Brasileirão Série A

Há dois fatores que fazem do Athletico-PR um osso duríssimo de roer no Brasileirão

Dono de boas campanhas nas últimas temporadas, Athletico-PR tem motivos de sobra para ser uma das surpresas do Campeonato Brasileiro

O Athletico-PR já está em seu segundo técnico na temporada. Contratado no início de janeiro, Juan Carlos Osorio durou apenas dois meses no comando do Furacão. Neste período, foram sete vitórias, quatro empates e uma derrota. Apesar dos números não serem ruins, o desempenho do time em campo não agradou à diretoria rubro-negra, que optou pela demissão do colombiano. Cuca chegou e conduziu o clube ao bicampeonato paranaense. O adversário na final foi o Maringá, e o Athletico-PR venceu tanto o jogo de ida (1 a 0), quanto a volta (3 a 0).

Na estreia da Copa Sul-Americana, o Furacão não tomou conhecimento do Sportivo Ameliano e goleou o time paraguaio por 4 a 1, fora de casa. Já na segunda rodada, novo recital, dessa vez um 6 a 0 diante do Deportivo Rayo Zuliano. Agora, a equipe de Cuca se prepara para a primeira rodada do Campeonato Brasileiro, na qual enfrentará o Cuiabá, domingo (14), a partir das 16h (horário de Brasília), na Ligga Arena.

Como o Athletico-PR foi no Brasileiro de 2023?

O Athletico-PR começou 2023 com Paulo Turra no comando. Apesar do título paranaense invicto — 15 vitórias e dois empates — a postura e desempenho do time em campo não convencia a torcida, que pedia a cabeça do treinador. A saída do jovem técnico foi decidida somente em junho, após o então diretor Luiz Felipe Scolari anunciar que deixaria o Furacão para treinar o Atlético-MG. Presidente do clube rubro-negro, Mario Celso Petraglia, decidiu que Turra fazia parte do projeto do Athletico com Felipão. Ou seja, sem Felipão, sem Turra.

Sem técnico, o Athletico-PR apostou no auxiliar Wesley Carvalho. Ele comandou o time rubro-negro em 33 rodadas do Brasileirão e teve desempenho tímido, com 11 vitórias, 13 empates e nove derrotas, totalizando um aproveitamento de 46%. Os números não foram suficientes para o Furacão conseguir uma vaga na Copa Libertadores. A equipe paranaense terminou na oitava colocação, com 56 pontos ganhos, e precisou se contentar com uma classificação para Sul-Americana. Se por um lado, o Athletico fez da Ligga Arena uma verdadeira fortaleza, em contrapartida, as estatísticas do time fora de casa acabaram minando suas chances de Libertadores. E está aí o desafio do clube no Brasileirão 2024: ser menos vulnerável em partidas longe de Curitiba.

O Athletico-PR vai lutar por Libertadores

Presença assídua em competições da Conmebol nas últimas temporadas, o Athletico-PR, ao que tudo indica, seguirá brigando por isso. Além de ter conseguido manter a base do ano passado, a diretoria rubro-negra trouxe nomes interessantes, como Gonzalo Mastriani e Romeo Benítez, que certamente agregarão ao longo do torneio. Com um plantel qualificado e um técnico experiente, o Furacão não está entre os favoritos do Campeonato Brasileiro, porém tem tudo para terminar no pelotão de cima do certame e beliscar uma vaga na Copa Libertadores.

Principais destaques Athletico-PR no Brasileirão 2024

Bento

Titular absoluto do gol do Athletico, uma das referências técnicas da equipe rubro-negra, goleiro de Seleção Brasileira e dono de um enorme potencial. Este é Bento, principal destaque do Furacão. O jovem arqueiro de 24 anos se diferencia por sua segurança debaixo das traves, senso de posicionamento, agilidade, reflexo e bom jogo com os pés. Certamente é um dos melhores na posição no futebol sul-americano.

Fernandinho

Ídolo do Manchester City e homem de confiança de Pep Guardiola. A carreira de Fernandinho dispensa comentários e, para sorte dos torcedores do Athletico-PR e do técnico Cuca, é ele quem comanda o meio-campo da equipe rubro-negra. Apesar da idade avançada (38), o camisa 5 não tem bola perdida. Compete e luta por cada dividida. Mais do que um cão de guarda, Fernandinho também ataca de garçom, já que costuma ser cirúrgico nos passes e lançamentos. Versatilidade e eficiência são dois adjetivos que ilustram bem seu jogo.

Gonzalo Mastriani

Artilheiro e principal nome do América-MG na temporada passada, Gonzalo Mastriani conquistou de cara a torcida Athletico-PR. Afinal, ostenta uma média absurda de gols. São 13 tentos em 13 jogos neste início pelo Furacão. Oportunista nato, o camisa 9 uruguaio parece sempre estar no lugar certo e hora certa. É um verdadeiro terror para as defesas adversárias.

Qual estilo de jogo do Athletico-PR com Cuca

Cuca chegou ao Athletico-PR no início de março e, desde então, não sabe o que é derrota — nem empate. São seis jogos e seis vitórias. Na primeira rodada da Copa Sul-Americana, o treinador usou um esquema com três zagueiros (Thiago Heleno, Pedro Henrique e Gamarra), dois alas (Leonardo Godoy e Lucas Esquivel), Alex Santana e Fernandinho na faixa central de campo e a trinca Canobbio, Zapelli e Mastriani na frente. Em contrapartida, durante a reta final do Campeonato Paranaense, jogou com uma linha de quatro atrás e variou entre dois ou três atacantes. No Brasileirão, a tendência é que escale conforme o adversário.

Onde assistir aos jogos do Athletico-PR no Brasileirão?

Os jogos do Campeonato Brasileiro de 2024 serão transmitidos pela Rede Globo na TV aberta, SporTV na TV fechada e Premiere no pay-per-view. Em caso de partidas nas quais o Athletico Paranaense for o mandante, a transmissão acontecerá na TNT ou CazéTV.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo