Brasileirão Série A

Atlético-MG errou demais contra quem menos podia, e sofreu derrota justa para o Flamengo

Rubro-Negro contou com muitos méritos, mas também com um combo de erros dos treinados por Gabriel Milito

O Atlético-MG saiu da Arena MRV mais uma vez com uma derrota nas costas, dessa vez, para o Flamengo. O 4 a 2 do Rubro-Negro, contou com muitos méritos do time de Tite, mas também com um combo de erros dos treinados por Gabriel Milito.

Os erros no Atlético não demoraram a aparecer. Com 14 minutos, Igor Gomes fez uma falta boba na lateral da área Rubro-Negro, quando Luiz Araújo estava de costas e sem muito o que fazer. Dessa falta, se originou o primeiro gol flamenguista, com um erro de marcação que deixou Bruno Henrique sozinho na segunda trave.

Dez minutos depois, uma sucessão de erros levou ao segundo gol flamenguista. Primeiro o Galo deixou Fabrício Bruno levar a bola sozinho até o meio-campo. Depois, duas marcações atrasadas seguidas, de Otávio e Bruno Fuchs, que deixaram Léo Ortiz e Gerson tranquilos para tabelar.

Esses atrasos fizeram o Atlético ter um buraco no meio-campo, onde Luiz Araújo recebeu com ainda mais liberdade. O passe dele para Wesley foi ruim e Scarpa parecia inteiro, mas o lateral flamenguista se adiantou e roubou a bola. Por fim, Rômulo não acompanhou Carlinhos, que pegou o rebote do chute na trave e ampliou.

Expulsão de Rômulo completou o combo de erros

Não bastasse todos os erros no primeiro tempo, o Atlético também pecou na etapa final. Principalmente o jovem Rômulo. O zagueiro atleticano levou um cartão por uma reclamação exagerada com o árbitro. Minutos depois, deu uma entrada forte em Bruno Henrique e levou o segundo amarelo, sendo expulso.

O cartão veio minutos depois do primeiro gol do Galo, que tinha incendiado a Arena MRV e também dado ânimo ao time.

Erros também ofensivos do Galo

Os erros do Atlético não foram só na hora de marcar o Flamengo, mas também quando tinha a bola. Em vários lances o Galo teve a chance de construir alguma jogada perigosa, mas pecou muito com erros bobos, nada comuns de jogadores da Série A.

Para piorar, o Atlético ainda desperdiçou uma chance clara com Cadu minutos depois do segundo gol flamenguista. O jovem dominou livre na área, mas girou e bateu de canhota pra fora.

Torcida celebrou saída de Igor Gomes

Muito criticado nos últimos jogos, Igor Gomes foi mantido no time titular por Gabriel Milito. No entanto, o meia foi, disparado, o pior em campo na primeira etapa, errando praticamente tudo que tentou.

A fase (e o dia) de Igor Gomes é tão ruim que até sem querer ele atrapalhou o time. Nos minutos finais da etapa inicial, Hulk chutou uma pancada de dentro da área que tinha a direção do gol e parecia que ia vencer Rossi, mas, no meio do caminho, a bola tocou em Igor e o Fla afastou.

No intervalo, Gabriel Milito tirou o meia e colocou Eduardo Vargas. Quando a substituição foi anunciada, o estádio inteiro comemorou como se fosse um gol.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander HeinrickSetorista

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo