Sul-Americana

Quatro brasileiros seguem em frente na Sul-Americana, em mata-mata repleto de clubes tradicionais

Grêmio, Athletico Paranaense, Red Bull Bragantino e Santos seguem em frente rumo às oitavas de final

Assim como a Libertadores, a Copa Sul-Americana encerrou sua fase de grupos nesta quinta-feira. E a definição dos classificados aos mata-matas traz mais diversidade entre os países que a Libertadores, ainda que brasileiros e argentinos representem quase metade dos sobreviventes. A repescagem dos terceiros colocados da Libertadores contribui com essa diversidade, já que os times de Brasil e Argentina dominaram as duas primeiras colocações no principal torneio. Em compensação, dos oito times que passaram na fase de grupos da própria Sul-Americana, são três brasileiros e três argentinos. Vale lembrar que os confrontos das oitavas em diante serão sorteados.

O Grêmio fechou como time de melhor campanha, com 16 pontos. Mesmo empatando por 0 a 0 nesta quinta contra o La Equidad, em jogo realizado no Equador, o Tricolor ponteou a lista dos classificados. O Athletico Paranaense, por sua vez, se confirmou nesta quinta. O Furacão goleou o Aucas por 4 a 0 e afastou os riscos de ser alcançado pelo Melgar. Passa com a segunda melhor campanha. Já o Red Bull Bragantino tinha avançado na terça, ao derrotar o Deportes Tolima e contar com a derrota do Emelec contra o Talleres.

Dos outros quatro brasileiros, o Corinthians já estava eliminado no grupo liderado pelo Peñarol. O Bahia tinha mínimas esperanças de ultrapassar o Independiente na última rodada e sequer venceu, batido em casa pelo Montevideo City Torque. O Atlético Goianiense também precisava vencer e torcer por uma derrota do Libertad, o que não aconteceu. Já o Ceará foi quem mais lamentou, nesta quinta. O Vozão liderava sua chave e passaria com uma vitória simples ou, desde que o Arsenal de Sarandí não vencesse, um empate. No fim das contas, os alvinegros perderam na visita ao Jorge Wilstermann e viram os argentinos ficarem com a ponta.

Além de Grêmio, Athletico Paranaense e Red Bull Bragantino, os outros cinco classificados na fase de grupos da Sul-Americana são: Independiente, Peñarol, Libertad, Rosario Central e Arsenal de Sarandí. Enquanto isso, o Santos caiu na Libertadores e acabou repescado como terceiro de seu grupo. Também avançaram assim: Deportivo Táchira, LDU Quito, Nacional de Montevidéu, Junior de Barranquilla, Independiente del Valle, América de Cali e Sporting Cristal.

É interessante notar uma boa dose de tradição nos mata-matas da Sul-Americana. Dos 16 classificados, são seis antigos campeões da Libertadores e outros quatro vices. Também há cinco times que ganharam a Sul-Americana no passado. O formato da fase de grupos na Sula não é bom, com apenas um classificado, ainda que várias chaves tenham guardado a definição para o último compromisso. Pelo peso da camisa, ao menos, os mata-matas se prometem bem mais interessantes.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!