Brasil

Palmeiras vê reforços em níveis diferentes na temporada, mas peça importante segue sem previsão de chegada

Aníbal Moreno é o recém-chegado que mais se destacou, mas Palmeiras ainda não tem plano de sucessão no ataque

O Palmeiras já trouxe quatro jogadores para reforçar o elenco na atual temporada, e um quinto se juntará ao grupo com o término do Campeonato Paulista.

E, pelo que foi visto até o momento, já é possível afirmar que não houve nenhum erro da diretoria na hora de selecionar os jogadores. Assim como também é possível dizer que as evoluções e adaptações deles ao clube estão em estágios diferentes.

Caio Paulista (lateral/ atacante), Aníbal (volante), Bruno Rodrigues (atacante), Lázaro (atacante) e Rômulo (meia, que ainda está no Novorizontino) já são do Palmeiras.

Contudo, para uma posição em que o Palmeiras sabe que vai ficar desfalcado desde 2022, ainda não existe previsão de chegada. Com a saída de Endrick, o Alviverde vai ficar com um centroavante a menos.

Que bom para o clube que Flaco López subiu muito de produção. Mas suas características são bem diferentes das de Endrick.

Da qualidade como um todo, nem há porque se falar. Endrick está muito acima da média em termos mundiais, e não é à toa que está sendo tratado como atleta de primeira linha no Real Madrid.

— Se querem alguém para substituir Endrick, é só pagar R$ 400 milhões — resumiu bem a questão, Abel Ferreira.

Contudo, a questão não é trazer alguém com a mesma capacidade, mas sim com as mesmas características.

Moreno foi grande acerto

Na ponta de cima entre os recém-contratados está Aníbal Moreno. O argentino é uma realidade. Não à toa, é o único jogador do elenco a participar dos 11 jogos do Palmeiras na temporada. E vai certamente chegar a 12 contra o São Paulo, domingo (3), no Morumbis.

Aníbal é destaque no Palmeiras em número de desarmes, interceptações e passes certos. Embora o Palmeiras rode muito o elenco, o argentino pode ser considerado titular. Por incrível que pareça, hoje, a disputa no setor fica entre Zé Rafael e Richard Ríos.

Caio Paulista aos poucos começa a se acertar. Jogador de características bem diferente das dos demais atletas, por ser um ponta de força e chegada à linha de fundo, Caio tem se mostrado um jogador muito útil para determinados momentos do jogo.

Lázaro tem pouco mais de 25 minutos pelo Verdão no ano, mas até o momento, tem se mostrado promissor. Ainda se adaptando ao estilo de jogo de Abel, o ponta foi bem no segundo tempo contra a Portuguesa.

A se lamentar, fica a questão de Bruno Rodrigues, que se lesionou com gravidade em seu segundo jogo pelo Palmeiras. Embora não tenha passado por cirurgia, o jogador, que está fora de combate desde janeiro, ainda tem mais uns dois meses até se recuperar inteiramente.

Bônus: Rômulo vai bem em Novo Horizonte

Já anunciado pelo Palmeiras, o meia Rômulo também vai tendo um bom Paulista pelo Novorizontino. Líder em dribles, assistências e finalizações da equipe, o jogador brilhou contra Santos (um gol e uma assistência) e Corinthians (uma assistência).

A chegada dele à Academia de Futebol, no entanto, segue incerta. Hoje, o Novorizontino tem a quarta melhor campanha geral do Campeonato Paulista e está na zona de classificação para a próxima fase.

Se for à segunda fase, possivelmente vai enfrentar o São Paulo, atual líder do Grupo D e adversário do Palmeiras no domingo (3).

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo