Libertadores

Clubes tradicionais, altitude e longas viagens: o que o Botafogo vai encontrar no grupo da Libertadores

Sorteio realizado na noite de segunda-feira colocou o Botafogo no Grupo D, ao lado da LDU, do Equador, Junior Barranquilla, da Colômbia, e Universitário, do Peru

O Botafogo conheceu, na noite desta segunda-feira, os seus adversários na fase de grupos da Copa Libertadores. Depois de passar pelas fases prévias da competição, eliminando o Aurora, da Bolívia, e o Red Bull Bragantino, o sorteio realizado em Luque, no Paraguai, colocou o Glorioso no Grupo D, ao lado de LDU, do Equador, Junior Barranquilla, da Colômbia, e Universitário, do Peru.

Apesar de apenas a LDU ser campeã da Libertadores no grupo, os outros dois adversários do Botafogo também são equipes tradicionais no futebol sul-americano, ainda que não tenham conquistados competições internacionais, e vencedores nos seus respectivos países. Contra a LDU e o Junior Barranquilla, o Botafogo ainda vai encarar torcidas vibrantes, e que tentam transformar os seus estádios em caldeirões.

Mas, se as dificuldades em campo não parecem ser das maiores, o Botafogo pode ter problemas com a logística e extracampo. O Glorioso vai precisar encaras longas viagens quando for jogar fora de casa. Serão mais de 13 mil quilômetros percorridos. Em Quito, no Equador, contra LDU, ainda tem uma altitude de 2.800 metros.

LDU-EQU

A tradicional LDU deve ser o adversário mais complicado do Botafogo neste Grupo D. Campeão da Libertadores em 2008, o time equatoriano é o atual campeão da Copa Sul-Americana, batendo o Fortaleza na final e passando pelo São Paulo no caminho, e deu muito trabalho para o Fluminense na disputa da Recopa Sul-Americana, em fevereiro. A LDU também é a atual campeão do Campeonato Equatoriano.

Além disso, é claro, a LDU tem a seu favor a altitude de Quito, que sempre amedronta os clubes brasileiros. O Botafogo vai precisar encarar 2.800 metros de altitude quando for visitar o Estádio Casa Blanca.

Botafogo e LDU se enfrentaram justamente na última Copa Sul-Americana, conquistada pelo time equatoriano. Os dois clubes estavam no mesmo grupo e empataram os dois jogos por 0 a 0, no Nilton Santos e no Casa Blanca, em duas partidas em que os times deixaram muito a desejar. A LDU acabou passando em primeiro da chave e foi campeã, enquanto o Botafogo caiu nas quartas de final para o Defensa y Justicia, da Argentina.

Junior Barranquilla-COL

O Junior Barranquilla não está entre os maiores campeões do futebol colombiano, mas já é um clube que frequentemente disputa as competições continentais, seja a Copa Libertadores ou a Sul-Americana. Dessa vez, o Junior chega na Libertadores como campeões do Torneio Finalização, no segundo semestre de 2023.

A principal estrela do time é o experiente Carlos Bacca. O atacante, revelado pelo próprio Junior Barranquilla, tem passagens por Sevilla, Milan e Villarreal, na Europa. Em 2022, ele voltou para o clube que o revelou. Na útima temporada, ele fez 20 gols em 48 partidas. Em 2024, foram sete gols em 12 partidas. O Junior Barranquilla também conta com outros nomes conhecidos do futebol brasileiro: o meia Victor Cantillo, ex-Corinthians, e o atacante Yimmi Chará, ex-Atlético-MG.

Universitario-PER

Maior campeão do futebol peruano, o Universitario chegou à Copa Libertadores de 2024 justamente por mais um título do Campeonato Peruano. Em 2023, o time de Lima conquistou o seu 27º campeonato local. O técnico era o uruguaio Jorge Fossati, que, no Brasil, passou pelo Internacional. No entanto, no fim da temporada, Fossati assumiu a seleção do Peru.

Agora, o Universitario tem outro “nem tão velho” conhecido do futebol brasileiro no comando do time. Após a saída de Fossati, o argentino Fabián Bustos, que passou recentemente por Santos e América-MG, assumiu o time peruano. Atualmente, neste começo de 2024, o Universitario já lidera o campeonato local, com seis vitórias e dois empates em oito jogos. O destaque do time é o atacante Edison Flores, que tem histórico de convocações para a seleção do Peru, e marcou sete gols em 17 jogos na última temporada. Em 2024, já foram dois gols e três assistências.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo