América do Sul

Jogador do Audax Italiano dá chute à Cantona em torcedor e vai preso no Chile

(Foto: Agencia Uno)

Como foi o seu sábado à noite? Sebastián Pol, do Audax Italiano, passou o dele detido em uma delegacia de Santiago depois de perder a cabeça em uma partida do Campeonato Chileno e acertar um chute em um torcedor da Universidad Catolica, que havia acabado de vencer por 4 a 1, ao estilo Eric Cantona naquele fatídico duelo entre Manchester United e Crystal Palace.

LEIA MAIS: Vidal decidiu em campo e Pizzi atuou fora dele para amenizar a crise do Chile

Assim que o árbitro apitou fim da partida, o goleiro Nicolás Peric ficou possesso e se dirigiu à arquibancada, mas foi seguro pelos companheiros e entrou nos vestiários soltando fogo. Segundo o volante Bryan Carrasco e o técnico Hugo Vilches, a torcida da Universidad Catolica havia provocado o arqueiro, fazendo o número quatro com as mãos – referente ao placar do jogo.

Pol mostrou menos auto-controle. Pulou uma grande que separa o campo da arquibanca e desferiu um chute em um torcedor da Universidad Catolica que, segundo o jogador, cuspiu nele e o insultou. Ele foi levado à delegacia pela polícia, passou a noite atrás das barras e foi liberado. Mas enfrentará acusações da Justiça, sob uma legislação específica para violência em estádio, e ações disciplinares da liga chilena. Além de estar provisoriamente banido de comparecer a qualquer evento esportivo por 20 dias.

Ele se arrepende do que fez. “Nunca foi a minha intenção machucar ninguém. Não quis acertá-lo. Quis apenas assustá-lo”, disse. “Peço desculpas. Isso não voltará a acontecer. Sinto que o que fiz não foi correto. É algo que a vida me ensina”. Algo me diz que, mesmo antes do que aconteceu, ele já sabia que era errado chutar alguém.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo