Libertadores

Altitude e erros individuais contra o Bolívar custam ao Flamengo 1ª derrota em 2024

O Flamengo até conseguiu empatar rapidamente após a blitz do Bolívar, mas erros custaram derrota na temida altitude de La Paz

O Flamengo perdeu para o Bolívar por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (24), em jogo válido pela terceira rodada da fase grupos da Libertadores. Chico da Costa e Bruno Sávio marcaram para os mandantes, enquanto Matias Viña descontou para o Rubro-Negro.

A altitude de La Paz, sem dúvida, pesou bastante para o resultado. Já desfalcado, o Flamengo lutou e teve chances, mas pecou demais e acabou castigado.

O que de melhor aconteceu no jogo?

  • Chico abriu o placar para o Bolívar com um minuto de partida
  • Pouco tempo depois, Viña empatou para o Flamengo em grande jogada de Gerson.
  • Rossi foi bem demais na primeira etapa, salvando o Flamengo em várias oportunidades
  • O Bolívar apostava demais nos cruzamentos, que, claro, ocasionaram o primeiro gol
  • Num erro de marcação, em que Wesley subiu e Igor Jesus errou o bote, Bruno Sávio deu a vitória aos bolivianos.

Sufoco total no primeiro tempo, mas Flamengo sobrevive

Os cinco minutos iniciais de Bolívar x Flamengo foram muito frenéticos. Jogando em casa e buscando aproveitar os efeitos da altitude, os bolivianos foram para cima e conseguiram marcar nos primeiros movimentos, com Chico da Costa, em cruzamento dentro da área. Pane total na bola aérea da defesa rubro-negra.

Para quem esperava um Flamengo abatido após o gol, se enganou totalmente. Gerson mostrou muita garra para driblar dois no meio e servir Matias Viña. O lateral uruguaio deixou a zaga para trás e, com um toque de classe, deslocou Lampe para empatar. Festa rubro-negra em La Paz.

Depois do empate, o estádio sentiu um pouco mais, e a torcida começou a ficar impaciente nas arquibancadas. O Bolívar até tentou, sempre nos cruzamentos (21 só no primeiro tempo), e nas jogadas pelo lado de campo. Pato Rodríguez e Bruno Sávio deram muito trabalho para a defesa do Flamengo, que sofreu no início, mas se acertou ao longo da etapa inicial. Méritos de Tite.

Erro individual mata o Flamengo

O segundo tempo começou da mesma maneira que o primeiro, com o Bolívar em cima, buscando o gol, mas sempre parando na postada defesa do Flamengo. A equipe de Tite até vinha melhorando, buscando mais a troca de passes e, como consequência, a meta adversário. Porém, um erro mudou tudo.

Um não, vários. De La Cruz errou o passe, Wesley estava no ataque e não voltou para recompor e Igor Jesus falhou no bote derradeiro. Pato Rodríguez teve o campo inteiro para chegar perto da área e servir Bruno Sávio, que não perdoou.

O Rubro-Negro até se lançou ao ataque com mexidas de Tite — Matheus Gonçalves e Lorran entraram —, mas faltou capricho na hora da finalização. Os jogadores do Flamengo ainda chegaram a reclamar de pênalti em jogada de mão na bola, mas a arbitragem nada marcou. No fim, festa boliviana no Hernando Siles.

Como ficou a situação do Grupo E da Libertadores?

Com a derrota, o Rubro-Negro permanece na segunda posição do Grupo E da Libertadores, viu o Bolívar abrir vantagem. O próximo compromisso do Flamengo na Libertadores será no dia 07 de maio, quando visitará o Palestino, em Santiago. O horário e o local da partida ainda não foram definidos pela Conmebol.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo