América do SulArgentinaLibertadores

River Plate tem uma fórmula para encarar altitude: cafeína, aspirina e Viagra

O River Plate pretende adotar uma tática curiosa para encarar a altitude de 3.735 metros de Oruro, onde o time estreará na Copa Libertadores contra o San José, nesta quinta-feira. Segundo o médico do clube, os Millonarios usarão um coquetel com cafeína, aspirina e… Viagra. Isso mesmo. Afinal, é um remédio feito para melhorar a circulação.

LEIA TAMBÉM: Guia da Copa Libertadores 2015: fase de grupos

Já há 20 dias a comissão técnica do River Plate, comandada pelo técnico Marcelo Gallardo, planeja como fará para que o time sofra o menos possível com os efeitos da altitude. Começaram a fazer trabalhos físicos em uma câmara hiperbárica. Assim, o técnico pode ver quais os jogadores mais aptos, fisicamente, para encarar as condições adversas que a equipe terá pela frente no estádio Jesús Bermúdez.

O médico do River Plate, Pedro Hansing, contou que o coquetel tornou-se comum para esse tipo de situação. “Nos daremos cafeína, aspirina e Viagra (citrato de sildenafila). É um esquema que está sendo usado atualmente para ter poucos problemas de adaptação a altitude. Antes, se usavam iduréticos. Agora, este é o esquema clássico”, afirmou o médico à rádio La Red.

O arsenal do River Plate para o jogo ainda incluirá algo que vimos no jogo do Internacional contra o AStrongest, em La Paz: cilindros de oxigênio. “Os rapazes estão descansando. Nós estamos planejando esta partida há 15, 20 dias. Nós fortalecemos os parâmtros lógicos para o lugar que vamos jogar, com as variáveis da composição do ar. Nós temos ácido fólico. Aqui, começamos a hidratar e tentar complementar com oxigênio aqueles que tenham problemas com a altitude”, declarou ainda o médico do clube argentino.

É, aparentemente o River Plate vai com tudo para cima do San José. Com tudo isso, não dá para entrar sem vontade.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!