Brasil

Álvaro Pacheco já vê evolução no Vasco, mas time ainda precisa de muito mais

Apesar dos elogios do técnico Álvaro Pacheco, o Vasco fez mais um jogo ruim na derrota para o Palmeiras

O técnico Álvaro Pacheco tem menos de um mês no comando do Vasco. Contratado no fim de maio, o português teve pela frente, nas duas primeiras partidas, logo Flamengo e Palmeiras, dois dos mais vitoriosos clubes nas últimas temporadas. Mas os resultados e, principalmente, o desempenho, ficaram muito abaixo do esperado, mesmo para um começo de trabalho. Depois da goleada no clássico, o Vasco perdeu por 2 a 0 para o Palmeiras, na última quinta-feira, no Allianz Parque.

Para Álvaro Pacheco, o Vasco mostrou uma evolução para a partida contra o Palmeiras. É claro que sair de um 6 a 1 para o maior rival para uma derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, já significa alguma evolução. No entanto, ainda assim, foram oito gols sofridos nas duas partidas e mais de 50 finalizações cedidas para os adversários.

— É evidente que encontramos dois adversários que estão com uma dinâmica muito forte, que vão lutar para ser campeões. O Vasco teve dois jogos difíceis, mas teve um crescimento a nível de coragem. Disputamos com o Palmeiras em um nível forte. Mesmo perdendo, nunca deixamos nos desligar do jogo. Igualamos a posse de bola. O crescimento tem que ser de forma sustentada. Estamos tristes pelo resultado. Mas daquilo que foi o jogo contra o Flamengo, a equipe foi mais consistente – disse Álvaro Pacheco em entrevista coletiva.

— Conseguimos estar mais ligados no jogo. Senti a tristeza no vestiário, mas disse aos jogadores que vi uma equipe completamente diferente. Amanhã estaremos no CT para analisar o que temos que melhorar, mas o próximo jogo é na nossa casa, naquele ambiente que vi que é fantástico. Que cria um ambiente bom para a equipe – completou o português.

Vasco vai ter pouco tempo para se recuperar

Antes da estreia contra o Flamengo, Álvaro Pacheco teve dez dias no comando da equipe. Depois, foram mais dez dias com treinos no Rio antes de encarar o Palmeiras, no Allianz Parque. Agora, a situação será diferente.

O técnico português vai ter apenas dois dias de treinos antes de voltar a campo no domingo (16), às 18h30 (horário de Brasília), contra o Cruzeiro, em São Januário, pela nona rodada do Brasileiro.

— Trabalhar. Isso que precisa para melhorar. A interpretação do jogo da nossa linha defensiva e do meio de campo vem com o trabalho. É um problema que estamos tendo. Do último jogo para cá, a equipe já melhorou. Temos que seguir evoluindo, jogo a jogo, para outros patamares que pretendemos ir – afirmou Álvaro Pacheco.

— Faz parte do processo. Estivemos melhores hoje. Se vocês repararem, no primeiro gol, tivemos superioridade numérica dentro da área, mas não protegemos aquele espaço. Tivemos a capacidade de descer e proteger. Agora o próximo passo é mostrar onde eles devem proteger – completou o português.

Álvaro Pacheco protege o elenco do Vasco

Na entrevista coletiva depois da derrota para o Palmeiras, Álvaro Pacheco foi lembrado dos elogios que fez ao elenco do Vasco na sua apresentação pelo clube. Questionado sobre alguma mudança de posicionamento em relação ao grupo, o português preferiu preservar o elenco.

— É evidente que com este tempo que eu tenho de treinamento, tenho um conhecimento mais profundo daquilo que é o elenco. Mas enquanto treinador, os meus jogadores são os meus jogadores. Eu não posso vir para uma coletiva e criticar aqueles jogadores que estão a trabalhar comigo e estão a dar o máximo que neste momento eles conseguem – disse Álvaro Pacheco.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel RodriguesSetorista

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo