Brasileirão Série A

Lei do Ex e mando ‘invertido’ catapultam Botafogo e afundam Grêmio no Brasileirão

Com gols de Cuiabano, ex-Tricolor Gaúcho, e Júnior Santos, Fogão venceu por 2 a 1 em Cariacica/ES e chegou à ponta do Brasileirão

Em campo neutro, conforme acordo entre as diretorias dos clubes, Grêmio e Botafogo se enfrentaram na noite deste domingo (16), no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica/ES, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Melhor para o Fogão que, com direito a Lei do Ex, venceu por 2 a 1. Cuiabano e Júnior Santos marcaram os gols do Alvinegro Carioca, enquanto Gustavo Nunes fez para o Tricolor Gaúcho.

Com a vitória, o Botafogo assume a liderança do Brasileirão, com 19 pontos. Já o Grêmio, que tem dois jogos a menos, entra na zona de rebaixamento, na 18ª colocação, com 6 pontos.

Na próxima quarta-feira (19), às 20h, o Fogão recebe o Athletico-PR, enquanto o Grêmio, no mesmo horário, encara o Fortaleza no Castelão.

Mando invertido em Cariacica

O jogo tinha mando do Grêmio, mas a situação trágica no Rio Grande do Sul e um acordo entre os clubes fez a partida ser realizada em Cariacica, no Espírito Santo.

Pela proximidade geográfica, era esperado que tivesse muito mais torcida do Botafogo — e foi o que aconteceu. O apoio das arquibancadas acabou contando a favor do Fogão, numa realidade bem diferente do que seria se o jogo fosse em Porto Alegre ou em outra cidade mais equidistante entre o Rio e o Sul.

A quantidade de botafoguenses gerou inclusive reclamação de alguns gremistas nas redes sociais.

Cuiabano fez valer a Lei do Ex no início do jogo

Em um começo de jogo de superioridade do Botafogo, Cuiabano fez valer a Lei do Ex. Ao sete minutos, ele recebeu belo passe de Marlon Freitas e bateu cruzado para vencer Caíque e abrir o placar.

Esse foi o primeiro gol de Cuiabano pelo Botafogo, justamente contra o clube que o revelou. No profissional do Grêmio, ele sofreu demais com lesões, principalmente musculares. O lateral esquerdo de 21 anos foi vendido pelo Tricolor Gaúcho para o Fogão no final de abril.

Gustavo Nunes chamou a responsabilidade no Grêmio

Foi então que outro jogador revelado na base gremista, mas que ainda veste azul, preto e branco, chamou a responsabilidade. Gustavo Nunes empatou aos 20 minutos ao concluir cruzamento de Pavón pelo lado direito.

Além do gol, Gustavo infernizou a defesa do Botafogo. Não só pelo lado esquerdo, mas também pela direita e pelo meio, onde fez fila em outros dois momentos do primeiro tempo.

Júnior Santos foi decisivo para o Botafogo no ataque e na defesa

Só que, do outro lado, o Botafogo tinha Júnior Santos. O camisa 11 não teve oportunidade de concluir no primeiro tempo. Bastou uma na segunda etapa para recolocar o Fogão na frente. Ele recebeu bela enfiada de bola de Luiz Henrique, contou com a precipitação de Geromel, que voltava de lesão, ao tentar antecipar, dominou bem e bateu no canto de Caíque.

Alguns minutos depois, Júnior Santos também foi decisivo lá atrás, ao fazer acobracia para, em cima da linha, afastar cabeçada de Gustavo Martins. Mais tarde, foi a vez de John salvar de forma espetacular cabeceio de Cristaldo..

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas WagnerSetorista

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo