Brasileirão Série A

Goleiro estreia na Série A aos 38 anos e é decisivo em empate do Internacional com o São Paulo

Com duas grandes defesas em conclusões de Lucas Moura, Fabrício segue sem sofrer gols pelo Colorado

Três jogos, nenhum gol sofrido. Esse é o início do goleiro Fabrício, de 38 anos, pelo Internacional. Mais do que isso, após ter sido pouco exigido nas vitórias sobre Real Tomayapo e Delfín, na última semana, pela Copa Sul-Americana, o veterano goleiro foi decisivo para manter o empate por 0 a 0 com o São Paulo, na noite de quinta-feira (13), no Heriberto Hülse, em Criciúma/SC.

Na primeira partida de Série A do Campeonato Brasileiro em sua longa carreira, Fabrício fez duas grandes defesas, em conclusões de Lucas Moura, aos 33 e 34 minutos do segundo tempo do jogo em Santa Catarina. A primeira, em chute com a perna direita. A segunda, em cabeçada após escanteio. Ambas de dentro da grande área.

Fabrício foi contratado como reposição a Rochet após se destacar pelo Nova Iguaçu

Fabrício tem jogado por conta da ausência de Rochet, que se prepara com a Seleção Uruguaia para a disputa da Copa América nos Estados Unidos. O goleiro de 38 anos foi contratado justamente com esse intuito, já que Ivan se lesionou no primeiro jogo da temporada, e o Inter só contaria com Anthoni, jovem oriundo das categorias de base, no elenco profissional.

O que levou o Inter a contratar Fabrício foi o desempenho de destaque do goleiro na campanha do vice-campeonato carioca do Nova Iguaçu, no início do ano. Ele foi eleito o melhor de sua posição na competição.

Até chegar ao Inter, a competição mais importante que Fabrício havia disputado na carreira tinha sido a Série B do Campeonato Brasileiro, pelo Boa Esporte, em 2017 e 2018, e pelo Vila Nova, em 2021. Isso sem contar a Copa do Brasil, em que o goleiro inclusive enfrentou o Inter pelo Nova Iguaçu, em Brasília, no dia 13 de março deste ano.

Fabrício não poderá disputar a Copa do Brasil pelo Internacional

Justamente por já ter disputado a Copa do Brasil pelo Nova Iguaçu, Fabrício não poderá jogar a mesma competição pelo Inter. Com isso, Anthoni deverá ser o goleiro nos confrontos com o Juventude, pela terceira fase, nos dias 3 e 13 de julho, já que a Copa América, na qual Rochet estará envolvido, só terminará no dia 14.

Questionado se, por conta disso, Anthoni receberá oportunidades também no Campeonato Brasileiro, para adquirir ritmo de jogo, o técnico Eduardo Coudet não soube responder. Ao menos, ainda.

– É em julho a Copa do Brasil. Falta um mês. Ainda não tenho na minha cabeça isso, não vou te mentir. Pode ser. Falta muito tempo, e muitos jogos. Veremos o que será o melhor. Mas sabíamos que não poderia jogar Fabrício, obviamente. Mas sobre dar continuidade ou não, vamos fazer o que acreditamos que seja o melhor a partir do treino também. Sempre a partida mais importante é a que está por vir. É muito difícil achar o que vai acontecer depois de tantos jogos – despistou Coudet.

Internacional terá mais cinco jogos antes dos confrontos com o Juventude pela Copa do Brasil

Antes do jogo de ida contra o Juventude, pela Copa do Brasil, o Internacional terá mais cinco compromissos pelo Campeonato Brasileiro. Entre os dois duelos com o rival gaúcho, também há uma partida contra o Vasco da Gama.

  • Vitória x Internacional — Campeonato Brasileiro — 16/06
  • Internacional x Corinthians — Campeonato Brasileiro — 19/06
  • Grêmio x Internacional — Campeonato Brasileiro — 23/06
  • Internacional x Atlético-MG — Campeonato Brasileiro — 26/06
  • Criciúma x Internacional — Campeonato Brasileiro — 30/06
  • Internacional x Juventude — Copa do Brasil — 03/07*
  • Internacional x Vasco da Gama — Campeonato Brasileiro — 08/07*
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas WagnerSetorista

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo