvidas. Temos que ser assertivos em relação a equipe que vamos botar em campo contra o Botafogo. Se nós não nos refrescarmos, seguramente podemos ter problemas (…) Nós não vamos nem treinar, amanhã recuperamos, sábado viajamos e jogamos. E para o outro jogo também. Temos que nos recuperar fisiológica e mentalmente. O que me dá certa tranquilidade é que estamos evoluindo técnica e taticamente, de forma clara — afirmou.

Autuori comenta discussão de Bruno Rodrigues com torcedores

Destaque do Cruzeiro no Brasileirão, o atacante Bruno Rodrigues perdeu um pênalti aos 31 minutos do segundo tempo da partida contra o Athletico-PR, quando o Cruzeiro perdia por 1 a 0. Sete minutos após desperdiçar a cobrança, o atacante foi substituído. Ao sair de campo, o camisa 9 foi xingado por alguns torcedores, não gostou e revidou, dizendo que “só erra quem bate”. Instantes depois, teve seu nome gritado nas arquibancadas. Paulo Autuori comentou a situação e recriminou, de forma leve, a atitude do jogador.

— Nos últimos pênaltis, ele bateu com maestria. Acontece. O torcedor é assim, é emoção. Não tem que ficar com bronca. O torcedor quer ver a equipe com ideias, jogando com atitude. Nossos jogadores estiveram no limite físico e técnico. Os nossos próximos jogos são para sair e jogar. Não é guerra, é futebol — opinou Autuori.

Apesar do momento de destempero de Bruno Rodrigues, Paulo Autuori afirmou que o elenco do Cruzeiro está bem psicologicamente. Ele justificou, dizendo que o time buscou o empate mesmo após sofrer um gol e, alguns minutos depois, perder um pênalti.

— Uma equipe frouxa, fraca emocionalmente, não reage como reagimos após tomar o gol e perder pênalti. Isso significa que o emocional está bom. Precisamos manter essa intensidade de jogo o tempo inteiro diante do Botafogo — apontou o treinador interino.

Paulo Autuori define metas para próximas rodadas

Perguntado sobre projeções para as próximas rodadas, Paulo Autuori afirmou que não pensa em buscar a permanência por meio de empates, estando focado nas vitórias. Segundo ele, o foco será em manter a média de pontuação alcançada desde que assumiu o Cruzeiro. Desde então, o time celeste conquistou 8 pontos de 12 possíveis, o que dá 66%. Isso significa que o objetivo é que a Raposa conquiste quatro dos seis pontos em disputa até o final do Brasileirão.

— Minha personalidade não permite contar migalhas. Pelo que a equipe está proporcionando, me dá tranquilidade de ir lá e buscar o resultado contra o Botafogo e contra o Palmeiras aqui, que pode estar definindo o título Brasileiro. Nós temos que ganhar e vamos partir para ganhar. Isso é claro. Não vou contar um pontinho não. Vou querer manter o que fizemos nos últimos quatro jogos. Eu trabalho com sinais e saio daqui com sinais bastante positivos para estes últimos dois jogos — falou Paulo Autuori.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo