Brasileirão Série A

‘Não merecem’: Hulk pede desculpas à torcida do Atlético-MG após nova derrota na Arena MRV

Após nova derrota pesada em casa, Hulk foi o único a falar do Atlético, e se desculpou com a torcida pelos ocorridos

O torcedor do Atlético-MG lotou as arquibancadas da Arena MRV e fez uma das maiores festas que a casa do Galo já viu desde que foi inaugurada. Mas, o atleticano foi embora para casa vendo o time sofrer uma nova e forte derrota, agora para o rival Flamengo, por 4 a 2. Autor dos gols do Galo, Hulk se desculpou com a Massa.

Hulk foi um dos poucos que se salvou entre os jogadores do Atlético. Mas os dois gols dele não foram o suficiente para evitar mais uma pesada derrota do Atlético, que levou quatro gols em metade dos últimos seis jogos, sendo duas vezes em casa.

Nenhum jogador do Atlético parou para falar, pois todos combinaram que Hulk, como capitão, era quem falaria. O atacante pediu desculpas ao torcedor, que cumpriu seu papel.

É assumir a responsabilidade e dar a cara a bater. Venho aqui com toda a humildade do mundo pedir desculpas aos nossos torcedores, que não merecem passar por isso de perder dois jogos grandes em casa da forma que perdemos — Hulk

Em outra desculpa, o atacante destacou a enorme festa que a torcida fez, tanto na recepção do time quanto durante o jogo. O torcedor do Galo não deixou de cantar nem mesmo quando o Flamengo abriu 3 a 0.

— É uma motivação pra gente, pra nos colocar pra cima. A gente entra em campo tentando dar o melhor, mas tomamos alguns gols que não poderíamos ter tomado. A responsabilidade é de todo mundo. Quando ganha, ganha todo mundo, quando perde, perde todos também — afirmou.

Desfalques afetam, mas não podem ser desculpas

Nas últimas semanas, o Atlético passou por uma crise interminável de desfalques, começando pela lesão de Otávio, que voltou após dois meses justamente contra o Fla, passando por convocações para a Copa América, suspensões e outras várias lesões.

Para Hulk, os desfalques afetam claramente o time, mas não podem ser usados como desculpa para os resultados recentes.

— Sem dúvidas que os desfalques fazem falta, pela qualidade que tem. A gente não pode se apegar a desculpa, de que é pelos desfalques. Como qualquer outro clube, você vai ter desfalques e tem que trabalhar em cima das dificuldades. Não temos tempo para ficar lamentando — afirmou o camisa 7.

O atacante ainda disse que todos que estão no clube tem consciência e capacidade de defenderem as cores do Atlético, só é preciso ser mais inteligente para aproveitar melhor cada uma das peças disponíveis.

Nos dois jogos anteriores ao Flamengo, o Atlético atuou com 11 e 12 desfalques, respectivamente. Contra o Rubro-Negro, teve alguns retornos, como os de Scarpa, Fuchs, Otávio e Vargas, mas ainda tem muitos nomes de fora.

Lemos, Saravia e Fuchs viram o jogo da arquibancada, quando provavelmente seriam titulares se estivessem à disposição (Alecsander Heinrick/Trivela)

Atlético desde o início dos desfalques

  • Atlético 0x2 Peñarol (fora)
  • 0x1 Sport (fora)
  • 4×0 Caracas (casa)
  • 1×1 Bahia (casa)
  • 2×1 Bragantino (fora)
  • 0x4 Palmeiras (casa)
  • 2×4 Vitória (fora)
  • 1×1 Fortaleza (casa)
  • 2×1 Internacional (fora)
  • 1×1 Atlético-GO (casa)
  • 2×4 Flamengo (casa)
Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander HeinrickSetorista

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo