Brasil

Jovem sensação volta a brilhar, América-MG bate Cruzeiro e segue imparável no Mineiro

Com a vitória por 2 a 0, o América-MG se isolou como a melhor campanha do Campeonato Mineiro, deixando o Cruzeiro para trás

O América-MG está imparável no Campeonato Mineiro! A equipe comandada pelo jovem treinador Cauan de Almeida venceu mais uma e se isolou como a melhor campanha do estadual. A vítima da vez foi o Cruzeiro, que mesmo jogando para mais de 35 mil torcedores no Mineirão, não conseguiu superar o Coelho. A partida, disputada na noite desta quinta-feira (15), terminou em 2 a 0 para o alviverde, com um lindo gol de Renato Marques, de apenas 20 anos — que já soma quatro gols e uma assistência em cinco jogos na temporada —, e Rodrigo Varanda, que saiu do banco para dar números finais ao confronto.

Com a vitória, o América-MG foi aos 13 pontos, se consolidando como a melhor equipe da competição até aqui e reinando soberano no grupo C do estadual. O Cruzeiro, por sua vez, se mantém na liderança do grupo A, com dez pontos em cinco jogos. A Raposa conheceu sua primeira derrota na temporada.

Escalações de Cruzeiro e América-MG

O treinador Nicolás Larcamón vem mantendo um time base neste início de temporada no Cruzeiro e o time celeste entrou em campo com apenas uma alteração em relação àquele que venceu o Patrocinense, por 3 a 0. Sem poder contar com o zagueiro Zé Ivaldo, suspenso pelo terceiro amarelo, João Marcelo foi escolhido pelo comandante argentino para fazer dupla com Neris.

O Cruzeiro foi escalado para o clássico contra o Coelho da seguinte forma: Rafael Cabral; William, João Marcelo, Neris e Marlon; Lucas Romero e Lucas Silva; Matheus Pereira, Robert e Arthur; Juan Dinenno.

Já o treinador Cauan de Almeida pôde contar com o retorno do zagueiro Éder e, assim, escalou o América-MG com força máxima, mandando o seguinte time a campo: Dalberson; Mateus Henrique, Ricardo Silva, Éder e Marlon Lopes; Juninho e Alê; Fabinho, Moisés e Vitor Jacaré; Renato Marques.

Primeiro tempo de muita chuva e poucas chances

Quando a bola rolou, o América-MG foi quem assustou primeiro. Já nos dois primeiros minutos de jogo o Coelho já havia finalizado três vezes, enquanto o Cruzeiro tinha dificuldade para sair jogando. Mas quando saiu, o time celeste mandou bem. Após bela tabela entre Matheus Pereira e Dinenno, o atacante argentino foi derrubado bem próximo da área. O lateral-direito William se apresentou para a cobrança e seu chute desviou na barreira, enganando o goleiro Dalberson, que foi rápido para se recuperar e defender.

A chuva forte que caía no Mineirão acabou atrapalhando ambas as equipes, que buscavam sair tocando a bola. A segunda grande chance celeste aconteceu aos 14, quando, após erro de passe na saída de bola americana, Arthur ficou com a posse, passou pela marcação, tocando para Dinenno. Posicionado na área, o camisa 9 bateu mascado e a zaga do Coelho conseguiu afastar.

Sem conseguir pressionar como nos primeiros minutos de jogo, o América-MG se retraiu e passou a buscar os contra-ataques. E foi neste tipo de lance que, aos 22, o Coelho arranjou falta perigosa, que rendeu um amarelo para o zagueiro Neris. Vitor Jacaré foi para a cobrança e bateu muito mal.

Aos 29, um momento de preocupação. O jovem ponta Robert, de 18 anos, sentiu uma lesão após disputa de bola e saiu de campo chorando bastante. João Pedro, de 21 anos, xodó da torcida azul.

Três minutos depois, nova oportunidade para a Raposa. Matheus Pereira lançou William, que cruzou para a área. A bola passou por todo mundo e ficou com Arthur, que acabou chutando para fora. No lance seguinte o América respondeu com um chute de fora da área que subiu demais.

O Cruzeiro voltaria a assustar aos 38, quando, após roubada de bola de Arthur, a bola ficou com Matheus Pereira, que arriscou uma bomba de esquerda, assustando o goleiro Dalberson. Antes do fim da primeira etapa, aos 48, William ainda arriscou de longe, para longe do gol. No minuto seguinte, Matheus e João Pedro tramaram boa jogada, obrigando o arqueiro alviverde a intervir antes que alguém completasse o cruzamento do jovem ponta. No escanteio originado pelo lance, Arthur voltou a finalizar, para fora.

Matheus Pereira se destacou no primeiro tempo, mas acabou atuando muito recuado, longe do gol
Matheus Pereira se destacou no primeiro tempo, mas acabou atuando muito recuado, longe do gol – Foto: Staff Images/Cruzeiro

América-MG abre o placar

O Cruzeiro voltou para a segunda etapa em cima, assim como foi no primeiro tempo. Mas a primeira boa finalização foi do Coelho, aos 4. Após jogada pela esquerda, Renato Marques completou cruzamento, mas mandou por cima.

Após um início mais intenso, o jogo ficou morno até os 15 minutos, quando o América-MG balançou a rede. Matheus Pereira tentou sair driblando no campo de defesa, foi desarmado, criando bom contra ataque para o Coelho. Renato Marques, jovem sensação do Campeonato Mineiro, recebeu na ponta-direita e, pelo que pareceu, tentou cruzar, mas a bola tomou a direção do gol e entrou no ângulo de Rafael Cabral, que nada pôde fazer. Um a zero para o América e muita festa dos torcedores alviverdes no Mineirão.

Vencendo, o treinador Cauan de Almeida mexeu no time logo após o gol, colocando Felipe Augusto no lugar do amarelado Vitor Jacaré. Quatro minutos depois o Cruzeiro respondeu. Marlon avançou pela esquerda e cruzou buscando Dinenno, que por muito pouco não alcançou a bola.

Sem conseguir reagir, Nico Larcamón decidiu mexer no time, tirando William e Arthur, para as entradas de Wesley Gasolina e do garoto Fernando. Logo após as mudanças, aos 25, Matheus Pereira obrigou Dalberson a fazer grande defesa num chute cruzado. Na sequência, João Pedro viria a perder duas boas oportunidades, finalizando para fora.

Cauan de Almeida voltou a mexer aos 26, tirando Fabinho, muito aplaudido, para colocar Felipe Amaral. Aos 37, mudanças por atacado no Coelho. Saíram Moisés, Marlon Lopes e Renato Marques para as entradas de Rodriguinho, Nicolas e Rodrigo Varanda.

Já Larcamón mexeu ao mesmo tempo, tirando João Pedro, que havia entrado no decorrer do jogo, para colocar Rafael Elias Papagaio, que foi amarelado logo depois de entrar, e sacando o zagueiro Neris para colocar o jovem volante Ian Luccas. Lucas Romero foi fazer a zaga.

América-MG amplia no final e fecha o caixão do Cruzeiro

Eram decorridos 42 minutos quando o América-MG deu números finais ao placar. Após cruzamento para a área, a zaga do Cruzeiro não conseguiu cortar e o centroavante Rodrigo Varanda chegou inteiro no lance e fuzilou, de muito perto do gol, sem chances para Rafael Cabral. Dois a zero para o Coelho e partida definida no Mineirão.

Lucas Romero expulso

Antes do fim da partida, já nos acréscimos, o volante argentino Lucas Romero recebeu cartão vermelho por dar uma cotovelada em um adversário.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo