BrasilBrasileirão Série A

Atitude da torcida do Flamengo dá tom curioso para um fim de ano melancólico

Torcedores do Flamengo trocaram os protestos, já rotineiros em 2023, pelo apoio incondicional, mesmo com a justa derrota para o Atlético-MG

O Flamengo praticamente deu adeus à briga pelo título brasileiro com a derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG, na última quarta-feira (29), em pleno Maracanã. A equipe de Tite foi superada em praticamente todos os sentidos, seja no mental, físico ou tático, e o Galo foi totalmente merecedor do resultado. Apesar de mais um revés complicado sofrido, os rubro-negros presentes no estádio tiveram uma reação diferente.

Sempre exigente, a torcida do Flamengo costuma cobrar bastante o time durante as derrotas e, inclusive, vaiar personagens que foram mal. No jogo válido pela 36ª rodada, no entanto, o clima foi distinto: os mais de 65 mil rubro-negros cantaram até o final, mesmo perdendo por três gols de diferença e abafou os visitantes, em êxtase pelo triunfo. A reação, sem dúvida, traz otimismo para um fim de ano melancólico.

Flamengo sofre derrota merecida no Maracanã

Em nenhum momento o Flamengo mereceu a vitória sobre o Atlético-MG. Tudo bem, teve chances de marcar antes de Paulinho abrir o placar, em falha de Matheuzinho e Fabrício Bruno, mas, depois disso, foi só ladeira abaixo. Pouco incisivo, descompactado e nervoso no ataque, o Rubro-Negro fez um primeiro tempo ruim, e um segundo ainda pior.

A defesa foi muito mal, o meio-campo não existiu e até mesmo o ataque esteve abaixo da expectativa. Nem Arrascaeta e Pedro, símbolos da arrancada, puderam fazer a diferença para o Flamengo. No fim das contas, só Everton Cebolinha se salvou e, mesmo substituído, foi disparado o melhor do Rubro-Negro. Sem esquecer: que falta faz Erick Pulgar.

O Galo chegava fácil e fez dois gols em contra-ataques, quando o Flamengo já buscava o resultado positivo. O alento, no entanto, veio das arquibancadas, quando os rubro-negros apoiaram o time, mesmo perdendo por 3 a 0. Uma atitude diferente de uma torcida que se acostumou a resultados ruins, vexames e frustrações em um 2023 para esquecer.

Tite elogia a torcida do Flamengo

Nem o técnico Tite pôde evitar a emoção com o carinho da torcida do Flamengo. Com apenas dez jogos no clube, o treinador se disse orgulhoso por estar representando os rubro-negros e confirmou a surpresa com tamanho apoio. Ele ainda teve tempo de elogiar a postura dos atletas que, segundo Adenor, se dedicaram até o fim, mesmo com o revés.

— Eu não pensei que a atmosfera do Flamengo fosse com tamanha energia. Os jogadores se dedicaram até o final, deixaram tudo em campo. A forma foi errada? Foi. Mas eu senti muito orgulho de ser técnico do Flamengo, orgulho de ver o torcedor cantando com tamanho orgulho pelo time que ele torce. Eu olhava e pensava: ‘Que orgulho de ser técnico do Flamengo', com tamanho apoio incondicional — disse, durante a coletiva.

Clima de otimismo para 2024

Antes da chegada de Tite, o Flamengo estava fora da zona de classificação direta para a Libertadores e tinha 11 pontos de desvantagem com relação ao líder, Botafogo. Com o treinador, a equipe voltou a ganhar confiança, arrancou e chegou a lutar pelo título, mas a derrota para o Atlético-MG, sem dúvida, sentenciou o destino do Rubro-Negro. É possível, então, pensar que é hora de mais protestos?

Em um ano de tantos erros, o Flamengo terminará sem títulos e, para um clube que arrecada mais de R$ 1 bilhão, isso é um péssimo resultado. Foram cinco vices e mais duas eliminações traumáticas, daqueles anos que o torcedor não gostará nem de lembrar. O fim da temporada, com Tite no comando, e os jogadores recuperando seu melhor futebol, anima mais do que decepciona.

A torcida do Flamengo tomou um rumo diferente do restante do ano depois da derrota para o Atlético-MG (Foto: Jorge Rodrigues/AGIF/Sipa USA)

Claro que o torcedor do Flamengo queria o título brasileiro, mas ele não foi perdido diante do Galo, e sim ao longo de todas as 36 rodadas já disputaram. O Rubro-Negro empatou com o lanterna América Mineiro no Maracanã, não conseguiu vencer os reservas de São Paulo e Internacional. É uma derrota gradual, e não focada exclusivamente no que foi feito nesta quarta-feira (29).

Por isso o sentimento do torcedor rubro-negro foi tão nobre no Maracanã. Ainda que ficasse afastado do sonho do título, reconheceu o esforço da equipe e se colocou lado a lado com ela, pensando em 2024. Na próxima temporada, com a cara de Tite, pré-temporada e montagem do elenco, será possível alçar voos ainda mais altos. Por incrível que pareça, o clima não é de tristeza no Flamengo, e sim de projeção.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo