Brasileirão Série A

Se o novo estádio anima o Flamengo, tardes de vitória em Fla-Flu valorizam o Maracanã

Rubro-Negro desperdiça muitos gols, mas consegue a vitória (e a liderança do Brasileirão) em pênalti convertido por Pedro

O Flamengo venceu o Fluminense por 1 a 0 na tarde deste domingo (23), em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Pedro, de pênalti, marcou o gol que sacramentou a vitória rubro-negra e afundou o rival na lanterna da competição. Apesar das comemorações, o time de Tite perdeu um caminhão de gols.

Em dia que Rodolfo Landim falou bastante sobre o novo estádio, o torcedor do Flamengo levará boas recordações desse Fla-Flu. O Rubro-Negro, inclusive, está invicto contra o rival em 2024.

Estádio em pauta

Ainda que o clássico tenha sido disputado no Maracanã, os olhos do Flamengo estavam em outro estádio. O projeto do Gasômetro ainda não saiu, efetivamente, do papel, mas teve uma noite importante neste domingo. Eduardo Paes, Prefeito do Rio, anunciou a desapropriação do terreno em que a nova arena do Rubro-Negro será construída.

Pensando nisso, Rodolfo Landim concedeu entrevista para falar sobre a vitória política. O presidente ainda explicou sobre os próximos passos, como o naming rights do estádio, que está em disputa desde já.

— Muito feliz, o dia começou bem com essa notícia. A gente já vinha conversando com a prefeitura há muito tempo, mostrando a importância que traria para o desenvolvimento da região, na qual a prefeitura vinha tentando há muitos anos trabalhar para melhorar a parte urbana toda. Não tem a menor dúvida a valorização que vai ter com o estádio em toda área, vai ser bom para todo mundo. Para o Flamengo, para a cidade, para o Estado do Rio.

— Agora é esperar para ver o que vai estar escrito no Diário Oficial. Mas posso adiantar que o Flamengo está preparado para ir em frente na compra do terreno. A gente já vem se preparando há algum tempo para fazer isso. O nome do estádio é uma das coisas que vai poder trazer muita receita com a venda do naming rights. Então calma, essa é uma coisa importante para viabilizar a construção. Sei que vão acabar apelidando de alguma coisa, mas oficialmente tem que entender que é importante não sair chamando de nada, até porque vai ser importante fazer dinheiro com isso — finalizou, em entrevista à FlaTV.

O que aconteceu de melhor no jogo?

  • A quantidade de chances perdidas pelo Flamengo impressiona, ainda que a estratégia de pressionar o Fluminense no campo de ataque tenha funcionado;
  • Lorran e Bruno Henrique oscilaram bastante no ataque;
  • A defesa sofreu pouquíssimo, diante das limitações técnicas e emocionais do Fluminense;
  • Pedro decidiu a partida em pênalti duvidoso sofrido por Bruno Henrique;
  • Lima e Fernando Diniz perderam a cabeça e foram expulsos.

Como foi o jogo?

Ciente das fragilidades do adversário, Tite e companhia montaram uma estratégia semelhante a do jogo contra o Bahia. O bloco médio e baixo esperava o Fluminense trabalhar a jogada e apostava no erro da equipe de Diniz para armar contra-ataques. Ao contrário de quinta-feira (20), o planejamento deu certo.

Como o Tricolor das Laranjeiras vive momento de pouca confiança, o Flamengo conseguiu pelo menos três chances claras de gol roubando na saída de bola.

Pedro perdeu, Bruno Henrique errou muito e Lorran, muito elogiado em outros momentos, mostrou que não está imune às oscilações. Até Gerson teve uma grande oportunidade e isolou.

O segundo tempo começou da mesma maneira que o primeiro terminou, com o Flamengo perdendo muitos gols, mas bastante seguro na defesa.

Quando o clima começava a ficar apreensivo no Maracanã, a jogada da partida aconteceu. Bruno Henrique sofreu pênalti duvidoso, e Pedro converteu para dar números finais ao jogo.

Se o torcedor rubro-negro já espera o novo estádio, esse Fla-Flu trouxe grandes momentos no Maracanã. É hora de aproveitar, ainda mais com o Flamengo líder.

O nome do jogo: Gerson

Segundo jogo consecutivo que o Coringa leva o prêmio simbólico da Trivela para casa. Foi um leão no meio-campo, marcando muito e distribuindo com maestria. Só teve um arranhão na atuação: o gol perdido no primeiro tempo. De resto, líder técnico do Flamengo.

Gerson é um dos principais jogadores do Flamengo com Tite (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF/Sipa USA)

E agora, Flamengo?

O próximo compromisso do Flamengo será (novamente) válido pelo Campeonato Brasileiro, que é um dos principais objetivos do clube em 2024. Mais líder do que nunca, o Rubro-Negro enfrentará o Juventude, na próxima quarta-feira (26), a partir das 20h (de Brasília). O clássico será disputado no Estádio Alfredo Jaconi.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme XavierSetorista

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo