Sul-Americana

Sul-Americana: Fortaleza lava a alma no Castelão e Bragantino sofre na Argentina

Após vice-campeonato no estadual, Fortaleza faz as pazes com a torcida e goleia o Nacional Potosí; Bragantino sucumbe diante do Racing em Avellaneda

Após um doloroso vice-campeonato estadual diante do arquirrival Ceará no último sábado (6), o Fortaleza fez as pazes com sua torcida na noite desta quarta-feira (10). Na Arena Castelão, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo D da Copa Sul-Americana, a equipe comandada por Juan Pablo Vojvoda não tomou conhecimento do Nacional Potosí e aplicou uma sonora goleada por 5 a 0. Hércules, Lucero (2x), Yago Pikachu e Machuca marcaram os gols do triunfo do Leão do Pici.

O Fortaleza entrou em campo pressionado. Afinal, faz um começo de temporada para lá de decepcionante, com direito a derrotas inesperadas na Copa do Nordeste e um revés indigesto na final do Campeonato Cearense. Em contrapartida, o desempenho do Tricolor na Copa Sul-Americana tem se mostrado um ponto fora da curva neste início de 2024. Depois de vencer o Sportivo Trinidense fora de casa, o Tricolor cearense recebeu o Nacional Potosí no Castelão e não deu sopa para o azar. Venceu, convenceu e assumiu a liderança do Grupo D.

Superior do início ao fim, o Fortaleza se impôs diante dos bolivianos e liquidou a fatura ainda no 1º tempo. Logo aos 12 minutos, a defesa visitante afastou parcialmente cobrança de escanteio de Tomás Pochettino e a bola se ofereceu a Hércules na entrada da área. De primeira, o jovem e promissor volante emendou um petardo, sem chances para o goleiro Mustafá, e inaugurou o marcador. Pouco tempo depois, foi a vez de Lucero balançar as redes. Em contra-ataque veloz, o centroavante argentino foi acionado e saiu cara a cara com o goleiro. Na primeira tentativa, parou no camisa 1, mas no rebote, não perdoou.

Só um time jogava, e a goleada foi se desenhando rapidamente. Com 28′ no relógio, Lucero se posicionou estrategicamente entre dois defensores do Nacional, recebeu cruzamento preciso de Hércules e testou consciente, para baixo, vencendo Mustafá. 3 a 0 acachapante e domínio absoluto do Fortaleza. Para alívio dos bolivianos, o árbitro apitou o final dos primeiros 45′. Mal sabiam eles que o pior estava por vir na etapa complementar.

Insaciável, o Fortaleza voltou do intervalo decidido a lavar a alma. E conseguiu. Pochettino arrancou pelo corredor direito, arrastou a marcação e cruzou rasteiro na direção de Yago Pikachu, que ampliou. O quinto e último gol dos donos da casa saiu aos 10′ e também contou com participação do camisa 22. Em novo erro do Nacional na faixa central, Pikachu invadiu o campo de ataque e enxergou bem a escapada de Machuca no lado esquerdo. O atacante colocou na frente já tirando o defensor da jogada e fuzilou no ângulo, dando números finais à partida. 5 a 0 fora o baile.

Classificação do Grupo D

1º Fortaleza – 6 pontos
2º Boca Juniors – 4 pontos
3º Nacional – 1 ponto
4º Sportivo Trinidense – 0 pontos

Bragantino joga (muito) mal e perde para o Racing em Avellaneda

Diferente do Fortaleza, o Red Bull Bragantino não teve vida fácil nesta quarta-feira (10). Em Avellaneda, o Massa Bruta sucumbiu diante do Racing, que venceu por 3 a 0 e assumiu a dianteira isolada do Grupo H. Maximiliano Salas, aos dois minutos de jogo, abriu o placar no Estádio Presidente Perón. No lance, Adrián Martínez, do meio-campo, lançou o camisa 7 e a defesa brasileira cochilou. Livre de marcação, o atacante invadiu a área e tocou na saída de Cleiton.

Atordoado em campo, o Bragantino não esboçava reação e permitia a ofensiva dos donos da casa. Não demorou muito, e o segundo gol saiu. Em novo erro do Massa Bruta, dessa vez na saída de jogo, Salas foi lançado na esquerda, levantou a cabeça e cruzou rasteiro para área. Adrián Martínez fechou e ampliou o prejuízo dos visitantes, que sequer assustaram o goleiro adversário nos 45′ iniciais. 1º tempo fraquíssimo da equipe de Pedro Caixinha.

Veio a etapa complementar e a dominância do Racing se manteve. O Bragantino até teve mais posse de bola, mas a verticalidade do time argentino falou mais alto. Tirando um arremate cruzado de Thiago Borbas, o Massa Bruta não assustou o goleiro Arias. Já nos acréscimos, Roger Martínez fez o terceiro dos mandantes e sacramentou a vitória. Arias cobrou tiro de meta e fez a bola atravessar todo o campo. O atacante trombou com a defesa brasileira (que novamente bateu cabeça) dentro da área e, com toque sutil, tirou de Cleiton. Um 3 a 0 incontestável em Avellaneda.

Classificação do Grupo H

1º Racing – 6 pontos
2º Red Bull Bragantino – 3 pontos
3º Coquimbo Unido – 0 pontos
4º Sportivo Luqueño – 0 pontos

Confira outros resultados desta quarta-feira na Sul-Americana

  • Defensa y Justicia 1 x 1 Always Ready – Grupo A
  • Internacional 0 x 0 Real Tomayapo – Grupo C
  • Unión La Calera 0 x 1 Universidad Católica-EQU – Grupo B
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo