Sul-Americana

O Grêmio trucidou e o Corinthians correspondeu, mas o Atlético-GO também merece destaque pela grande vitória no Paraguai

As manchetes da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira giram ao redor de Grêmio e Corinthians. O Tricolor pegou o lanterna do Campeonato Venezuelano, é verdade, mas aproveitou a ocasião para aplicar a segunda maior goleada da história da competição continental: 8 a 0 sobre o Aragua na Arena. Já o Corinthians, precisando corresponder depois de dois tropeços, voltou do Peru com o necessário triunfo: 3 a 0 sobre o Sport Huancayo, em grande atuação de Luan. E se o Atlético Goianiense recebe menos olhares, merece créditos também pelo que fez. O Dragão visitou o Defensores del Chaco e pegou o Libertad, melhor time paraguaio do momento. Pois os goianos venceram por 2 a 1 e ocupam a liderança de sua chave.

O Atlético Goianiense já tinha começado bem a fase de grupos, numa chave de adversários tradicionais. O Dragão empatou em casa com o Newell’s Old Boys, antes de derrotar o Palestino por 1 a 0 na visita ao Chile, em seu primeiro triunfo internacional na história. De qualquer maneira, o resultado em Assunção tem mais peso. O Libertad lidera o Campeonato Paraguaio e vinha com cinco jogos de invencibilidade, batendo os outros dois oponentes da chave anteriormente.

O Libertad chegou a acertar a trave do Atlético quando o placar estava zerado, mas os goianos já eram melhores e abriram o placar na sequência, aos 40 minutos. Numa linda troca de passes, Zé Roberto recebeu a devolução de João Paulo e arriscou de fora da área, mandando na gaveta de Martín Silva. O Dragão ampliou aos 41 do segundo tempo, num outro lance plástico, com Arnaldo dando uma finta de letra antes da definição. Somente nos acréscimos os paraguaios descontaram, quando Antonio Barreiro emendou o cruzamento de peixinho e superou Fernando Miguel. O Atlético chega aos sete pontos, contra seis do Libertad. O Newell’s somou sua primeira vitória, ao fazer 1 a 0 no Palestino, e chegou aos quatro pontos.

O Atlético Goianiense, além do mais, foi vacinado em sua chegada ao Defensores del Chaco – com os imunizantes da Sinovac, viabilizados à Conmebol através do governo uruguaio. O presidente da entidade, Alejandro Domínguez, divulgou imagens tratando tal ação como algo positivo. Vale dizer que as 50 mil doses entregues pela confederação continental à CBF ainda não foram liberadas pelo Ministério de Saúde, já que devem ser entregues ao SUS conforme a legislação nacional. A vacinação dos jogadores gerou pertinentes críticas, com atletas passando à frente de pessoas pertencentes a grupos de risco.

Nos outros jogos da quinta, o resultado do Grêmio entrou para a história. O Tricolor trucidou o Aragua na Arena, por 8 a 0. Parecia um jogo de profissionais contra amadores, com seis gols anotados antes dos 30 minutos. Depois disso, os gremistas tiraram o pé e guardaram os outros dois para a etapa final. Luiz Fernando foi o principal destaque na equipe de Tiago Nunes, com dois gols marcados, mas influência direta em outros três. O Grêmio chega aos nove pontos na chave, isolado na liderança.

Já o Corinthians vinha pressionado, depois do empate com o River Plate no Paraguai e a derrota em casa contra o Peñarol. Depois do clássico contra o São Paulo, os alvinegros deram mais um sinal de melhora e se aproveitaram da fragilidade do Sport Huancayo para fazerem 3 a 0 em Lima. Luan balançou as redes duas vezes, incluindo outro golaço, num chute cheio de estilo da entrada da área. O Corinthians chega aos quatro pontos, mas segue em situação difícil depois que o Peñarol bateu o River e alcançou os nove.

Vale lembrar que apenas o líder se classifica neste novo formato da Sul-Americana. Além de Grêmio e Atlético-GO, o Ceará é o outro brasileiro na ponta de sua chave, após arrancar o 0 a 0 contra o Bolívar em La Paz na quarta-feira. Bahia e Athletico Paranaense ocupam a segunda colocação em seus grupos, respectivamente atrás de Independiente e Melgar – os tricolores empataram com os argentinos e os rubro-negros perderam dos peruanos nesta semana. Já o Red Bull Bragantino perdeu para o Talleres em casa por 1 a 0 e ocupa o terceiro lugar, ainda aguardando Deportes Tolima e Emelec completarem a rodada num duelo adiado para esta sexta.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo