Brasileirão Série A

Prioridades apontam investimento maior do que o esperado pelo Flamengo para 2024

Valores investidos devem superar os R$ 200 milhões projetados para 2024 com certa facilidade, tendo em vista o quanto o Flamengo quer se reforçar

A promessa do Flamengo de um aporte superior a R$ 200 milhões para a próxima janela de transferências é real, mas pode estar sendo uma projeção sob ótica conservadora. Pensando em todas as posições que o Rubro-Negro precisará reforçar, os números podem ser ainda maiores e, de certa forma, fora da realidade do futebol brasileiro. Landim, Braz e companhia não estão para brincadeira em ano de eleição.

A Trivela ouviu, nos bastidores, que as cifras investidas nas contratações podem superar facilmente a marca dos R$ 200 milhões, contados ao longo das duas janelas de transferências em 2024. Não seria uma novidade para o Flamengo, que já desembolsou mais do que os valores planejados nesta temporada que, teoricamente, era mais de manutenção de um elenco campeão de Libertadores e Copa do Brasil. Chegou a hora da reformulação.

Prioridades devem inflacionar valores investidos pelo Flamengo

De início, o Flamengo planejava a contratação de um volante, com características mais defensivas, um zagueiro e um meia de criação. Uma conversa entre Tite e departamento de futebol, no entanto, aumentou o número de prioridades para um elenco que deve perder muitas peças. A defesa, sem dúvida, será o setor mais prejudicado pela janela de transferências.

De olho nas carências do elenco do Flamengo, Tite sinalizou a necessidade de contratações para ambas as laterais, além de mais uma contratação de um zagueiro. A Trivela, inclusive, noticiou que o Rubro-Negro já tem dois nomes definidos para a zaga, nas figuras de Léo Ortiz, do Red Bull Bragantino, e João Victor, ex-Corinthians que pertence ao Benfica.

Tite e Braz trabalham em conjunto para deixar o Flamengo ainda mais forte em 2024 (Foto: Marcelo Cortes/CRF)

Nesses moldes, os valores separados para cada contratação diminuem bastante. Com três prioridades, o Flamengo poderia investir cerca de R$ 66 milhões em cada para atingir os R$ 200 milhões, mas, com o dobro de alvos, o montante de média caem pela metade. Observando os investimentos anteriores, o Rubro-Negro certamente passará do valor inicial, especialmente pela inflação que se vê no mercado de transferências.

Cifras devem superar investimento de 2023

O Flamengo iniciou o ano de 2023 com poucas mudanças a serem feitas, já que o elenco vinha de dois títulos importantes, mas, mesmo assim, desembolsou altos valores em contratações. Somente na primeira janela foram R$ 131 milhões, a maior parte gasto no retorno de Gerson ao Ninho do Urubu. A janela do meio do ano fez com que o Rubro-Negro desembolsasse mais R$ 91 milhões.

Se o Flamengo estava em período de manutenção em 2023 e, mesmo assim, gastou R$ 222 milhões, imagine o quanto o Rubro-Negro pode gastar em processo de reformulação do seu elenco. Internamente, como mencionado, existe a expectativa de que a diretoria supere bastante os R$ 200 milhões iniciais, embora o clube seja bastante responsável e não esteja inclinado a gastar aquilo que não tem.

  • 2019: R$ 249,5 milhões
  • 2020: R$ 195,2 milhões
  • 2021: R$ 177,5 milhões
  • 2022: R$ 178,7 milhões
  • 2023: R$ 222 milhões

Em resumo, serão janelas fundamentais para o Flamengo, mas sem fugir da responsabilidade com o departamento financeiro. Por mais que tenha seus erros, essa gestão do Rubro-Negro, capitaneada por Rodolfo Landim, não fez nenhum loucura com o faturamento bilionário do clube.

Primeiro alvo definido, De La Cruz tirará boa parcela do planejamento

Sonho antigo do Flamengo, De La Cruz tem situação bem encaminhada para ser o primeiro reforço de 2024. O desejo pela transferências é mútuo, e o Rubro-Negro já trabalha com a possibilidade de pagar a multa rescisória do uruguaio junto ao River Plate, que é de 16 milhões de dólares, cerca de R$ 78 milhões na cotação atual. Vale lembrar que os Millonarios detém 50% dos direitos econômicos do jogador, enquanto o Liverpool, do Uruguai, clube formador, leva a outra metade.

De La Cruz tem tudo para ser o primeiro reforço do Flamengo para 2024 (Foto: Divulgação/River Plate)

Se concretizada a negociação, o Flamengo já perderia mais de um terço do valor esperado em transferências inicialmente, isso contando apenas uma contratação. É muito pouco para as seis prioridades definidas pelo Rubro-Negro em reunião do departamento de futebol e comissão técnica. Serão cenas dos próximos capítulos, mas, sem dúvida, será uma janela agitada para o clube carioca.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo