Sul-Americana

O Lanús copou o Independiente em Avellaneda e chega embalado às semifinais da Sul-Americana

O Lanús chega com autoridade nas semifinais da Copa Sul-Americana. O Granate teve o mérito de tirar São Paulo e Bolívar nas fases anteriores, despachando desta vez o Independiente. O confronto permanecia aberto após o empate por 0 a 0 em La Fortaleza e o Rojo tinha o direito de definir a classificação dentro de casa. Porém, o Lanús copou no Estádio Libertadores de América. Com um primeiro tempo avassalador, os visitantes abriram três gols de vantagem e apenas no final os anfitriões descontaram. A vitória por 3 a 1 coloca o Lanús no caminho do Vélez Sarsfield, com três argentinos entre os quatro sobreviventes no torneio.

Em apenas 17 minutos, o Lanús conseguiu abrir dois gols de vantagem em Avellaneda. O primeiro tento, aos 15 minutos, foi uma pintura. A bola apareceu na risca da meia-lua para Tomás Belmonte e o meio-campista emendou uma sapatada. A bola seca seguiu direto às redes. Dois minutos depois, apareceria a lenda grená, Pepe Sand. Num cruzamento que a defesa do Independiente não conseguiu afastar, o artilheiro não perdoou a sobra limpa no meio da área.

Pouco antes do intervalo, o Lanús puniu outro erro do Independiente para ratificar a vitória. Alan Franco foi péssimo na proteção e Nicolás Orsini mandou a bola por cobertura, com o goleiro Sebastián Sosa no meio do caminho. Depois disso, o Independiente não conseguiu uma reação concreta. Somente aos 43 do segundo tempo o Rojo conseguiu descontar. Andrés Roa mandou um chute colocado rente à trave, mas faltaria tempo para que o abafa rendesse os outros três gols necessários aos anfitriões.

O Lanús encara o Vélez Sarsfield na próxima fase, em duelo argentino dos mais interessantes. Enquanto o Granate tem sua história nas competições secundárias da Conmebol, o Fortín buscará o título que não vem desde os prolíficos anos 1990 – com a Libertadores em 1994 e a Supercopa em 1996. Na outra chave, o Defensa y Justicia é o terceiro representante argentino e enfrentará o surpreendente Coquimbo Unido. Os chilenos despacharam o Junior de Barranquilla e vivem o conto de fadas desta edição da Sul-Americana. As semifinais acontecerão em janeiro.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo