Brasil

Depois da volta ao mundo, Bernard volta pra casa nos braços da torcida do Atlético-MG

Bernard desembarcou em Belo Horizonte para iniciar seu retorno ao Atlético, e foi recepcionado pela torcida atleticana

“Fui somente dar uma volta ao mundo e, assim que eu voltar, vestirei e honrarei essa camisa como se fosse meu primeiro jogo”, essas foram as últimas palavras de Bernard como jogador do Atlético-MG, em 2013. Pelo menos até este sábado (01), quando o meia desembarcou em Belo Horizonte para seu retorno ao clube, como prometeu, tendo sido recepcionado (e carregado) pela torcida atleticana.

Ucrânia, Inglaterra, Emirados Árabes e Grécia. Essa foi a volta ao mundo de Bernard antes de cumprir sua promessa e voltar ao Atlético. Ele foi anunciado pelo clube em fevereiro, com um pré-acordo a partir de julho. Aos 31 anos, o meia desembarcou em Belo Horizonte neste sábado e foi abraçado pela torcida do Galo, que o tem como um ídolo após o título da Libertadores de 2013.

“Não tenho palavras para agradecer, foi muito mais do que eu esperava e imaginava. Obrigado a cada um de vocês. Vamos reescrever essa história juntos”, escreveu Bernard em uma rede social após a calorosa recepção da torcida atleticana no aeroporto de Confins.

Bernard volta em alta

Bernard não está voltando ao Brasil porque não tem mais espaço na Europa. Pelo contrário, ele acabou de fazer sua melhor temporada no velho continente. Com a camisa do Panathinaikos, ele somou11 gols e 10 assistências em 50 jogos, tendo se despedido do clube com o título da Copa da Grécia no último fim de semana.

O curioso é que Bernard passou a voar na temporada justamente depois que seu retorno ao Atlético foi anunciado. Antes, ele tinha feito cinco gols e cinco assistências em 35 jogos. Depois, somou seis gols e cinco assistências em apenas 15 partidas. Com ele, o Panathinaikos quase conseguiu buscar o título grego, mas o meia acabou ficando fora de alguns jogos por lesão e o time perdeu o ritmo sem ele.

Hulk de braços abertos para recebê-lo

Bernard já chega ao Atlético com status de ídolo de um importante jogador para o atual elenco. Ele vai reencontrar algumas pessoas no clube, entre elas Hulk, com quem ele jogou na Seleção Brasileira. O camisa 7 e hoje principal jogador do Galo, espera ansiosamente pelo meia.

— Bernard é um cara muito querido por toda a Massa. Vai chegar e vai estar em casa. Será muito bem recebido, não só pelos jogadores, mas por toda a Massa, por todos os profissionais que representam a família do Atlético. Tenho certeza que vai nos ajudar bastante — afirmou Hulk.

No Atlético, Bernard venceu levantou o troféu que Hulk mais sonha, o da Libertadores, por isso ele torce para que o meia chegue com o brilho de quem já conquistou a América pelo Galo.

Quem sabe, ele vem com o brilho de 2013, para que, se Deus quiser, a gente comemore no fim do ano a tão sonhada Libertadores — Hulk

E Milito também

Quando se acertou com o Atlético, Bernard se reencontraria com Felipão, o treinador que lhe deu a chance de jogar uma Copa do Mundo pelo Brasil. Mas, agora, quem comando o Galo é o argentino Gabriel Milito, com quem ele não tem uma relação ainda. Mesmo assim, o treinador sabe do potencial do meia, e coloca boas expectativas nele.

— Com Bernard eu não falei, mas, logicamente, sei de sua qualidade, foi campeão. É um grande jogador e tem uma história no clube. O que espero dele é que nos venha ajudar, que nos ajude a ganhar. Aproveitaremos sua qualidade e experiência e, sobretudo, que ele venha com esse desejo de seguir ganhando — disse o treinador argentino.

Bernard pelo Atlético

  • 100 jogos
  • 22 gols
  • 16 assistências
  • Campeão da Libertadores
  • Bicampeão Mineiro
Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo