América do SulArgentinaLibertadores

Piloto da Stock argentina quis assumir autoria do drone do “Fantasma de la B” e se deu mal

A sacada foi boa, mas o momento era péssimo. Acontecesse em outras circunstâncias, ia ser bem mais legal. Obviamente, é preciso se questionar como um drone (ou pelo menos o seu controle) entrou nas arquibancadas de La Bombonera. Mas o equipamento estava lá, voando, com o eterno Fantasma de la B pendurado. Uma zoeira que até perdeu um pouco de sua graça, diante do caos instaurado no Boca Juniors x River Plate. Mesmo assim, houve quem se aproveitasse de tudo aquilo.

Gonzalo Perlo, piloto da Turismo Carretera (categoria de turismo argentina), postou uma foto no Instagram ao lado do dono do controle, se dizendo o “copiloto” do Fantasma. Diante das críticas, apagou a imagem e tentou se justificar: “Gente, o drone me pareceu parte do folclore do futebol. Paguei a entrada e casualmente ele voou ao meu lado”. Pode até ser que o equipamento fosse seu, e o fantasma em si faz parte mesmo do folclore. Mas pegou mal.

A página de Perlo na Wikipedia acabou zoada, descrevendo o “piloto de drones conhecido por manejar o drone e atirar gás de pimenta nos jogadores do River Plate para suspender a partida”. Já no Facebook, começaram a chover comentários chamando o portenho de “bostero” (o apelido pejorativo da torcida do River aos boquenses) e mesmo de torcedores xeneizes falando em “vergonha”. Tem hora pra tudo.

CFBSIL3WIAAeJWX

gonza

perlo

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo