América do SulCopa do MundoEliminatórias da Copa

Colômbia soube neutralizar o jogo do Chile e viu seu craque fazer a diferença

James Rodríguez passou exatos dois meses longe dos gramados. Com uma lesão muscular, o camisa 10 fez falta ao Real Madrid no período, voltando apenas no último final de semana, saindo do banco (e marcando um gol) na derrota para o Sevilla. Na seleção colombiana, no entanto, logo o craque se recolocou como peça fundamental no esquema de José Pekerman. Mesmo sem a intensidade de sempre, foi um dos destaques na visita ao Chile em Santiago. Liderança com a braçadeira de capitão. E protagonista com o gol que determinou o empate por 1 a 1 com La Roja, excelente resultado para os Cafeteros.

Chilenos e colombianos fizeram uma boa partida no Estádio Nacional. Os dois times técnicos jogaram de igual para igual, com os goleiros trabalhando para evitar um placar mais elástico. Entretanto, ao contrário do que aconteceu com o Brasil há duas rodadas, a Colômbia soube neutralizar o jogo sufocante do Chile. Pekerman deu proteção extra ao seu meio de campo, escalando Carlos Sánchez, Daniel Torres e Alexander Mejía, três volantes. Garantiu segurança defensiva e mais liberdade ao rápido ataque, com James, Jackson Martínez e Luis Muriel – este, incomodando bastante os chilenos.

A Colômbia conseguiu fazer uma partida equilibrada durante o primeiro tempo. Ospina trabalhou logo no primeiro minuto com boa defesa, mas os Cafeteros responderam com boas chances, parando em Bravo. Enquanto os chilenos apostavam na posse de bola, sem tanta criatividade, tomavam sufoco nos contra-ataques. No entanto, La Roja abriu o placar aos 45, em jogada atípica. Matías Fernández cobrou falta em direção à área e, no meio da zaga, Vidal subiu para desviar de cabeça.

Já no segundo tempo, a Colômbia tornou-se mais ofensiva. Pekerman trocou Carlos Sánchez por Edwin Cardona, em alteração que, segundo o próprio Jorge Sampaoli, definiu o jogo. O meia deu mais volume aos Cafeteros e iniciou a jogada do gol, aos 22 minutos. Bem na partida, Muriel cruzou para o camisa 10 fazer bonito girou e chutar rasteiro para decretar a igualdade. Depois disso, o Chile tentou buscar o prejuízo, mas não conseguiu. Parou em nova defesaça de Ospina, enquanto Bravo também teve papel decisivo para evitar a virada.

Individualmente, Muriel terminou o jogo como principal destaque. Mas James Rodríguez também foi primordial. O talento do camisa 10, mesmo abaixo de seu 100%, pesou bastante para os visitantes. Mostra a sua importância em um time talentoso da Colômbia, mas que tem um diferencial contra os concorrentes graças a seu craque. O empate é importante para os Cafeteros, especialmente por roubar pontos em um dos jogos mais difíceis que terão pelo caminho.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo