Libertadores

Marcelo pode ser suspenso por mais jogos na Libertadores; Flu tenta reverter

Time perdeu o lateral para a partida de volta após expulsão em lance sem querer

O Fluminense empatou com o Argentinos Juniors, em Buenos Aires, pelas oitavas de final da Libertadores, mas perdeu sua grande estrela para o jogo da volta. Expulso em um lance forte, Marcelo está automaticamente suspenso. O Tricolor tentará reverter, mas o lateral-esquerdo pode pegar um gancho até maior.

A informação da tentativa de anular o cartão vermelho foi dada pelo GE e confirmada pela Trivela.

Em conversas com fontes jurídicas e esportivas, a reportagem apurou, entretanto, que o pleito do Flu é por uma audiência “de urgência” com a Conmebol. Os clubes têm um prazo de cinco dias para a defesa, mas caso aguardasse esse período, não haveria tempo hábil para liberá-lo antes do jogo da volta.

As questões jurídicas da entidade máxima do futebol sul-americano são um pouco diferentes em relação, por exemplo, ao futebol brasileiro.

A Conmebol possui uma Unidade Disciplinar — similar ao STJD brasileiro, mas menos midiático —, e a cada expulsão, decide pela pena em uma audiência virtual, sem a presença de advogados. Ainda assim, os atletas e clubes têm direito à defesa garantido.

Em casos similares ao de Marcelo, entretanto, em que o jogador recebe o cartão vermelho de maneira direta e com conferência do árbitro de vídeo, a punição pode ser maior.


O lateral-esquerdo pode ser enquadrado no artigo 14 C, de conduta violenta, que estipula suspensão por ao menos dois jogos, ou até no artigo 14 D, de agressão, que estipula suspensão por pelo menos cinco partidas. Em caso de vermelho direto, a suspensão de um jogo é apenas para o aritgo 14 B, inciso I, que fala em “jogada brusca grave”.

A Conmebol segue orientação da Fifa, e não divulga súmulas.

Corinthians conseguiu anulação na semana passada

As instituições podem realizar diversos requerimentos. Na semana passada, por exemplo, o Corinthians conseguiu anular um cartão vermelho para o meia Matheus Araújo, que foi expulso por participar de uma confusão em Lima, em jogo contra o Universitário-PER.

O clube paulista comprovou que o jogador não participou da confusão, e sim o goleiro Matheus Donelli. O caso, entretanto, é uma exceção. A Conmebol considera que houve um erro na súmula, já que muitos jogadores estavam envolvidos. Em resumo, a Unidade Disciplinar não considera que houve um erro disciplinar, mas de procedimento.

Flu aposta que ausência de intenção reduza punição

Em ofício que enviará à Conmebol para tentar defender Marcelo, o Fluminense tentará provar “ausência de dolo”, ou seja, falta de intenção do lateral-esquerdo no lance — o que de fato aconteceu.

O fato do jogador ter naturalmente reagido com choro e desespero com a lesão de Luciano Sánchez, do Argentinos Juniors, pode ajudar. Há esperança que as declarações de Sánchez retirando a culpa de Marcelo sejam favoráveis no caso.

O lateral do Flu foi ao vestiário pedir desculpas e trocar telefones com o zagueiro. Clube e jogador publicaram nas redes sociais desejos de pronta recuperação ao argentino.

A imagem forte e a revisão do VAR, por outro lado, jogam contra o Fluminense. Internamente, o caso é considerado muito difícil de ser revertido. A Conmebol não reverteu cartões vermelhos diretos em nenhuma das edições com árbitro de vídeo. A Libertadores começou a usar o VAR nas quartas de final de 2018.

Sem Marcelo, Diogo Barbosa será titular

De todo jeito, o Fluminense, a princípio, não poderá contar com Marcelo. A boa notícia, por outro lado, é que o Tricolor agora tem um reserva no setor.

Depois de muitos problemas na lateral-esquerda, o Flu conta com Diogo Barbosa, que será titular em caso de desfalque do camisa 12. Nos primeiros três jogos, o novo reforço, que chegou sob desconfiança, teve boas atuações.

Diogo Barbosa fez o cruzamento que culminou no gol de Samuel Xavier, depois de toque de Cano e ajeitada de Leo Fernández. O jogador quase deu uma assistência para o meia uruguaio minutos depois, mas o VAR anulou o que seria o gol da virada do Fluminense.

Fluminense na Libertadores 2023

  • Classificado às oitavas de final no 1º lugar do grupo D com 10 pontos
  • 55% de aproveitamento na fase de grupos
  • Enfrenta o Argentinos Juniors nas oitavas de final — jogo de ida terminou em 1 a 1
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo