Brasil

São Paulo deve ir misto contra o Mirassol e pode ter garoto de 16 anos batendo recorde

Aos 16 anos, lateral Igor Felisberto foi relacionado e pode ser o jogador mais novo a entrar em campo pelo São Paulo

O São Paulo desembarcou em São José do Rio Preto, na última segunda-feira (22), sem a presença de Lucas Moura para enfrentar o Mirassol nesta terça-feira (23), às 19h30 (horário de Brasília), no Estádio José Maria de Campos Maia, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O atacante foi preservado pelo técnico Thiago Carpini após sair com cãibras da vitória por 3 a 1 na estreia, diante do Santo André, no último sábado (20).

Mas o voo que estreou a parceria do clube com a empresa Sideral para fretar aviões em todas as viagens desta temporada contou com uma novidade. O lateral-direito Igor Felisberto, de 16 anos, foi relacionado pelo treinador para a partida e pode até fazer sua estreia como profissional após chamar a atenção da comissão técnica durante a Copinha.

Igor pode bater recorde contra o Mirassol

O garoto, aliás, pode gravar seu nome na história do São Paulo com o simples ato de entrar em campo nesta terça-feira. Caso ele seja utilizado por Carpini, ele será o jogador mais novo revelado em Cotia a vestir a camisa do São Paulo em uma partida oficial. Igor tem 16 anos de idade e completará 17 anos em 7 de março – daqui a 43 dias. O recordista atual é Oscar, que fez sua estreia 17 dias antes de fazer 17 anos.

O jovem já havia sido o caçula da equipe na disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ele agradou a comissão técnica de Thiago Carpini e foi chamado também por necessidade. Hoje, Igor Vinicius é o único lateral-direito à disposição no elenco. Mas ele voltou a jogar depois de um ano parado na partida contra o Santo André. Por isso, o treinador pode optar por preservá-lo durante a partida, para evitar sobrecarga.

Nesta terça-feira, o São Paulo não pode contar com Rafinha e Moreira, outras opções da posição, por conta de questões físicas. Além disso, o clube negociou os outros dois laterais que faziam parte do elenco no ano passado: Nathan Mendes foi negociado com o Red Bull Bragantino, e Raí Ramos, emprestado ao Ceará.

Sem Lucas, time deve ter reforço como titular

Sem Lucas, preservado, Ferreira deve ser o titular do São Paulo como extrema pela esquerda. Esta é a posição habitual do atacante e foi lá que ele entrou para fazer sua estreia pelo clube, contra o Santo André. E Thiago Carpini pode fazer ainda mais mudanças na equipe para enfrentar o Mirassol.

Na entrevista coletiva após a vitória na estreia, o treinador afirmou que irá priorizar ter uma equipe competitiva, mas sempre com a parte física como critério na hora de definir a escalação. Assim, é provável que jogadores mais desgastados sejam preservados da partida desta terça-feira.

Contra o Mirassol, o Tricolor ainda não contará com James Rodríguez, Rafinha, Moreira, Michel Araújo e Arboleda. Os cinco jogadores cumprem uma rotina diferente desde o início da pré-temporada, com cargas específicas de treinamentos.

– A gente prioriza os dois. A gente vai priorizar conjunto e parte física. Hoje (sábado), estendemos as mexidas porque era programado esse volume. Eles precisavam andar um pouco mais para atingir o nível (físico) necessário. O James não está atrás. Era uma questão de carga já definida desde a minha chegada. Está tudo dentro do previsto. O James não sai atrás. estão todos na mesma toada. Todos são muito importantes para o São Paulo. Vai ser sempre uma dor de cabeça boa. Nem vejo como dor de cabeça, vejo que a gente consegue manter o nível de acordo com as possibilidades de cada jogo – afirma Carpini.

> Os próximos jogos do São Paulo no Campeonato Paulista

  • 2ª rodada – Mirassol x São Paulo – terça-feira (23), às 19h30 (horário de Brasília) – Municipal de Mirassol
  • 3ª rodada – São Paulo x Portuguesa – sábado (27), às 18h (horário de Brasília) – MorumBIS
  • 4ª rodada – Corinthians x São Paulo – terça-feira (30), às 19h30 (horário de Brasília) – Neo Química Arena
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo