Argentina

Torcida na terça

Nesta terça-feira, vai ser disputado o último jogo do Pentagonal de Verão. Estarão em campo as duas piores equipes do torneio: River e San Lorenzo. O interessante é que o campeão pode sair deste confronto. Com dois pontos conquistados, o Ciclón não tem mais chance de ficar com o título. Já os Millonarios precisam de uma simples vitória para dar a volta olímpica. Hoje, quem está na liderança é o Independiente, com seis pontos.

Em seu último compromisso na competição, em Mar del Plata, o River não foi bem. Perdeu para o seu maior rival, o Boca, por 2 x 0. Não adiantou o técnico Diego Simeone ter colocado em prática o esquema ofensivo 3-3-1-3 (Ortega na armação, Mauro Rosales na ponta-direita, Abreu na posição de centroavante e Alexis Sánchez na ponta-esquerda). Este foi o primeiro triunfo dos Xeneizes no pentagonal. Mas isso não é o mais importante para o torcedor do Boca. O mais importante é que o resultado acabou com uma seqüência de sete partidas sem vitória contra este adversário. Curiosamente, o triunfo anterior havia sido conquistado na edição de 2006 do torneio, no mesmo estádio (3 x 2).

Battaglia abriu o placar no primeiro tempo. O gol de Palermo, feito na etapa final, deu o que falar. Após uma cobrança de falta, o goleiro Carrizo espalmou a bola para cima, Palermo pulou e ampliou a vantagem com uma cabeçada. O problema é que, antes de cabecear, o atacante se apoiou no travessão. Isso é proibido.

Um jogador que recebeu bastante atenção do público durante o jogo foi o zagueiro paraguaio Cáceres, que veio do Tigres-MEX. Pela primeira vez, ele vestiu a camisa ‘azul e ouro’. O River, seu oponente, foi o time que defendeu em 2006.

No próximo sábado, em Mendoza, o River poderá dar o troco no Boca. A partida será válida pela Copa Desafio. Antes, porém, o River tem pela frente o San Lorenzo. Para este confronto, Simeone deverá dar descanso para Ortega, Gerlo, Tuzzio, Augusto Fernández, Ponzio, Archubi e Alexis Sánchez. Em compensação, estariam de volta alguns titulares. A mais provável formação do River é esta: Carrizo; Ferrari, Cabral, Nasuti e Villagra; Rosales, Ahumada, Abelairas e Buonanotte; Falcao e Abreu. Note que o esquema é o 4-4-2. Simeone não ficou com boas lembranças do 3-3-1-3.

A ‘bota’ foi uma miragem

Se o San Lorenzo não sofrer gol do River, o título do pentagonal ficará nas mãos do Independiente. É por isso que o torcedor do Rojo vai ficar de olho no goleiro Orión. Enquanto se prepara para este clássico, Orión também não se esquece da Europa, de onde veio um convite tentador.

O Napoli-ITA ofereceu 4.200.000 euros brutos ao atleta do Ciclón, que vibrou quando soube do valor. Vibrou como se tivesse feito uma defesa espetacular. Todavia, Orión continuará atuando pelo San Lorenzo, pois o técnico Ramón Díaz não quis perdê-lo. Sim, era uma prova de que o trabalho de Orión estava sendo bem feito. O jogador de 26 anos, no entanto, ficou irritado. Díaz até pensou na hipótese de o San Lorenzo contratar um goleiro do mesmo nível para substituí-lo, mas logo deixou essa idéia de lado porque as competições importantes irão começar em breve – Clausura no dia 8 e Libertadores no dia 12 de fevereiro. Para solucionar o problema, o San Lorenzo sugeriu ao Napoli que levasse o atleta somente na metade do ano. Mas a resposta foi ‘não’.

Orión está passando por uma situação que não é inédita para ele. Meses atrás, o goleiro foi procurado pelo Racing Santander-ESP e acabou não assinando contrato. Na época, Díaz também não liberou o goleiro, alegando que o San Lorenzo já havia vendido dois jogadores importantes: Lavezzi e Ledesma. Lavezzi, inclusive, deixou o San Lorenzo para defender o Napoli, onde está até hoje.

Como o San Lorenzo optou pela permanência de Orión, o Napoli resolveu contratar Nicolás Navarro, de 22 anos, do Argentinos Juniors. Além de Lavezzi, outro argentino que faz parte do elenco do clube italiano é Roberto Sosa.

Valeu, Vélez!

O Lanús faturou a Copa Cidade de Buenos Aires com a ajuda do Vélez, que obteve um triunfo por 2 x 1 diante do Estudiantes. A vitória foi conseguida de virada. Silva, autor do segundo gol do Fortín, havia começado a partida no banco de reservas. Ele entrou em campo aos 42 minutos da etapa inicial para substituir Balvorín, responsável por anotar o gol de empate. A curta campanha do Lanús no triangular teve um triunfo (2 x 0 contra o Vélez) e um empate (0 x 0 com o Estudiantes).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo