Brasileirão Série A

Luiz Henrique tira peso das costas, e Botafogo vence o Atlético-MG em noite de golaços

Na sua melhor atuação pelo Botafogo, Luiz Henrique marcou o gol que abriu o placar da vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-MG, no Nilton Santos

O Botafogo contou com um Luiz Henrique inspirado para vencer o Atlético-MG por 3 a 0, neste domingo (7), e seguir na cola do Flamengo no Campeonato Brasileiro.

No Nilton Santos, a ex-contratação mais cara da história do Glorioso, agora superada por Thiago Almada, apresentado para a torcida antes do jogo, teve a sua melhor atuação com a camisa alvinegra, marcou um golaço para abrir o caminho da vitória e aparentou tirar um grande peso das costas.

Contratado em fevereiro, em uma negociação que pode chegar a R$ 106 milhões, Luiz Henrique ainda não havia brilhado com a camisa do Botafogo como fez nesta noite. O atacante, inclusive, vinha sendo alvo de críticas de parte da torcida alvinegra.

Mas, coincidentemente ou não, um dia após o anúncio da chegada de Thiago Almada, que, agora, é a nova contratação mais cara da história do clube — a negociação pode chegar a R$ 137,4 milhões —, Luiz Henrique teve a sua melhor atuação pelo Botafogo até o momento.

Luiz Henrique marcou um golaço aos 12′, finalizando forte e com categoria de fora da área. Foi apenas o seu segundo gol neste Brasileirão — o que mostra como, de fato, pela expectativa criada, o jogador estava devendo.

Além disso, pouco depois, ainda sofreu a falta que gerou a expulsão de Igor Rabello – em um lance em que sairia em velocidade na cara do goleiro Matheus Mendes.

Atuando com liberdade pelo lado direito, Luiz Henrique participou bastante da criação de jogadas e fez boas triangulações com Damián Suárez e Eduardo. O camisa 7 ainda teve uma boa chance de ampliar na segunda etapa, mas finalizou por cima do gol adversário.

Botafogo apresentou reforços para a torcida

Antes da bola rolar, o Botafogo fez uma grande festa para apresentar para a torcida os primeiros reforços do clube nesta janela de transferências do meio da temporada. Além do meia-atacante Thiago Almada, nova contratação mais cara da história do clube, também foram apresentados o volante Allan e o atacante Igor Jesus. Os três foram até a pista atlética do Nilton Santos, que teve um show de luzes e fogos para receber os jogadores.

Como foi a vitória do Botafogo sobre o Atlético-MG

Com a bola rolando, o Botafogo foi dominante desde os minutos iniciais. O time de Artur Joge foi superior ao Atlético-MG, que fez mais um jogo ruim, conseguiu pressionar o adversário e criar chances desde o começo da partida. O placar, inclusive, poderia ter sido mais elástico ainda no primeiro tempo, mas Júnior Santos desperdiçou uma boa chance e errou ao finalizar uma bola que poderia ter tocado para dois companheiros que estavam melhor posicionados.

O domínio do Botafogo ficou ainda mais após a expulsão de Igor Rabello, aos 24′, quando a partida já estava 1 a 0 para o Glorioso. O técnico Milito precisou improvisar Otávio na zaga. No entanto, o time da casa teve dificuldade na finalização das jogadas e não conseguiu ampliar o placar. O Galo, por sua vez, ficou ainda mais acuado e terminou a primeira etapa sem nem sequer conseguir finalizar na direção do gol.

Vitória do Botafogo vira goleada

O Botafogo seguiu melhor na etapa final, mas o Atlético-MG cresceu na partida. Mesmo com um jogador a menos, o time mineiro conseguiu ameaçar nos contra-ataques e na bola parada. Hulk quase marcou um golaço de falta, mas a bola explodiu no travessão.

Mas quem conseguiu marcar mesmo foi, novamente, o Botafogo. E de novo, um golaço. Aos 38′, após cruzamento de Damián Suárez pela direita, a zaga do Atlético-MG afastou, mas a bola sobrou para Cuiabano. O lateral-esquerdo dominou e, com a bola no ar, chutou forte no canto esquerdo do goleiro Matheus Mendes para fazer 2 a 0. No fim, quando a torcida do Botafogo já comemorava a vitória, com gritos de “olé”, ainda deu tempo para Savarino marcar mais uma golaço, de novo de fora da área, para decretar a vitória por 3 a 0 do Glorioso sobre o Atlético-MG.

Como ficam as situações de Botafogo e Atlético-MG no Brasileiro

Com a vitória da noite deste domingo, o Botafogo foi aos 30 pontos e, agora, está na vice-liderança, apenas um ponto atrás do Flamengo. O Glorioso tem o mesmo número de pontos, vitória e saldo de gols do Palmeiras, mas leva vantagem nos gols marcados (25 x 22). Já o Atlético-MG parou nos 18 pontos e caiu para a 12ª colocação do Brasileirão.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel RodriguesSetorista

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo