Sul-Americana

Moisés celebra vitória chave na Sul-Americana e faz promessa sobre base do Cruzeiro

Auxiliar técnico de Fernando Seabra, Moisés Moura falou ao lado do capitão Lucas Silva em coletiva após vitória do Cruzeiro sobre o Alianza FC

O Cruzeiro conquistou uma importantíssima vitória na noite dessa terça-feira (7), ao bater o Alianza FC, por 3 a 0, em partida válida pela quarta rodada do grupo B da Copa Sul-Americana. O resultado, conquistado no Estádio Armando Maestre Pavajeau, em Valledupar, na Colômbia, mantém o time celeste vivo na competição, com chances de se classificar como primeiro colocado de sua chave.

Após a partida, o auxiliar técnico Moisés Moura concedeu entrevista coletiva no lugar do treinador Fernando Seabra, que ainda não possui a licença necessária para comandar a Raposa nas competições da Conmebol. Ao seu lado, esteve o volante e capitão Lucas Silva.

Moisés Moura começou a coletiva celebrando o bom resultado conquistado, exaltando o raro tempo de trabalho de que a equipe pôde usufruir nos últimos dias, algo raro no intenso calendário do futebol brasileiro e sul-americano.

— Desde que eu cheguei aqui, passaram-se quatro jogos sem as condições de trabalho que a gente precisaria. Fizemos o jogo que a gente planejou, a gente trabalhou para isso e controlamos a partida desde o início. Soubemos sofrer em um certo momento, a equipe, bem postada em campo, soube superar aquele momento mais difícil. Acho que a vitória é merecida e agora é dar continuidade — avaliou Moura.

Quando questionado sobre as poucas oportunidades aos jogadores da categoria de base do Cruzeiro, que não entraram em campo no jogo de hoje, preteridos por atletas mais experientes, ainda que questionados, Moisés garantiu que os Crias da Toca terão oportunidades na sequência do ano.

— A gente sabe que o trabalho e evolução desses garotos é nos treinamentos, no dia a dia de trabalho, a gente vai corrigindo e eles estão se comportando bem. A oportunidade vai aparecer naturalmente. A gente veio para um jogo que era necessário ganhar, jogamos bem. É lógico que no decorrer do jogo a gente tem que fazer substituições de acordo com o que vem acontecendo e hoje o Zé Ivaldo (substituído por Neris no segundo tempo) sentiu um pouquinho. Alguns jogadores a gente tinha o pensamento de manter mais um pouquinho em campo. É lógico que esses jogadores vão ter a oportunidade deles, são jogadores de qualidade e temos uma sequência grande pela frente. Isso vai acontecer com naturalidade. Com a qualidade que eles têm, podem entrar em qualquer jogo — apontou o auxiliar técnico de Fernando Seabra.

Lucas Silva celebra chance do Cruzeiro decidir classificação em casa

O volante Lucas Silva, capitão do Cruzeiro e autor do tento que abriu o placar, foi outro que celebrou a vitória e seu gol, que acontece logo após a partida contra o Vitória, em que ele marcou gol contra bizarro.

— Foi muito importante (o gol), me redimindo do jogo passado, foi um azar, onde a bola veio de surpresa e eu não tive reação, acabou saindo o gol contra. Mas já passou, mesmo dentro da partida consegui me manter equilibrado, enfim, já passou. Estou muito feliz por esse jogo, fomos consistentes. Nossa maior preocupação era manter um jogo equilibrado, do início ao fim, e conseguimos. Foi um jogo importante para nós e para a torcida — celebrou o camisa 16.

Lucas Silva ainda comentou sobre seu posicionamento em campo e papel com Fernando Seabra. Ele contou que o treinador gosta que seus meio-campistas tenham liberdade para atacar e defender, chegando até a área adversária.

— O Seabra gosta que os médios-volantes atuem ofensiva e defensivamente, com muita liberdade para se movimentar, que ajudem no setor ofensivo, pisando na área do adversário. Tivemos um tempo maior de treinamento, para planejar melhor as jogadas, e o primeiro gol saiu assim, numa jogada planejada com o Matheus Pereira. Eu sabia que ele iria cruzar para a área, então pude pisar e fazer o gol, que dá muita confiança — afirmou Lucas.

Por fim, Lucas Silva ressaltou a oportunidade de decidir a classificação em casa. O Cruzeiro pega o Unión La Calera (CHI) no Independência e a Universidad Católica (EQU) no Mineirão, ainda com chances de classificação na primeira colocação do grupo.

— Foi uma vitória importantíssima, a gente ainda não tinha vencido na Copa Sul-Americana, e tínhamos colocado esse jogo com um jogo-chave. Essa vitória nos mantém vivos, principalmente porque temos dois jogos para decidir em casa, com o apoio da nossa torcida. Esperamos fazer bons jogos, com vitórias, e classificar em primeiro, que é o nosso objetivo.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo